Caixa continua pagando auxílio para nascidos em março

Geral


  • Aplicativo da Caixa para conferir informações sobre auxílio

 

Segue disponível para sa
que, a segunda presta
ção do auxílio emergencial concedido aos beneficiários do programa social que nasceram no mês de março. A informação foi apresentada pela superintendência nacional da Caixa Econômica Federal, a qual enaltece a não necessidade de deslocamento dos beneficiários às agencias bancárias ainda no turno da madrugada. Conforme previsto pelo Ministério das Cidades, e aprovado pelo Congresso Nacional, esses repasses financeiros podem ser usados apenas para pagamento de contas, de boletos e compras por meio do cartão de débito virtual. A Caixa segue sem atualizar o número de sergipanos que até o momento tiveram a respectiva reivindicação social aprovada, e puderam realizar os saques.
De acordo com dados nacionais referentes ao fluxo de cadastros no sistema desenvolvido pelo Governo Federal, até a última sexta-feira, a instituição financeira revelou que ainda haviam 10,6 milhões de pedidos de Auxílio Emergencial aguardando análise. No que se refere à perspectiva de conclusão integral dessa etapa processual, a CEF informou que até o momento não há previsão de quando essas pessoas irão - ou se irão - receber o benefício. Sobre o montante financeiro já disponibilizado a Caixa Econômica indica que já foram repassados R$ 76,6 bilhões em Auxílio Emergencial, para 58,6 milhões de beneficiários. "Ao todo, foram 108,5 milhões de pagamentos, uma vez que muitos beneficiários já começaram a receber a segunda parcela de R$ 600", divulgou.
Ao contrário do que foi observado entre o início do mês de abril e primeira quinzena de maio, nas agências Caixa com maior fluxo de beneficiário, em Aracaju, nos últimos 15 dias o movimento tem sido menor conforme previa a instituição. "Não é que as pessoas estão mais conscientes do perigo que essa doença ameaça a nossa saúde; infelizmente essa redução nas aglomerações acontece por causa da baixa paciência em ter que enfrentar as filas. As pessoas sabem que o dinheiro está disponível e deixam para vir ao banco quando tem menos pessoas nas filas", declarou o funcionário de uma agência instalada na capital sergipana, mas optou por não divulgar a identidade.
"Essa diminuição acontece também pelo atendimento aos sábados e pelo aumento de funcionários em algumas agências aqui de Aracaju. Nada se compara ao que presenciamos logo nas primeiras semanas em que a primeira parcela começou a ser disponibilizada", completou o funcionário. O repasse dessa segunda parcela do auxílio emergencial [incluindo beneficiários nascidos em meses pós-março] segue até o próximo dia 13 de junho. Já sobre o cronograma de pagamento referente ao calendário da terceira parcela, que estava prevista para maio, continua sem definição por parte do Governo Federal.

Segue disponível para sa que, a segunda presta ção do auxílio emergencial concedido aos beneficiários do programa social que nasceram no mês de março. A informação foi apresentada pela superintendência nacional da Caixa Econômica Federal, a qual enaltece a não necessidade de deslocamento dos beneficiários às agencias bancárias ainda no turno da madrugada. Conforme previsto pelo Ministério das Cidades, e aprovado pelo Congresso Nacional, esses repasses financeiros podem ser usados apenas para pagamento de contas, de boletos e compras por meio do cartão de débito virtual. A Caixa segue sem atualizar o número de sergipanos que até o momento tiveram a respectiva reivindicação social aprovada, e puderam realizar os saques.
De acordo com dados nacionais referentes ao fluxo de cadastros no sistema desenvolvido pelo Governo Federal, até a última sexta-feira, a instituição financeira revelou que ainda haviam 10,6 milhões de pedidos de Auxílio Emergencial aguardando análise. No que se refere à perspectiva de conclusão integral dessa etapa processual, a CEF informou que até o momento não há previsão de quando essas pessoas irão - ou se irão - receber o benefício. Sobre o montante financeiro já disponibilizado a Caixa Econômica indica que já foram repassados R$ 76,6 bilhões em Auxílio Emergencial, para 58,6 milhões de beneficiários. "Ao todo, foram 108,5 milhões de pagamentos, uma vez que muitos beneficiários já começaram a receber a segunda parcela de R$ 600", divulgou.
Ao contrário do que foi observado entre o início do mês de abril e primeira quinzena de maio, nas agências Caixa com maior fluxo de beneficiário, em Aracaju, nos últimos 15 dias o movimento tem sido menor conforme previa a instituição. "Não é que as pessoas estão mais conscientes do perigo que essa doença ameaça a nossa saúde; infelizmente essa redução nas aglomerações acontece por causa da baixa paciência em ter que enfrentar as filas. As pessoas sabem que o dinheiro está disponível e deixam para vir ao banco quando tem menos pessoas nas filas", declarou o funcionário de uma agência instalada na capital sergipana, mas optou por não divulgar a identidade.
"Essa diminuição acontece também pelo atendimento aos sábados e pelo aumento de funcionários em algumas agências aqui de Aracaju. Nada se compara ao que presenciamos logo nas primeiras semanas em que a primeira parcela começou a ser disponibilizada", completou o funcionário. O repasse dessa segunda parcela do auxílio emergencial [incluindo beneficiários nascidos em meses pós-março] segue até o próximo dia 13 de junho. Já sobre o cronograma de pagamento referente ao calendário da terceira parcela, que estava prevista para maio, continua sem definição por parte do Governo Federal.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS