Lacen envia 2.500 amostras para testes de Covid-19 na Fiocruz

Cidades

 

Lacen envia 2.500 amostras para testes de Covid-19 na Fiocruz
O Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) encaminhou mais 2.500 amostras para análises na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A parceria entre as instituições tem como objetivo agilizar o tempo resposta para diagnóstico do novo coronavírus.
De acordo com dados do serviço de Biologia Molecular, a unidade conta com 3.600 amostras de demanda reprimida. Destas, 2.500 seguiram para a Fiocruz, no Estado do Rio de Janeiro, e o saldo de 1.100 será processado pelo Lacen. "Dos kits para uso no extrator automatizado, o fornecedor entregou 15 kits de extração do RNA do vírus, com esse insumo os profissionais conseguem fazer o trabalho de forma ágil", explica o superintendente da unidade, Cliomar Alves.
O gestor conta que a demanda reprimida é resultante do aumento de amostras que chegaram ao Lacen nas últimas semanas de junho e nestes primeiros sete dias de julho. "O laboratório recebeu uma média diária de mil amostras para análises. Esse aumento da demanda requer a parceria com a Fiocruz para que o Governo possa fazer a liberação dos testes que são realizados com a técnica RT-PCR em tempo real de Biologia Molecular", confirma o farmacêutico bioquímico.
Segundo ele, a estimativa é de que os resultados das análises destas amostras enviadas sejam finalizados até o próximo sábado, 11 de julho. Por conta deste prazo, as equipes do Lacen prosseguem com as análises durante 24 horas. A logística para realização desse trabalho inclui equipamentos, insumos e profissionais.

O Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen) encaminhou mais 2.500 amostras para análises na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). A parceria entre as instituições tem como objetivo agilizar o tempo resposta para diagnóstico do novo coronavírus.
De acordo com dados do serviço de Biologia Molecular, a unidade conta com 3.600 amostras de demanda reprimida. Destas, 2.500 seguiram para a Fiocruz, no Estado do Rio de Janeiro, e o saldo de 1.100 será processado pelo Lacen. "Dos kits para uso no extrator automatizado, o fornecedor entregou 15 kits de extração do RNA do vírus, com esse insumo os profissionais conseguem fazer o trabalho de forma ágil", explica o superintendente da unidade, Cliomar Alves.
O gestor conta que a demanda reprimida é resultante do aumento de amostras que chegaram ao Lacen nas últimas semanas de junho e nestes primeiros sete dias de julho. "O laboratório recebeu uma média diária de mil amostras para análises. Esse aumento da demanda requer a parceria com a Fiocruz para que o Governo possa fazer a liberação dos testes que são realizados com a técnica RT-PCR em tempo real de Biologia Molecular", confirma o farmacêutico bioquímico.
Segundo ele, a estimativa é de que os resultados das análises destas amostras enviadas sejam finalizados até o próximo sábado, 11 de julho. Por conta deste prazo, as equipes do Lacen prosseguem com as análises durante 24 horas. A logística para realização desse trabalho inclui equipamentos, insumos e profissionais.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS