Novas medidas contra o coronavírus

Rita Oliveira


Em meio à instabilidade causada pela pandemia de coronavírus, o mercado financeiro teve um dia misto. A bolsa de valores, que quinta-feira (18) tinha subido, ontem caiu 1,85%, encerrando a semana com perdas de 18,9%, a pior semana desde outubro de 2008. O dólar caiu durante toda a sessão, mas continuou acima dos R$ 5.

 

Novas medidas contra o coronavírus

 

Mesmo com a recomendação da 
Organização Mundial da Saú-
de para que as pessoas fiquem em casa em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e os decretos do governador Belivaldo Chagas (PSD) e do prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) com medidas visando a prevenção da propagação do vírus, ainda há uma grande circulação de pessoas nas ruas de Aracaju e de cidades do interior.
Em razão disso, ontem o governador Belivaldo Chagas (PSD) e o prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) anunciaram novas medidas de prevenção ao novo coronavírus que até essa sexta-feira, em Sergipe, tem o registro oficial de sete pessoas contaminadas pelo vírus e 25 casos suspeitos.  
Pelo novo decreto estadual baixado pelo governador haverá restrições ao transporte intermunicipal e ao aeroporto, além de proibição de novos hóspedes na rede hoteleira. As pessoas estão proibidas de aglomerações nos espaços públicos e privados.
Por um período de 7 dias, serão proibidos eventos, cursos presencias, missas e cultos, excursões. O decreto determina também, em todo o estado, o fechamento de shoppings, academias, boutiques, galerias, clubes, boates, casas de espetáculos, clinicas de estética, clínicas buco-odontológica e o comércio que não seja essencial a partir da meia-noite de hoje.
Com os bares e praias da orla da Atalaia lotados nos fins de semana, Belivaldo disse ontem que vai iniciar fiscalização já neste sábado e domingo. Assim como em todos os municípios. E que medidas estão sendo adotadas para que as pessoas físicas e jurídicas sejam multadas pelo não cumprimento a determinação do decreto. 
O decreto também determina que todas as segundas-feiras será ponto facultativo nas repartições públicas do estado e que de terça a sexta-feira o expediente será das 7h às 13h.
Com o controle da circulação de pessoas as medidas estabelecidas no decreto estadual restringem o convívio social, leva a todos ao isolamento. Mas é um mal necessário.
Nas novas medidas estabelecidas ontem pelo prefeito Edvaldo Nogueira para o enfrentamento à pandemia do coronavírus na capital sergipana estão a suspensão das atividades nos shoppings centers da cidade, a partir desse domingo, com exceção dos supermercados e redes de alimentação delivery; a alteração no horário de funcionamento dos mercados centrais e setoriais, que passam a funcionar de 6h às 14h, a partir de segunda-feira, 23; e a redução de 30% da frota d e ônibus, em horários que não sejam de pico, e de 50%, nos fins de semana, para reduzir a circulação das pessoas na cidade.
Tanto Belivaldo quanto Edvaldo reafirmaram a gravidade do momento e a necessidade das pessoas se conscientizarem que a melhor forma de evitar a propagação do coronavírus é adotando a atitude do isolamento.
É realmente preocupante a propagação do vírus no país e no mundo. Em Sergipe tanto o governador quanto o prefeito de Aracaju estão fazendo a parte deles como gestor, cabendo a nós fazermos a nossa parte:  evitar aglomerações, só sair de casa em caso de extrema necessidade e tomar todos os cuidados básico de higiene.
Nessa guerra contra esse vírus mortal, que instalou o caos social e econômico no mundo, só a compreensão de todos para evitar uma tragédia maior...

Mesmo com a recomendação da  Organização Mundial da Saú- de para que as pessoas fiquem em casa em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e os decretos do governador Belivaldo Chagas (PSD) e do prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) com medidas visando a prevenção da propagação do vírus, ainda há uma grande circulação de pessoas nas ruas de Aracaju e de cidades do interior.
Em razão disso, ontem o governador Belivaldo Chagas (PSD) e o prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) anunciaram novas medidas de prevenção ao novo coronavírus que até essa sexta-feira, em Sergipe, tem o registro oficial de sete pessoas contaminadas pelo vírus e 25 casos suspeitos.  
Pelo novo decreto estadual baixado pelo governador haverá restrições ao transporte intermunicipal e ao aeroporto, além de proibição de novos hóspedes na rede hoteleira. As pessoas estão proibidas de aglomerações nos espaços públicos e privados.
Por um período de 7 dias, serão proibidos eventos, cursos presencias, missas e cultos, excursões. O decreto determina também, em todo o estado, o fechamento de shoppings, academias, boutiques, galerias, clubes, boates, casas de espetáculos, clinicas de estética, clínicas buco-odontológica e o comércio que não seja essencial a partir da meia-noite de hoje.
Com os bares e praias da orla da Atalaia lotados nos fins de semana, Belivaldo disse ontem que vai iniciar fiscalização já neste sábado e domingo. Assim como em todos os municípios. E que medidas estão sendo adotadas para que as pessoas físicas e jurídicas sejam multadas pelo não cumprimento a determinação do decreto. 
O decreto também determina que todas as segundas-feiras será ponto facultativo nas repartições públicas do estado e que de terça a sexta-feira o expediente será das 7h às 13h.
Com o controle da circulação de pessoas as medidas estabelecidas no decreto estadual restringem o convívio social, leva a todos ao isolamento. Mas é um mal necessário.
Nas novas medidas estabelecidas ontem pelo prefeito Edvaldo Nogueira para o enfrentamento à pandemia do coronavírus na capital sergipana estão a suspensão das atividades nos shoppings centers da cidade, a partir desse domingo, com exceção dos supermercados e redes de alimentação delivery; a alteração no horário de funcionamento dos mercados centrais e setoriais, que passam a funcionar de 6h às 14h, a partir de segunda-feira, 23; e a redução de 30% da frota d e ônibus, em horários que não sejam de pico, e de 50%, nos fins de semana, para reduzir a circulação das pessoas na cidade.
Tanto Belivaldo quanto Edvaldo reafirmaram a gravidade do momento e a necessidade das pessoas se conscientizarem que a melhor forma de evitar a propagação do coronavírus é adotando a atitude do isolamento.
É realmente preocupante a propagação do vírus no país e no mundo. Em Sergipe tanto o governador quanto o prefeito de Aracaju estão fazendo a parte deles como gestor, cabendo a nós fazermos a nossa parte:  evitar aglomerações, só sair de casa em caso de extrema necessidade e tomar todos os cuidados básico de higiene.
Nessa guerra contra esse vírus mortal, que instalou o caos social e econômico no mundo, só a compreensão de todos para evitar uma tragédia maior...

Para Alese 1

Na próxima segunda-feira o governador Belivaldo Chagas (PSD) estará encaminhando para a Assembleia Legislativa pedido de calamidade financeira em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Também enviará projeto de lei estabelecendo multas e penalidades para as pessoas físicas e jurídicas que desrespeitarem o decreto nº 40.560, de 16 de março de 2020, que dispõe de medidas de enfrentamento e prevenção à epidemia causada pelo vírus.

Para Alese 2

Ainda na próxima semana o governo encaminhará para a Assembleia um projeto de lei criando uma linha de crédito de R$ 50 milhões para pequenos empreendedores que pertencem aos setores da indústria, comércio e serviços. Serão contempladas também as pessoas físicas que atuam informalmente na economia.

Para Alese 3

Encaminhará um outro projeto estabelecendo um período de carência, tempo para o pagamento e juros baixos para os empreendedores. E um outro criando o cartão-inclusão para atender 22 mil pessoas, com uma ajuda de R$ 100 reais. Os recursos serão do Fundo da Pobreza.

Convocação

Segundo Belivaldo, ele já conversou com o presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (MDB), sobre esses projetos que estará encaminhando na próxima semana para a Alese, que vem sem realizar sessões ordinárias como prevenção ao coronavírus. Revela que ele já garantiu a convocação dos deputados na próxima quarta-feira para votar essas matérias de interesse público.

Apelo a consciência

De Belivaldo: "Vamos tomar medidas duras para enfrentar essa questão com cautela para não deixar a população em polvorosa, mas sempre atentos e com planejamento. O principal agora é restringir a circulação e evitar a aglomeração de pessoas em locais fechados em todos os municípios. Precisamos entender que a situação necessita da compreensão. Se não for assim, para diminuir esse sofrimento, não vai mudar. É preciso ter consciência e não fazer eventos, festas de aniversário, num momento tão delicado".

Em contato 1

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) conversou com o governador Belivaldo Chagas e o prefeito Edvaldo Nogueira e se colocou à disposição "para fazer todo o esforço possível para garantir recursos financeiros indispensáveis para a gestão da crise, seja modificando o objeto das emendas individuais, seja interferindo junto ao Governo Federal".

Em contato 2

Disse que orientou sua equipe para também contactar todos os prefeitos e se colocar à disposição e que está em contato permanente com as equipes dos ministros Paulo Guedes (Economia) e Luiz Henrique Mandetta (Saúde) para colaborar com as soluções que devem partir do Executivo neste momento, através de Medidas Provisórias. "Não é hora de política partidária, mas sim de união em defesa dos brasileiros, em especial dos sergipanos", afirma.

Ponto de vista

Do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD): "Os Estados precisam de socorro urgente ou não sobreviverão a está crise sem precedentes. Urgente: suspensão por um ano do pagamento da dívida com a União para poder investir no combate ao coronavírus, aprovação da Securitização e aprovação do Plano Mansueto.

Saúde é prioridade 1

Do deputado federal Fábio Reis (MDB): "Saúde sempre foi uma prioridade para mim! Desde o meu primeiro mandato, já destinei mais de R$ 113 milhões para a área em toda Sergipe. Os recursos chegaram até o Estado por meio de emenda de bancada, emenda individual e emenda de programação".

Saúde é prioridade 2

"Quando investimos em saúde temos resultados na ciência (diretamente ligada à produção de remédios e de vacinas), conseguimos aparelhar as redes de hospitais, munir os profissionais de saúde com os equipamentos necessários e, consequentemente, aprimoramos o atendimento aos pacientes, o que impacta no aumento da expectativa de vida da nossa gente. As medidas contra o COVID-19 começaram, mas os investimentos na saúde não podem parar quando a nossa luta acabar!", afirma.

Inédito

O  ex-senador Antonio Carlos Valadares (PSB) destacou ontem o fato de, pela primeira vez nos 196 anos do Senado, os seus membros votaram on-line, em sessão remota, aprovando o projeto de decreto legislativo de calamidade pública em face da grave crise de saúde que atinge o Brasil provocada pelo coronavírus.

Impacto

Segundo Valadares, a economia já está sentindo o impacto do ataque indiscriminado, e sem fronteiras do coronavírus. "Esse impacto ainda é imprevisível, mas o baque já está sendo sentido nos Estados pela perda da arrecadação, com diminuição da atividade econômica, consequentemente a evolução do desemprego que era estarrecedor antes da crise atual. Portanto, urge que tenhamos neste instante de incertezas, quando alguma coisa invisível a olho nu, embora real, nos ataca - prometendo ceifar milhares de vidas humanas -, união de esforços de todos, sem exceção, para que consigamos atravessar a fronteira do imprevisível, e entremos novamente no mundo da paz e da normalidade".

Veja essa ...

Alerta do governador Belivaldo Chagas sobre a pandemia do novo coronavírus: "O pico da proliferação da doença deve ser entre abril e maio, mas ele pode ser alto ou baixo. Tudo depende da compreensão de cada um, de fazer sua parte. É tempo de união".

Curtas

Conforme novo decreto estadual a partir da próxima segunda-feira está proibida a circulação de transporte interestadual, público e privado, de passageiros com origem nos Estados: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espirito Santo, Bahia, Pernambuco, Alagoas, Distrito Federal e outros em que a circulação do vírus for confirmada ou a situação de emergência decretada.

O governo fará o monitoramento de quem chegará no Aeroporto Santa Maria, levando para o isolamento quem veio dos locais com circulação do vírus e situação de emergência.

O prefeito Edvaldo Nogueira defende que o governo feche o Terminal José Rollemberg Leite e o Aeroporto Santa Maria, mediante solicitação feita a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A partir da próxima segunda-feira o Governo do Estado iniciará uma campanha de vacinação contra a gripe. A Prefeitura de Aracaju já começa hoje.

Um kit de testes para o novo coronavírus, com capacidade para realização de apenas 24 testes, custa R$ 3 mil.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS