Polícia de Cristinápolis prende trio suspeito por furtos em todo o estado

Geral


  • Imagem de um dos assaltantes entrando no imóvel

 

Policiais civis da Delegacia de Cristinápolis e da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) prenderam Jeferson Soares Leobino, 24. Ele foi detido ontem em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju), em cumprimento a mandado de prisão preventiva. A investigação foi iniciada em razão de um furto ocorrido em um Ponto Banese, de Cristinápolis, no dia 27 de fevereiro deste ano. O procedimento investigativo contou com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol). 
De acordo com o delegado Francisco Gerlandio, responsável pelo caso, o suspeito preso é o terceiro integrante de uma associação criminosa que praticava furtos, mediante arrombamento, a diversos estabelecimentos comerciais, em todo o estado. Diante dessas circunstâncias, as provas foram levantadas e as prisões representadas. 
Os outros dois são Lantiel Nunes da Silva, 37, e Sandro da Silva Soares, 48. Ambos foram presos em flagrante por policiais militares, no final de maio, quando praticavam outro arrombamento, agora no bairro Siqueira Campos, na capital. "No decorrer das investigações, conseguimos reunir provas de que três pessoas se associavam constantemente para praticar furtos da mesma forma. Eles iam a uma determinada cidade do interior, escolhiam o alvo, passavam o dia fazendo levantamentos sobre pontos de acesso, fragilidades do imóvel", explicou o delegado.
Após observar o local, os suspeitos realizavam a investida criminosa. "Durante a madrugada, eles ingressavam e subtraíram dinheiro, celulares, televisão, notebook. No período de pouco mais de um mês, levantamos que eles arrecadaram pelo menos R$ 15 mil. E eles não pararam nem com a pandemia", detalhou Gerlândio. A Delegacia de Cristinápolis irá compartilhar as provas arrecadadas com as Delegacias de Maruim, Tobias Barreto, Estância, Lagarto, Nossa Senhora das Dores, Propriá e Estância, cidades onde o grupo praticou furtos nos últimos dias.

Policiais civis da Delegacia de Cristinápolis e da Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci) prenderam Jeferson Soares Leobino, 24. Ele foi detido ontem em Nossa Senhora do Socorro (Grande Aracaju), em cumprimento a mandado de prisão preventiva. A investigação foi iniciada em razão de um furto ocorrido em um Ponto Banese, de Cristinápolis, no dia 27 de fevereiro deste ano. O procedimento investigativo contou com o apoio da Divisão de Inteligência (Dipol). 
De acordo com o delegado Francisco Gerlandio, responsável pelo caso, o suspeito preso é o terceiro integrante de uma associação criminosa que praticava furtos, mediante arrombamento, a diversos estabelecimentos comerciais, em todo o estado. Diante dessas circunstâncias, as provas foram levantadas e as prisões representadas. 
Os outros dois são Lantiel Nunes da Silva, 37, e Sandro da Silva Soares, 48. Ambos foram presos em flagrante por policiais militares, no final de maio, quando praticavam outro arrombamento, agora no bairro Siqueira Campos, na capital. "No decorrer das investigações, conseguimos reunir provas de que três pessoas se associavam constantemente para praticar furtos da mesma forma. Eles iam a uma determinada cidade do interior, escolhiam o alvo, passavam o dia fazendo levantamentos sobre pontos de acesso, fragilidades do imóvel", explicou o delegado.
Após observar o local, os suspeitos realizavam a investida criminosa. "Durante a madrugada, eles ingressavam e subtraíram dinheiro, celulares, televisão, notebook. No período de pouco mais de um mês, levantamos que eles arrecadaram pelo menos R$ 15 mil. E eles não pararam nem com a pandemia", detalhou Gerlândio. A Delegacia de Cristinápolis irá compartilhar as provas arrecadadas com as Delegacias de Maruim, Tobias Barreto, Estância, Lagarto, Nossa Senhora das Dores, Propriá e Estância, cidades onde o grupo praticou furtos nos últimos dias.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS