Governo dialoga com gestores do Alto Sertão sobre o Mão Amiga Pró-Sertão Bacia Leiteira

Cidades

 

Governo dialoga com gestores do Alto Sertão sobre o Mão Amiga Pró-Sertão Bacia Leiteira
O Governo de Sergipe já começou as tratativas com os municípios do Alto Sertão Sergipano para o planejamento e execução do Programa Amiga - Pró-Sertão Bacia Leiteira, que terá início em dezembro deste ano. Nesta segunda-feira (20), a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social - SEIAS e a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe - Emdagro reuniram-se, em Nossa Senhora da Glória, com gestores municipais de Agricultura e da Assistência Social dos municípios do território. O Pró-Sertão tem o intuito de mitigar os efeitos da seca na cadeia produtiva do leite e deve beneficiar até 3.700 famílias sergipanas.
O programa consiste no pagamento do benefício no valor de R$ 1.000, dividido em quatro parcelas de R$ 250, a serem pagas nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março de cada ano, período de estiagem, com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza - Funcep, através da SEIAS. O programa é direcionado às famílias pequenas criadoras de bovinos leiteiros, com rebanho de até dez cabeças de gado, com ao menos uma fêmea.

O Governo de Sergipe já começou as tratativas com os municípios do Alto Sertão Sergipano para o planejamento e execução do Programa Amiga - Pró-Sertão Bacia Leiteira, que terá início em dezembro deste ano. Nesta segunda-feira (20), a Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social - SEIAS e a Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe - Emdagro reuniram-se, em Nossa Senhora da Glória, com gestores municipais de Agricultura e da Assistência Social dos municípios do território. O Pró-Sertão tem o intuito de mitigar os efeitos da seca na cadeia produtiva do leite e deve beneficiar até 3.700 famílias sergipanas.
O programa consiste no pagamento do benefício no valor de R$ 1.000, dividido em quatro parcelas de R$ 250, a serem pagas nos meses de dezembro, janeiro, fevereiro e março de cada ano, período de estiagem, com recursos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza - Funcep, através da SEIAS. O programa é direcionado às famílias pequenas criadoras de bovinos leiteiros, com rebanho de até dez cabeças de gado, com ao menos uma fêmea.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS