Aracaju participa de leilão da PPP para modernização da iluminação pública da cidade

Geral


  • PREFEITO EDVALDO NOGUEIRA ACOMPANHOU LEILÃO VENCIDO POR CONSÓRCIO CONECTA

 

A Prefeitura de Aracaju 
participou, na manhã 
desta sexta-feira, de leilão na operadora Bolsa Brasil Balcão (B3), em São Paulo, no qual foi escolhido o consórcio de empresas que modernizará toda a iluminação pública da cidade. A iniciativa colocou a capital sergipana como a primeira cidade do país a realizar uma Parceria Público-Privada, apoiada pelo Fundo de Estruturação de Projetos (FEP) do governo federal. De maneira inédita, Aracaju terá todo o seu parque de iluminação substituído por lâmpadas com tecnologia LED. O prefeito Edvaldo Nogueira participou da cerimônia ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.
Após a abertura dos envelopes, com as 15 propostas das empresas e concessionárias interessadas em estabelecer a PPP com o município, foi escolhido o Consórcio Conecta Aracaju, que apresentou o menor preço. À concessionária, caberá substituir, em até dois anos, os 58.763 pontos de luz da cidade, com uso de lâmpadas de LED e telegestão, num investimento aproximado de R$ 82 milhões. Além do desenvolvimento e modernização do parque de iluminação, que passará a ser dotado de uma tecnologia mais econômica e ambientalmente favorável, o consórcio vai gerir a rede por um período de 13 anos. 
A PPP da Iluminação é resultado dos esforços da atual administração municipal, que se debruçou sobre o projeto e realizou um trabalho planejado, com foco em transformar a cidade e melhorar a vida dos cidadãos. "É uma alegria grande para a Prefeitura de Aracaju poder encerrar hoje este processo, que é fruto de um Planejamento Estratégico, iniciado em 2017, e que tem como base a eficiência da gestão e a melhoria do ambiente dos negócios na cidade", destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.
Durante a cerimônia, Edvaldo ressaltou que o planejamento e organização da administração municipal incluiu, ainda, a recuperação da saúde financeira do município. "Passamos por um processo de enxugamento, de ajuste fiscal muito importante que nos permitiu equilibrar as finanças, saindo da letra C, na avaliação da Secretaria do Tesouro Nacional, para letra A, uma das poucas do país com esta avaliação, e nossa ideia era criar um ambiente favorável para investimento, para negócios em nossa cidade e, como consequência, para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida. Conseguimos melhorar este ambiente de negócios. Hoje, em três dias é possível abrir uma empresa em nossa capital e mais de mil serviços são oferecidos virtualmente. Nestes três anos, em parceria com o governo federal, estamos investimento mais de R$ 900 milhões em obras e serviços na nossa cidade", afirmou.
PPP - O contrato com a empresa vencedora para modernização do parque de iluminação de Aracaju possui duração de 13 anos. A concessionária deverá substituir as mais de 58 mil luminárias da capital, iluminar 16 pontos turísticos da cidade e ampliar, anualmente, 400 pontos de iluminação. Também terá que instalar nas principais avenidas da cidade telegestão - sistema para monitoramento em tempo real, pela internet, instalar uma central de controle, realizar a troca dos pontos de iluminação defeituosos, em até 24 horas, além de manter a qualidade e excelência da prestação dos serviços.

A Prefeitura de Aracaju  participou, na manhã  desta sexta-feira, de leilão na operadora Bolsa Brasil Balcão (B3), em São Paulo, no qual foi escolhido o consórcio de empresas que modernizará toda a iluminação pública da cidade. A iniciativa colocou a capital sergipana como a primeira cidade do país a realizar uma Parceria Público-Privada, apoiada pelo Fundo de Estruturação de Projetos (FEP) do governo federal. De maneira inédita, Aracaju terá todo o seu parque de iluminação substituído por lâmpadas com tecnologia LED. O prefeito Edvaldo Nogueira participou da cerimônia ao lado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.
Após a abertura dos envelopes, com as 15 propostas das empresas e concessionárias interessadas em estabelecer a PPP com o município, foi escolhido o Consórcio Conecta Aracaju, que apresentou o menor preço. À concessionária, caberá substituir, em até dois anos, os 58.763 pontos de luz da cidade, com uso de lâmpadas de LED e telegestão, num investimento aproximado de R$ 82 milhões. Além do desenvolvimento e modernização do parque de iluminação, que passará a ser dotado de uma tecnologia mais econômica e ambientalmente favorável, o consórcio vai gerir a rede por um período de 13 anos. 
A PPP da Iluminação é resultado dos esforços da atual administração municipal, que se debruçou sobre o projeto e realizou um trabalho planejado, com foco em transformar a cidade e melhorar a vida dos cidadãos. "É uma alegria grande para a Prefeitura de Aracaju poder encerrar hoje este processo, que é fruto de um Planejamento Estratégico, iniciado em 2017, e que tem como base a eficiência da gestão e a melhoria do ambiente dos negócios na cidade", destacou o prefeito Edvaldo Nogueira.
Durante a cerimônia, Edvaldo ressaltou que o planejamento e organização da administração municipal incluiu, ainda, a recuperação da saúde financeira do município. "Passamos por um processo de enxugamento, de ajuste fiscal muito importante que nos permitiu equilibrar as finanças, saindo da letra C, na avaliação da Secretaria do Tesouro Nacional, para letra A, uma das poucas do país com esta avaliação, e nossa ideia era criar um ambiente favorável para investimento, para negócios em nossa cidade e, como consequência, para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida. Conseguimos melhorar este ambiente de negócios. Hoje, em três dias é possível abrir uma empresa em nossa capital e mais de mil serviços são oferecidos virtualmente. Nestes três anos, em parceria com o governo federal, estamos investimento mais de R$ 900 milhões em obras e serviços na nossa cidade", afirmou.

PPP - O contrato com a empresa vencedora para modernização do parque de iluminação de Aracaju possui duração de 13 anos. A concessionária deverá substituir as mais de 58 mil luminárias da capital, iluminar 16 pontos turísticos da cidade e ampliar, anualmente, 400 pontos de iluminação. Também terá que instalar nas principais avenidas da cidade telegestão - sistema para monitoramento em tempo real, pela internet, instalar uma central de controle, realizar a troca dos pontos de iluminação defeituosos, em até 24 horas, além de manter a qualidade e excelência da prestação dos serviços.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS