Prefeito sanciona lei para concessão de auxílio aos professores da rede municipal

Cidades

 

O prefeito Edvaldo No
gueira sancionou, na 
tarde desta segunda-feira (20), ao lado dos vereadores de Aracaju, a lei 5.398/2021, para concessão de auxílio financeiro aos professores da rede municipal, com a finalidade de subsidiar a compra de equipamentos eletrônicos para os educadores. Anunciado no início do mês, o "Professores On" foi idealizado pela Prefeitura, com a finalidade de contribuir com uma ajuda de custo, no valor de R$ 5 mil, para que cada educador do magistério tenha acesso a equipamentos tecnológicos de ponta, assegurando, assim, condições dignas para que possa lecionar no sistema híbrido, implantado em virtude da pandemia do novo coronavírus.
Ao todo, serão investidos R$ 7,7 milhões, com recursos da própria administração municipal, contemplando 1.314 professores do município.  "Este é um programa muito importante para a Educação de Aracaju. Durante a pandemia, nós observamos que muitos professores não tinham condições de dar aulas na modalidade online com a qualidade que gostariam porque não dispunham de equipamentos bons. Por isso, decidimos antecipar uma ação que já estava prevista pelo município e concederemos este auxílio, de R$ 5 mil, para que cada professor possa adquirir novos equipamentos", destacou Edvaldo, ao sancionar a lei.
Para ter acesso ao auxílio, o professor precisa estar, efetivamente, no exercício da profissão, nas escolas municipais. O valor será creditado em parcela única e deverá ser aplicado na aquisição de equipamentos novos de informática e/ou dispositivos móveis, que tenham boas configurações. Além disso, os educadores contarão com uma ajuda mensal, no valor de R$ 70 para o custeio de plano de internet, até dezembro de 2022. Não terão direito ao benefício os professores que estiverem em licença, sem vencimento; que não estejam lotados nas escolas; que estejam afastados ou cedidos pela Semed; e em licença  com vencimento, em afastamento superior a três meses.
Plano Diretor - A Prefeitura de Aracaju dará início a uma série de audiências públicas para a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do município. O anúncio foi feito pelo prefeito Edvaldo Nogueira, na manhã desta segunda-feira, em coletiva de imprensa, na qual detalhou o cronograma de encontros setoriais para apresentação e discussão do anteprojeto com a população. Definida como uma das prioridades da gestão de Edvaldo, a revisão do PDDU foi retomada em 2018, sob a coordenação da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb). Ao todo, serão realizadas oito audiências. A primeira será nesta terça-feira, 21, no Colégio Estadual Governador Augusto Franco, no bairro Santos Dumont.
A primeira audiência pública ocorrerá nesta terça-feira (21), a partir de 18h30, no bairro Santos Dumont. Logo após, na quinta-feira (23), chegará ao bairro Santo Antônio, na EMEF Dom José Távora. No dia 28, será a vez do bairro América, na EMEF Teixeira Lott. No dia 30 de setembro, será realizada no bairro Ponto Novo, na sede da Emurb. No dia 5 de outubro, ocorrerá no bairro Atalaia, na EMEF Anísio Teixeira. Já no dia 7 de outubro será no bairro Bugio, na EMEF Manoel Bonfim, e, no dia 13, no bairro São José, no Colégio Estadual Atheneu Sergipense. O cronograma se encerrará no dia 14 de outubro, no bairro Areia Branca, na EMEF Professor Florentino Meneses.

O prefeito Edvaldo No gueira sancionou, na  tarde desta segunda-feira (20), ao lado dos vereadores de Aracaju, a lei 5.398/2021, para concessão de auxílio financeiro aos professores da rede municipal, com a finalidade de subsidiar a compra de equipamentos eletrônicos para os educadores. Anunciado no início do mês, o "Professores On" foi idealizado pela Prefeitura, com a finalidade de contribuir com uma ajuda de custo, no valor de R$ 5 mil, para que cada educador do magistério tenha acesso a equipamentos tecnológicos de ponta, assegurando, assim, condições dignas para que possa lecionar no sistema híbrido, implantado em virtude da pandemia do novo coronavírus.
Ao todo, serão investidos R$ 7,7 milhões, com recursos da própria administração municipal, contemplando 1.314 professores do município.  "Este é um programa muito importante para a Educação de Aracaju. Durante a pandemia, nós observamos que muitos professores não tinham condições de dar aulas na modalidade online com a qualidade que gostariam porque não dispunham de equipamentos bons. Por isso, decidimos antecipar uma ação que já estava prevista pelo município e concederemos este auxílio, de R$ 5 mil, para que cada professor possa adquirir novos equipamentos", destacou Edvaldo, ao sancionar a lei.
Para ter acesso ao auxílio, o professor precisa estar, efetivamente, no exercício da profissão, nas escolas municipais. O valor será creditado em parcela única e deverá ser aplicado na aquisição de equipamentos novos de informática e/ou dispositivos móveis, que tenham boas configurações. Além disso, os educadores contarão com uma ajuda mensal, no valor de R$ 70 para o custeio de plano de internet, até dezembro de 2022. Não terão direito ao benefício os professores que estiverem em licença, sem vencimento; que não estejam lotados nas escolas; que estejam afastados ou cedidos pela Semed; e em licença  com vencimento, em afastamento superior a três meses.

Plano Diretor - A Prefeitura de Aracaju dará início a uma série de audiências públicas para a revisão do Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano do município. O anúncio foi feito pelo prefeito Edvaldo Nogueira, na manhã desta segunda-feira, em coletiva de imprensa, na qual detalhou o cronograma de encontros setoriais para apresentação e discussão do anteprojeto com a população. Definida como uma das prioridades da gestão de Edvaldo, a revisão do PDDU foi retomada em 2018, sob a coordenação da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb). Ao todo, serão realizadas oito audiências. A primeira será nesta terça-feira, 21, no Colégio Estadual Governador Augusto Franco, no bairro Santos Dumont.
A primeira audiência pública ocorrerá nesta terça-feira (21), a partir de 18h30, no bairro Santos Dumont. Logo após, na quinta-feira (23), chegará ao bairro Santo Antônio, na EMEF Dom José Távora. No dia 28, será a vez do bairro América, na EMEF Teixeira Lott. No dia 30 de setembro, será realizada no bairro Ponto Novo, na sede da Emurb. No dia 5 de outubro, ocorrerá no bairro Atalaia, na EMEF Anísio Teixeira. Já no dia 7 de outubro será no bairro Bugio, na EMEF Manoel Bonfim, e, no dia 13, no bairro São José, no Colégio Estadual Atheneu Sergipense. O cronograma se encerrará no dia 14 de outubro, no bairro Areia Branca, na EMEF Professor Florentino Meneses.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS