Gualberto destaca avanços sociais no Brasil e em Sergipe

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 13/11/2013 às 03:14:00

O deputado estadual Francisco Gualberto (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa ontem para destacar os avanços sociais registrados no Brasil nos últimos dez anos. De acordo com ele, uma pesquisa encomendada pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e divulgada em grandes redes de comunicação do país aponta que 50% da população que vive em favelas no Rio de Janeiro e São Paulo ascenderam à classe C. Ou seja, têm acesso a bens de consumo como aparelhos de televisão, geladeira, computador e até veículos motorizados, o que antes era praticamente impossível.
"Isso significa dizer que muitas famílias estão vivendo de forma mais organizada, com seus empregos e suas rendas. E é importante ressaltar também que assim fica mais fácil enfrentar o problema das drogas, ajudando inclusive no combate à violência urbana", analisou Gualberto. "É inegável que antes os filhos das pessoas que viviam em favelas estavam mais perto da criminalidade. Mas essa realidade mudou", afirma.

Segundo o deputado, o Brasil hoje vive uma situação de pleno emprego. "Menos de 5% da mão de obra ativa do país permanece sem emprego. No governo de Fernando Henrique Cardoso (1995-2002), esse índice era de 23%", disse Gualberto. Em relação ao estado de Sergipe, o deputado petista informou que nos últimos sete anos já foram criados cerca de 71 mil empregos com carteira assinada em setores diversos da economia. "Somente no município de Socorro nosso governo já viabilizou a instalação de 27 indústrias, gerando mais de 4 mil empregos formais".

Sobre a construção de casas populares, Francisco Gualberto disse que já foram entregues à população de baixa renda cerca de 62 mil imóveis espalhados em todo território sergipano. Para ele, o avanço nessa área também é bastante significativo. "Do ponto de vista da análise econômica e social, tudo isso é para ser muito comemorado. Independente de posições políticas", garante o parlamentar.

Os dados levados pelo deputado mostram ainda que Sergipe tem hoje a segunda melhor renda per capita do Nordeste; uma das menores taxas de mortalidade infantil do país; a segunda maior frota de automóveis novos e semi-novos no Brasil, proporcionalmente. "Um dado curioso: antes desse período, menos de 30% dos policiais militares de Sergipe possuíam carro próprio. Hoje, pesquisas do comércio apontam que eles são os maiores compradores. Assim como os professores, que independente das questões relativas ao piso salarial, também tiveram um avanço nas suas condições de vida".

Francisco Gualberto finalizou o pronunciamento lembrando que muitos problemas ainda são constatados nas áreas sociais, principalmente no que diz respeito à saúde e segurança pública. "Mas em todos os casos o governo está fazendo o possível para minimizar a situação. Até porque novas demandas estarão sempre surgindo. Mas apesar das dificuldades, temos resultados que merecem nossa comemoração e aumento da nossa auto-estima".