Sergipe terá R$ 12 milhões para investir na agricultura familiar

Geral


  • BELIVALDO COM O MINISTRO ONIX LORENZONI

  • Aspecto da solenidade realizada no Palácio de Despachos

 

Em cerimônia realizada nesta quinta-feira (17) em Aracaju, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, lançou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em Sergipe. O governador Belivaldo Chagas agradeceu ao Governo Federal e a bancada sergipana em Brasília, "pela ajuda que proporcionaram ao estado durante a pandemia e agora com a chegada destes recursos, que serão essenciais neste momento em que estamos reaquecendo a economia, para gerar emprego e renda para os sergipanos".
Segundo o governador, os recursos na ordem de R$ 11 milhões, mais a nossa contrapartida de quase R$ 1 milhão do Tesouro Estadual, servirão para atender famílias em situação de vulnerabilidade social e em estado de insegurança alimentar e nutricional pela distribuição de alimentos adquiridos diretamente de agricultores familiares.
A aplicação do PAA em Sergipe se dará em três eixos, que serão executadas pela Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS), da Agricultura (Seagri); e diretamente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Na Inclusão, serão 69 municípios e 400 agricultores familiares atendidos. Pela Agricultura, o foco inicial é a bacia leiteira do Alto Sertão, com a aquisição de 1,6 milhão de litros de leite. Já a Conab vai auxiliar na compra de alimentos em todos os municípios.

Em cerimônia realizada nesta quinta-feira (17) em Aracaju, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, lançou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) em Sergipe. O governador Belivaldo Chagas agradeceu ao Governo Federal e a bancada sergipana em Brasília, "pela ajuda que proporcionaram ao estado durante a pandemia e agora com a chegada destes recursos, que serão essenciais neste momento em que estamos reaquecendo a economia, para gerar emprego e renda para os sergipanos".
Segundo o governador, os recursos na ordem de R$ 11 milhões, mais a nossa contrapartida de quase R$ 1 milhão do Tesouro Estadual, servirão para atender famílias em situação de vulnerabilidade social e em estado de insegurança alimentar e nutricional pela distribuição de alimentos adquiridos diretamente de agricultores familiares.
A aplicação do PAA em Sergipe se dará em três eixos, que serão executadas pela Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (SEIAS), da Agricultura (Seagri); e diretamente pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).
Na Inclusão, serão 69 municípios e 400 agricultores familiares atendidos. Pela Agricultura, o foco inicial é a bacia leiteira do Alto Sertão, com a aquisição de 1,6 milhão de litros de leite. Já a Conab vai auxiliar na compra de alimentos em todos os municípios.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS