Sergipe é a primeira vítima do coronavírus

Esporte


  • O presidente do Sergipe, Ernan Sena, para amenizar a crise rescindiu contratos de 23 atletas profissionais

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
Depois de promover 
a paralisação de 
todo o esporte brasileiro, especialmente o futebol, a crise do coronavírus a pandemia do Covid-19, fez a primeira vítima no futebol sergipano, provocando o fechamento do Club Sportivo Sergipe, que na noite desta sexta-feira (19), em comunicado oficial informou a rescisão contratual de todo os atletas do elenco de profissionais.
No lacônico comunicado, os dirigentes do Sergipe informam que "a medida aconteceu em acordo com os jogadores mediante à pandemia do COVID-19 (Coronavírus), que atualmente assola o país, a suspensão do Campeonato Sergipano e a crise financeira enfrentada pelo clube".
Ainda segundo os dirigentes rubros o clube agradece a dedicação e o empenho dos atletas e enaltece a brilhante participação do grupo durante a realização do Campeonato Sergipano. A diretoria do Sergipe também pede aos atletas, comissão técnica e torcida que sigam as orientações passadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde para combater o Covid-19 (Corona Vírus).
Foram dispensados de uma só vez 23 atletas. Os atletas tiveram seus contratos rescindidos, alguns até já retornaram a seus estados de origem. Não têm mais vínculo com o Sergipe os seguintes atletas: 
Goleiros: Marcão, Orlando e Wallace; laterais: Paulo Fernando, Maykon, Magalhães e Pedro; zagueiros: Renato Camilo, Dedé e Hícaro; volantes: Ewerton Ageu, Recife, Jhonnattan e Pedro Acorsi; meias: Igor Alves, Hiltinho, Rafael Marcos, Bruno Nascimento e Maxsuel; e atacantes: Anselmo, Cléber, Pedrinho, Abner e Bebel.
Surpresa - A notícia pegou os torcedores do Sergipe e o mundo do futebol de surpresa, desde quando se sabe que o time rubro está na disputa de um título estadual, com condições reais de chegar ao título e fazer calendário para a próxima temporada. Este ano o Sergipe tinha no seu calendário, apenas o certame estadual que foi suspenso pela Federação Sergipana de Futebol. 
Mas o time rubro estava na briga pelo título, o que lhe daria calendário para o próximo ano. Acredita-se que o dirigente rubro tenha alguma informação privilegiada de que o certame seja suspenso definitivamente, fazendo-se valer a classificação atual da primeira fase.
Sabe-se que proposta parecida se encontra na mesa do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Caboclo e o presidente Renan Sena tenha se antecipado, dispensando o elenco como medida de fundo econômico.
De acordo com a assessoria do clube, a decisão desta sexta-feira é direcionada apenas aos jogadores e não alcança por enquanto, a Comissão Técnica e o corpo administrativo do clube. 

Givaldo Batista

Depois de promover  a paralisação de  todo o esporte brasileiro, especialmente o futebol, a crise do coronavírus a pandemia do Covid-19, fez a primeira vítima no futebol sergipano, provocando o fechamento do Club Sportivo Sergipe, que na noite desta sexta-feira (19), em comunicado oficial informou a rescisão contratual de todo os atletas do elenco de profissionais.
No lacônico comunicado, os dirigentes do Sergipe informam que "a medida aconteceu em acordo com os jogadores mediante à pandemia do COVID-19 (Coronavírus), que atualmente assola o país, a suspensão do Campeonato Sergipano e a crise financeira enfrentada pelo clube".
Ainda segundo os dirigentes rubros o clube agradece a dedicação e o empenho dos atletas e enaltece a brilhante participação do grupo durante a realização do Campeonato Sergipano. A diretoria do Sergipe também pede aos atletas, comissão técnica e torcida que sigam as orientações passadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Ministério da Saúde para combater o Covid-19 (Corona Vírus).
Foram dispensados de uma só vez 23 atletas. Os atletas tiveram seus contratos rescindidos, alguns até já retornaram a seus estados de origem. Não têm mais vínculo com o Sergipe os seguintes atletas: 
Goleiros: Marcão, Orlando e Wallace; laterais: Paulo Fernando, Maykon, Magalhães e Pedro; zagueiros: Renato Camilo, Dedé e Hícaro; volantes: Ewerton Ageu, Recife, Jhonnattan e Pedro Acorsi; meias: Igor Alves, Hiltinho, Rafael Marcos, Bruno Nascimento e Maxsuel; e atacantes: Anselmo, Cléber, Pedrinho, Abner e Bebel.

Surpresa - A notícia pegou os torcedores do Sergipe e o mundo do futebol de surpresa, desde quando se sabe que o time rubro está na disputa de um título estadual, com condições reais de chegar ao título e fazer calendário para a próxima temporada. Este ano o Sergipe tinha no seu calendário, apenas o certame estadual que foi suspenso pela Federação Sergipana de Futebol. 
Mas o time rubro estava na briga pelo título, o que lhe daria calendário para o próximo ano. Acredita-se que o dirigente rubro tenha alguma informação privilegiada de que o certame seja suspenso definitivamente, fazendo-se valer a classificação atual da primeira fase.
Sabe-se que proposta parecida se encontra na mesa do presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Rogério Caboclo e o presidente Renan Sena tenha se antecipado, dispensando o elenco como medida de fundo econômico.
De acordo com a assessoria do clube, a decisão desta sexta-feira é direcionada apenas aos jogadores e não alcança por enquanto, a Comissão Técnica e o corpo administrativo do clube. 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS