SES reativa leitos para pacientes neurológicos e cardiológicos no Huse

Cidades

 

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reativou, nesta segunda-feira (20), 10 leitos de UTI que irão compor a Unidade Vascular do Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse). O foco é ampliar a assistência a pacientes neurológicos e cardiológicos.
Os leitos de terapia intensiva estavam sendo utilizados para tratar os pacientes diagnosticados com a Covid-19. Com a conversão, eles voltam a atender pacientes com outras patologias não relacionadas ao coronavírus. A medida só foi possível depois da redução de casos e do índice de transmissibilidade da doença em Sergipe. "O atual cenário de número baixo de pacientes com o quadro de Covid-19 permitiu que pudéssemos converter esses leitos de UTI, otimizando o uso neste momento. Agora vamos mudar o perfil da unidade, recebendo cinco pacientes relacionados a neurologia e cinco da cardiologia, com diagnósticos precisos e autorizados pelo SIGAU, como já era feito anteriormente. São dez leitos de terapia intensiva muito importantes para o fluxo na rede do Estado", informou o coordenador médico do Eixo crítico do hospital, José Edvaldo dos Santos.
Dos dez leitos, cinco são destinados a neurologia que passa a receber, a partir de hoje, pacientes com pós trombólise do AVC isquêmico e outros cinco leitos de cardiologia que receberão pacientes com bradarritmias (chamada BAVT), onde há a necessidade de implante de marcapasso trans venoso. Os outros leitos serão destinados ao paciente infartado pós a realização do cateterismo cardíaco.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) reativou, nesta segunda-feira (20), 10 leitos de UTI que irão compor a Unidade Vascular do Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse). O foco é ampliar a assistência a pacientes neurológicos e cardiológicos.
Os leitos de terapia intensiva estavam sendo utilizados para tratar os pacientes diagnosticados com a Covid-19. Com a conversão, eles voltam a atender pacientes com outras patologias não relacionadas ao coronavírus. A medida só foi possível depois da redução de casos e do índice de transmissibilidade da doença em Sergipe. "O atual cenário de número baixo de pacientes com o quadro de Covid-19 permitiu que pudéssemos converter esses leitos de UTI, otimizando o uso neste momento. Agora vamos mudar o perfil da unidade, recebendo cinco pacientes relacionados a neurologia e cinco da cardiologia, com diagnósticos precisos e autorizados pelo SIGAU, como já era feito anteriormente. São dez leitos de terapia intensiva muito importantes para o fluxo na rede do Estado", informou o coordenador médico do Eixo crítico do hospital, José Edvaldo dos Santos.
Dos dez leitos, cinco são destinados a neurologia que passa a receber, a partir de hoje, pacientes com pós trombólise do AVC isquêmico e outros cinco leitos de cardiologia que receberão pacientes com bradarritmias (chamada BAVT), onde há a necessidade de implante de marcapasso trans venoso. Os outros leitos serão destinados ao paciente infartado pós a realização do cateterismo cardíaco.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS