Em Sergipe, tratamento de saúde e visita a parentes foram os motivos para viagens

Geral


Nesta quarta-feira, a sessão plenária do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), que ocorreu por vídeo conferência, foi marcada pela posse do juiz federal Gilton Batista Brito, que ocupa a vaga deixada pelo juiz federal Marcos Antônio Garapa de Carvalho. O mandato é de dois anos. A cerimônia teve a participação de todos os membros do tribunal.

 

 Em Sergipe, tratamento de saúde e visita

a parentes foram os motivos para viagens

 

O Instituto Brasileiro de Geografia e 
Estatística divulgou ontem (12) os 
resultados do módulo de Turismo da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C). A investigação é inédita foi a campo no terceiro trimestre de 2019. As perguntas faziam referência às viagens eventualmente realizadas no trimestre imediatamente anterior (ou seja, nos meses de abril, maio e junho) e incluem todas as viagens realizadas, sejam por motivos de lazer ou não. Uma viagem para tratamento de saúde, por exemplo, foi considerada pela pesquisa, assim como as chamadas viagens "bate-volta".
Em Sergipe, havia 603 mil domicílios nos quais nenhum morador viajou no período de referência (entre abril e junho de 2019). O principal motivo para a não realização de viagens foi a falta de dinheiro (322 mil domicílios ou 53,4% dos domicílios sem morador que viajou). Para o Nordeste, esse foi o motivo em 49,7% dos domicílios, ao passo que, no Brasil, foi a razão para 48,9%.
Um outro dado investigado pela PNAD-C foi a finalidade das viagens realizadas. Entre os meses de abril e junho de 2019, a população sergipana realizou 290 mil viagens, das quais 92,9% foram por motivos pessoais e 7,1% foram por motivos profissionais. Nessa métrica, o sergipano aparece como o que mais viaja por razões pessoais e, consequentemente, o que menos viaja por razões profissionais. Na outra ponta do ranking estão vários estados da região Norte, onde o percentual de viagens por razão profissional é mais que o dobro do que em Sergipe, chegando a 22,9% em Roraima.
Das 290 mil viagens realizadas em Sergipe, 98,9% eram nacionais (287 mil) e apenas 3 mil eram internacionais. No caso das viagens por motivo pessoal (270 mil), uma parte considerável delas (cerca de 100 mil) foi realizada em virtude de um tratamento de saúde e bem-estar. Na sequência, aparecem as viagens para visita a parentes ou amigos, totalizando cerca de 75 mil viagens. As outras finalidades mais mencionadas foram as compras pessoais (15,2% das 270 mil viagens por motivos pessoais) e o lazer (11,9%).
Na região Nordeste, Sergipe e Maranhão são os dois únicos estados a terem o tratamento de saúde e bem-estar como a finalidade mais comum para as viagens pessoais. De modo geral, na região, prevalecem as visitas a parentes e amigos (32,6% das viagens pessoais realizadas pela população nordestina), com o tratamento de saúde e bem-estar sendo a finalidade de 26,7% das viagens e o lazer, de 24,1%.
Das 290 mil viagens realizadas pela população sergipana entre abril e junho de 2019, 58,4% tiveram como local de hospedagem a designação mais genérica do questionário ("Outros"), a qual abrange hostel, camping, resort e até mesmo um imóvel alugado por temporada.
O segundo local de hospedagem mais mencionado foi a casa de amigo ou parente, destino de quem viajou entre abril e maio de 2019 em 32,3% dos casos. Apenas 5% ficaram em hotéis ou flats, o que não inclui pousadas (3,3%). Há ainda 1% das viagens que tiveram como destino de hospedagem imóvel próprio.
Das 290 mil viagens realizadas entre abril e junho de 2019, apenas 16 mil (5,6%) tiveram como meio de deslocamento o avião. Sergipe tem o segundo menor percentual para utilização desse meio de transporte, à frente apenas do Piauí, onde 3,6% das viagens tiveram deslocamento por avião. O carro particular ou de empresa foi o meio de transporte utilizado em 28,2% das viagens, o segundo menor percentual na região Nordeste, à frente do Maranhão (21,5%). Com a mesma frequência aparece o ônibus de linha, mas, dessa vez, Sergipe tem o segundo maior percentual do país, atrás apenas da Bahia (32,3%).

O Instituto Brasileiro de Geografia e  Estatística divulgou ontem (12) os  resultados do módulo de Turismo da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C). A investigação é inédita foi a campo no terceiro trimestre de 2019. As perguntas faziam referência às viagens eventualmente realizadas no trimestre imediatamente anterior (ou seja, nos meses de abril, maio e junho) e incluem todas as viagens realizadas, sejam por motivos de lazer ou não. Uma viagem para tratamento de saúde, por exemplo, foi considerada pela pesquisa, assim como as chamadas viagens "bate-volta".
Em Sergipe, havia 603 mil domicílios nos quais nenhum morador viajou no período de referência (entre abril e junho de 2019). O principal motivo para a não realização de viagens foi a falta de dinheiro (322 mil domicílios ou 53,4% dos domicílios sem morador que viajou). Para o Nordeste, esse foi o motivo em 49,7% dos domicílios, ao passo que, no Brasil, foi a razão para 48,9%.
Um outro dado investigado pela PNAD-C foi a finalidade das viagens realizadas. Entre os meses de abril e junho de 2019, a população sergipana realizou 290 mil viagens, das quais 92,9% foram por motivos pessoais e 7,1% foram por motivos profissionais. Nessa métrica, o sergipano aparece como o que mais viaja por razões pessoais e, consequentemente, o que menos viaja por razões profissionais. Na outra ponta do ranking estão vários estados da região Norte, onde o percentual de viagens por razão profissional é mais que o dobro do que em Sergipe, chegando a 22,9% em Roraima.
Das 290 mil viagens realizadas em Sergipe, 98,9% eram nacionais (287 mil) e apenas 3 mil eram internacionais. No caso das viagens por motivo pessoal (270 mil), uma parte considerável delas (cerca de 100 mil) foi realizada em virtude de um tratamento de saúde e bem-estar. Na sequência, aparecem as viagens para visita a parentes ou amigos, totalizando cerca de 75 mil viagens. As outras finalidades mais mencionadas foram as compras pessoais (15,2% das 270 mil viagens por motivos pessoais) e o lazer (11,9%).
Na região Nordeste, Sergipe e Maranhão são os dois únicos estados a terem o tratamento de saúde e bem-estar como a finalidade mais comum para as viagens pessoais. De modo geral, na região, prevalecem as visitas a parentes e amigos (32,6% das viagens pessoais realizadas pela população nordestina), com o tratamento de saúde e bem-estar sendo a finalidade de 26,7% das viagens e o lazer, de 24,1%.
Das 290 mil viagens realizadas pela população sergipana entre abril e junho de 2019, 58,4% tiveram como local de hospedagem a designação mais genérica do questionário ("Outros"), a qual abrange hostel, camping, resort e até mesmo um imóvel alugado por temporada.
O segundo local de hospedagem mais mencionado foi a casa de amigo ou parente, destino de quem viajou entre abril e maio de 2019 em 32,3% dos casos. Apenas 5% ficaram em hotéis ou flats, o que não inclui pousadas (3,3%). Há ainda 1% das viagens que tiveram como destino de hospedagem imóvel próprio.
Das 290 mil viagens realizadas entre abril e junho de 2019, apenas 16 mil (5,6%) tiveram como meio de deslocamento o avião. Sergipe tem o segundo menor percentual para utilização desse meio de transporte, à frente apenas do Piauí, onde 3,6% das viagens tiveram deslocamento por avião. O carro particular ou de empresa foi o meio de transporte utilizado em 28,2% das viagens, o segundo menor percentual na região Nordeste, à frente do Maranhão (21,5%). Com a mesma frequência aparece o ônibus de linha, mas, dessa vez, Sergipe tem o segundo maior percentual do país, atrás apenas da Bahia (32,3%).

Orçamento

Os deputados aprovaram na sessão remota desta terça-feira, na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei Ordinária nº 105/2020 (de autoria do Executivo), que dispõe sobre as diretrizes para a elaboração e a execução da Lei Orçamentária do Estado de Sergipe, para o exercício financeiro de 2021. Com base nas previsões de receitas e despesas para 2021, a estimativa é de uma Receita Total de R$ 9.564.185.917 e uma Receita Corrente Líquida (RCL) de R$ 7.694.009.855, inferior à prevista na Lei Orçamentária de 2020 em 3,7% (9.931.537.500) e -0,85% (7.760.007.800)

Dificuldades

O PL enfatiza que em função da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus, ficou muito difícil realizar qualquer previsão sobre o que ocorrerá com a economia sergipana e com a arrecadação estadual, para este e para o próximo exercício. "Assim, foi tomado como base um estudo do Centro de Macroeconomia Aplicada (CEMAP), da Fundação Getúlio Vargas, que prevê uma queda do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro de 4,4% em 2020 e crescimento de 1,1% para 2021", destaca.

Bolsonaro   

O presidente da Alese, deputado Luciano Bispo convidou ontem todos os deputados a participarem da visita do presidente Jair Bolsonaro à Sergipe, na próxima segunda-feira. O presidente participará da inauguração da termelétrica do Porto de Sergipe, em Aracaju, além de visitar a Fábrica de Fertilizantes de Laranjeiras, arrendada pelo grupo Proquigel, e que passará a funcionar no próximo ano. Luciano disse que o convite partiu do próprio presidente Bolsonaro e do governador Belivaldo Chagas.

Bolsonaristas

À exceção dos deputados petistas Francisco Gualberto e Iran Barbosa que fazem críticas contundentes contra o governo Bolsonaro, a Assembleia Legislativa de Sergipe está cada vez mais bolsonarista. Ontem foi a vez de o deputado Zezinho Sobral (Podemos) se revelar. Antes, o deputado Capitão Samuel (PSC), autor da proposta aprovada da concessão do título de cidadão sergipano ao presidente, disse que "esta será uma oportunidade para o governador sergipano e a bancada federal do Estado abrir as portas do Estado para o presidente ajudar na liberação de recursos no período de retomada da economia".

Itabaiana

Os Teles de Mendonça anunciaram na noite de terça-feira o nome da atual vice-prefeita Carminha Mendonça como a pré-candidata da família para o cargo de prefeita municipal. O anúncio foi feito durante live no Instagram e Facebook da deputada estadual Maria Mendonça (PP), irmã de Carminha. Na oportunidade, a deputada comunicou que o nome do vice só anunciado no dia da convenção partidária para homologação das candidaturas. Os grupos do prefeito Valmir de Francisco (PSC) e do deputado Luciano Bispo (MDB) também terão candidatos próprios, além da pré-candidatura de Olivier Chagas (PT).

Chapa

A Democracia Cristã (DC), que já havia indicado o delegado Paulo Márcio como pré-candidato a prefeito de Aracaju, decidiu lançar uma chapa puro sangue para disputar a PMA. A missionária Simone Vieira deverá ser a candidata a vice-prefeita. Ela é evangélica, estudante de teologia, professora de escola dominical e presidente do DC Mulher Aracaju.

Economia

O governador Belivaldo Chagas participou ontem de reunião com o Comitê Gestor de Emergência (CGE), formado por cientistas e profissionais da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Na reunião, será apresentado o panorama da Covid-19 em Sergipe, mostrando os números da pandemia e o comportamento da curva atualmente. Já nesta quinta-feira, o governador se reúne com o Comitê Gestor de Retomada Econômica (Cogere) para tratar da possibilidade da mudança de fase do Plano de Retomada da Economia de Sergipe.

Shoppings

A expectativa dos empresários é de que seja autorizada a reabertura dos shoppings do estado já a partir da sexta-feira, com horário reduzido e com 50% de suas capacidades. Qualquer outro adiamento agravará ainda mais a crise no setor lojista.

Celso Furtado

O Centro Acadêmico Celso Furtado, o Conselho Regional de Economia da 16ª Região e a Associação Brasileira de Economistas pela Democracia- SE, realizam desde ontem a III Semana de Economia de Sergipe. Na sexta-feira (14), às 18 horas, está programada Mesa de Debates Cultura e Desenvolvimento Regional no Pensamento e na Ação de Celso Furtado, com as participações dos professores Cid Olival, da Universidade Federal de Alagoas, César Bolaño e Ricardo Lacerda, da Universidade Federal de Sergipe. Durante o evento, será feito o lançamento em Sergipe do Livro Celso Furtado: Os combates de Um Economista. Será disponibilizada durante o evento a edição em PDF do livro.

Recado

Depois de críticas contundentes contra o prefeito Edvaldo Nogueira, o ex-deputado Márcio Macêdo, pré-candidato do PT à PMA, fez um alerta ao eleitorado, estendendo os ataques a outros pré-candidatos: "Não percam a fé na política. Ela é o instrumento de transformação da sociedade. As práticas ultrapassadas serão deixadas no passado. Também não se enganem com quem se diz fazer parte da nova política, mas se alia a quem representa a política antiga. Aracaju não precisa de algemas e pistola. Isso é para prender criminosos. Aracaju precisa é de cultura, de educação, de cuidado com as pessoas. Não caiam em engodo de aventureiros".

Fundeb

O secretário de estado da Educação, do Esporte e da Cultura de Sergipe, Josué Modesto dos Passos, que também é coordenador da Frente do Novo Fundeb do Consed, se reuniu na noite desta terça-feira (11), com o presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre e demais conselheiros. Ele apresentou os estudos que a Frente realizou sobre o tema e a posição do Consed na defesa da permanência do Fundeb, da continuidade do Fundo e do aumento de participação da União.

Melhorias

Segundo o secretário Josué Modesto, a proposta, além de garantir um mecanismo de longo prazo para o financiamento da educação básica, traz melhorias significativas no sentido de tornar o Fundeb mais equitativo, aportando recursos federais, por exemplo, para municípios sergipanos com baixos investimentos em educação decorrentes de sua baixa performance econômica.

Com agências

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS