Para Márcio, \"impressões digitais de Déda estão presentes na cidade, na vida das pessoas\"

Geral


  • O ex-presidente Lula com o candidato do PT à Prefeitura de Aracaju, Márcio Macêdo

 

Na quinta-feira, em entrevista à rádio 
Nova Brasil FM, o candidato a pre-
feito de Aracaju Márcio Macêdo (PT) fez uma análise sobre o cenário político da capital, falou como tem sido a recepção da população e destacou a importância dos nomes de Marcelo Déda e Lula em sua caminhada.
Questionado sobre como tem sido suas agendas de campanha em relação ao apoio das pessoas, Márcio afirmou que "nós estamos empenhados". Contudo, revelou que, por conta da pandemia, e por entender a necessidade de se cumprir os protocolos determinados pelas autoridades de saúde, a diferença em relação aos outros pleitos tem sido notória. "O momento é muito delicado, muito difícil. Estamos fazendo uma eleição em meio a uma pandemia. Isso é diferente de tudo que já fizemos antes. Sem contar que, essa situação, acaba beneficiando quem está no poder, quem tem a máquina na mão. Mas todos nós estamos empenhados", disse. 
"Mas, mesmo assim, a temperatura da minha campanha está quente, está bonita. A militância tomou conta das ruas. O povo está cada vez mais animado e receptivo. Estou muito confiante na ida ao segundo turno. Eu vejo o povo gritando 'volta, PT', com um sentimento de saudade de uma cidade que cuidava de verdade do seu povo. O povo sabe como o PT governa, e os aracajuanos sabem como a cidade evoluiu. Eu não escolho adversário para o segundo turno. Eu estou confiante, preparado e firme para essa missão", complementou.
Márcio também respondeu a um comentário sobre seus programas eleitorais, no qual, fazem referência aos outros nomes que disputam as eleições deste ano. Sobre isso, ele resumiu informando que critica o que tem de ser criticado. "Nós procuramos fazer tudo com qualidade, com responsabilidade. O povo sabe quem prometeu e não cumpriu, o povo sabe quem contratou os músicos para o Forró Caju e não pagou. Meu programa fala e mostra a verdade. Critico o que deve ser criticado. Estamos fazendo programas criativos, usando teatro, para mostrar a real situação de nossa cidade. E o povo sabe quem é quem", sintetizou.
Além disso, o petista reforçou que, independente do que falem a seu respeito, seguirá honrando a história e legado do ex-governador Marcelo Déda e, também, do presidente Lula. "Eu tive uma relação real com Déda. Eu posso falar no legado dela, porque ajudei a construir o sucesso de Déda. Fizemos parte disso. As impressões digitais de Déda estão presentes na cidade, na vida das pessoas. Não tenho o menor problema de mostrar quem está comigo. Muito pelo contrário. Tenho muito orgulho. Muito mesmo", declarou. 
"Já disse isso por diversas vezes e repito: não escondo meus aliados. Edvaldo esconde André Moura, Temer. Danielle esconde os Valadares e o Delegado Alessandro. Rodrigo diz que não é dos Valadares e esconde Roberto Jeferson. Essa é a diferença. Eu fiz parte da gestão Déda, da gestão Lula. Eu fiz parte de uma gestão que mudou Aracaju, que cuidou do povo. Eu não preciso estar me escondendo de nada. Como não irei falar de Déda em minha campanha? Eu tenho consciência de tudo o que Déda e Lula fizeram e seguirei trilhando esse caminho. E vou fazer ainda mais. Vou preparar Aracaju para o futuro", acrescentou.
Ainda durante a entrevista, Márcio alertou sobre a necessidade de a população analisar bem os discursos e posicionamentos de alguns candidatos que, repentinamente, mudaram postura. "Chegou a hora mudança? Chegou. Mas é preciso ter mudança com responsabilidade, com coerência histórica. É preciso mudar, sim, mas com verdade. E isso nós temos", orientou.

Na quinta-feira, em entrevista à rádio  Nova Brasil FM, o candidato a pre- feito de Aracaju Márcio Macêdo (PT) fez uma análise sobre o cenário político da capital, falou como tem sido a recepção da população e destacou a importância dos nomes de Marcelo Déda e Lula em sua caminhada.
Questionado sobre como tem sido suas agendas de campanha em relação ao apoio das pessoas, Márcio afirmou que "nós estamos empenhados". Contudo, revelou que, por conta da pandemia, e por entender a necessidade de se cumprir os protocolos determinados pelas autoridades de saúde, a diferença em relação aos outros pleitos tem sido notória. "O momento é muito delicado, muito difícil. Estamos fazendo uma eleição em meio a uma pandemia. Isso é diferente de tudo que já fizemos antes. Sem contar que, essa situação, acaba beneficiando quem está no poder, quem tem a máquina na mão. Mas todos nós estamos empenhados", disse. 
"Mas, mesmo assim, a temperatura da minha campanha está quente, está bonita. A militância tomou conta das ruas. O povo está cada vez mais animado e receptivo. Estou muito confiante na ida ao segundo turno. Eu vejo o povo gritando 'volta, PT', com um sentimento de saudade de uma cidade que cuidava de verdade do seu povo. O povo sabe como o PT governa, e os aracajuanos sabem como a cidade evoluiu. Eu não escolho adversário para o segundo turno. Eu estou confiante, preparado e firme para essa missão", complementou.
Márcio também respondeu a um comentário sobre seus programas eleitorais, no qual, fazem referência aos outros nomes que disputam as eleições deste ano. Sobre isso, ele resumiu informando que critica o que tem de ser criticado. "Nós procuramos fazer tudo com qualidade, com responsabilidade. O povo sabe quem prometeu e não cumpriu, o povo sabe quem contratou os músicos para o Forró Caju e não pagou. Meu programa fala e mostra a verdade. Critico o que deve ser criticado. Estamos fazendo programas criativos, usando teatro, para mostrar a real situação de nossa cidade. E o povo sabe quem é quem", sintetizou.
Além disso, o petista reforçou que, independente do que falem a seu respeito, seguirá honrando a história e legado do ex-governador Marcelo Déda e, também, do presidente Lula. "Eu tive uma relação real com Déda. Eu posso falar no legado dela, porque ajudei a construir o sucesso de Déda. Fizemos parte disso. As impressões digitais de Déda estão presentes na cidade, na vida das pessoas. Não tenho o menor problema de mostrar quem está comigo. Muito pelo contrário. Tenho muito orgulho. Muito mesmo", declarou. 
"Já disse isso por diversas vezes e repito: não escondo meus aliados. Edvaldo esconde André Moura, Temer. Danielle esconde os Valadares e o Delegado Alessandro. Rodrigo diz que não é dos Valadares e esconde Roberto Jeferson. Essa é a diferença. Eu fiz parte da gestão Déda, da gestão Lula. Eu fiz parte de uma gestão que mudou Aracaju, que cuidou do povo. Eu não preciso estar me escondendo de nada. Como não irei falar de Déda em minha campanha? Eu tenho consciência de tudo o que Déda e Lula fizeram e seguirei trilhando esse caminho. E vou fazer ainda mais. Vou preparar Aracaju para o futuro", acrescentou.
Ainda durante a entrevista, Márcio alertou sobre a necessidade de a população analisar bem os discursos e posicionamentos de alguns candidatos que, repentinamente, mudaram postura. "Chegou a hora mudança? Chegou. Mas é preciso ter mudança com responsabilidade, com coerência histórica. É preciso mudar, sim, mas com verdade. E isso nós temos", orientou.

Com Lula

Na última quarta-feira (28), Márcio esteve em São Paulo para conversar com o presidente Lula. A viagem também foi motivada pelo aniversário do ex-presidente, comemorado no dia anterior. "Fui dar um abraço no presidente Lula. Ele é meu amigo. Construímos uma relação muito bonita ao longo desses anos. Lula me ensina muito, o tempo todo. Conversamos sobre muitos assuntos, inclusive, sobre sua vinda à Aracaju, que ainda está sendo ajustada. Ele tem 75 anos e precisamos ter alguns cuidados por conta da pandemia", revelou. 

Vitória

Depois do governador Belivaldo Chagas, ontem foi a vez de o prefeito Edvaldo Nogueira, candidato à reeleição, lembrar a festa da vitória em 2016. "No dia 30 de outubro de 2016, Aracaju me chamou de volta para uma das maiores missões da minha vida: reconstruir a cidade. Há quatro anos, fui eleito e, a partir dali, comecei a honrar com meu compromisso de montar uma equipe competente e a traçar os planos para devolver a qualidade de vida para os aracajuanos e aracajuanas. Desde que assumi o mandato em janeiro de 2017, não parei de trabalhar um dia sequer, sempre buscando honrar o meu cargo de prefeito", garantiu.

Orgulho

Edvaldo diz que ao rever fotos da vitória, tem orgulho do trabalho que realizado ao reconstruir a cidade. "Reorganizamos as finanças, limpamos as ruas, transformamos cenários, e demos condições de uma vida melhor para muita gente. Nós devolvemos o brilho no olhar da população. E esse é só o começo. Aracaju está no rumo certo e temos capacidade de fazer muito mais. Obrigado, Aracaju, por confiar em mim e podem contar comigo pra continuar trabalhando e fazendo dessa cidade que amo a capital da qualidade de vida", prometeu.

Farpas

De Lúcio Flávio, candidato do Avante à PMA, sobre o adversário Rodrigo Valadares (PTB), que se apresenta como candidato bolsonarista em Aracaju: "Rodrigo Valadares é a Joice Hasselman [deputada federal PSL/SP, hoje rompida com o presidente Jair Bolsonaro] sergipana: Tem o rei na barriga, mente de forma dissimulada e mantém uma rede de difamação contra desafetos. Se existisse psicoteste na política, não teríamos mentes doentias como estas enganando os aracajuanos. Ele é a fake-news em pessoa".

Abuso

O promotor público Peterson Almeida Barbosa lançou ontem à noite o livro "Abuso do Poder Religioso nas Eleições - Atuação Política das Igreja Evangélicas". Segundo o autor, o livro propõe a criação, na legislação eleitoral, do abuso do poder religioso. Peterson Almeida é um estudioso sobre o crescente interesse evangélico pela política.

Recursos

Até a quarta-feira (28), Rodrigo Valadares era o candidato que tinha declarado junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SE) o recebimento do maior volume de recursos na campanha para a Prefeitura de Aracaju: R$ 1.849.000,00, sendo R$ 847.000,00 do PTB, R$ 600.000,00 do PSL Estadual e R$ 400.000,00 do PSL Nacional, além de R$ 2.000,00 de doação pessoa física. Ele controla os dois partidos no estado.

Edvaldo

 Edvaldo Nogueira (PDT) é o segundo que mais recebeu recursos para campanha: R$ 1.844.100,00, sendo R$ 1.500.000,00 do PDT Nacional, R$ 200.000,00 do PDT Municipal, R$ 100.000,00 do Diretório Municipal do PP e R$ 44.100,00de doação pessoa física.

Danielle

A delegada Danielle (Cidadania) recebeu R$ 790.377,69, sendo R$ 400.000,00 do Diretório Nacional do PL e R$ 350.927,69 do Cidadania, além de R$ 39 mil em doações de pessoas físicas: Milton Andrade (R$ 11.300,00), o seu vice Valadares Filho (R$ 10.000,00) e o ex-senador Valadares (R$ 7.500,00).

Os outros

Márcio Macedo (PT) declarou ter recebido até o momento R$ 478.550,00, sendo R$ 469.000,00 do partido e R$ 8.800,00 de doação pessoa física, com a sua vice Ana Lúcia tendo doado R$ 750,00. Georlize (DEM) recebeu R$ 405.000,00 do Diretório Nacional e R$ 5.000,00 de doação do presidente estadual da legenda, José Carlos Machado. O candidato Alexis Pedrão (PSOL) declarou a ter recebido R$ 42.317,08, Paulo Márcio (DC) R$ 5.450,00, Gilvani Santos (PSTU) o valor de R$ 5.375,00 e Juraci Nunes (PMB) R$ 800,00. Não declararam recebimento de qualquer doação Almeida Lima (PRTB) e Lúcio Flávio (Avante).

Continua

O presidente nacional da Democracia Cristã, José Maria Eymael, entrou em contato com o prefeiturável Paulo Márcio no início da tarde desta quinta-feira, e, falando em nome da Executiva Nacional, reafirmou o seu apoio à candidatura do delegado à prefeitura de Aracaju. Na ocasião, Eymael convidou Paulo Márcio a participar do Movimento "A Onda", iniciativa do DC para promover o relacionamento e integração entre candidatos, apoiadores e lideranças em todo o país.

Reciclagem

A Prefeitura de Aracaju, através da Emsurb, e a Cooperativa dos Agentes Autônomos de Reciclagem de Aracaju (Care), assinam, nesta sexta-feira (30), um contrato de prestação de serviços referente à coleta, transporte e triagem de resíduos passíveis de reutilização e reciclagem. Com o ato, a Care passa a integrar o sistema de limpeza pública do município de Aracaju, sendo remunerada.

Educação

Além da coleta, a cooperativa também será remunerada pela mobilização e educação ambiental, podendo, a depender do seu desempenho, receber mensalmente R$ 89.716,00. Esta é a primeira vez que uma cooperativa participa do Sistema de Gestão de Resíduos Sólidos da capital como contratada da Prefeitura de Aracaju. A Emsurb continuará destinando,à cooperativa os resíduos sólidos recolhidos através do Cata Treco, dos 60 Pontos de Entrega Voluntária (PEV,s) e dos ecopontos. A Care também ficará responsável pela coleta seletiva porta a porta.

Novo procurador

O Ministério Público de Sergipe realizará nesta sexta-feira, das 8 horas às 12 horas, eleição para formação da lista tríplice para a escolha do Procurador-Geral de Justiça para o biênio 2020/2022. A escolha é mediante voto obrigatório, secreto e plurinominal de todos os integrantes do quadro ativo da carreira do Ministério Público. Cada eleitor poderá assinalar na cédula o quadro correspondente ao nome de até três candidatos e, após dobrá-la, para garantia do sigilo, deverá depositá-la na urna.

Candidatos

A Comissão Eleitoral divulgou os nomes dos candidatos aptos à formação da lista tríplice: promotor Deijaniro Jonas Filho, procurador Eduardo Barreto d'Avila Fontes, promotor Eduardo Lima de Matos, promotor Etélio de Carvalho Prado Junior, promotor José Rony Silva Almeida, promotor Manoel Cabral Machado Neto e promotor Nilzir Soares Vieira Junior. A lista tríplice será encaminhada ao governador Belivaldo Chagas, que fará a escolha em 15 dias.

Com agências

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS