Governo do estado reduz locação de veículos

Geral


  • Sergipe possuía 902 carros alugados em 2018 e, em 2019, reduziu para 576

 

Desde que assumiu o 
Governo do Estado, 
em janeiro de 2019, o governador Belivaldo Chagas tem anunciado diversas medidas para conter despesas no executivo estadual, bem como para promover uma maior economia nos cofres públicos, através da otimização de recursos.
Um dos destaques ficou para os gastos com combustível e de veículos, que no comparativo entre os anos de 2018 e 2019, sofreram uma queda. No que diz respeito aos contratos de locação de veículos de pequeno porte, micro-onibus, vans e ônibus, houve redução de 27,64%.
O total de veículos utilizados pelo governo também reduziu em 36,14%, passando de 902 em 2018 para 576 em 2019, representando uma redução de 326 veículos no total.
Outra redução constatada, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Administração (Sead), foi no consumo de combustíveis, que registrou economia de 2.566.086 litros, que corresponde a R$ 1.438.539,57 entre os anos de 2018 e 2019.
Neste último dado, o cálculo do levantamento também é influenciado pelo valor do litro de gasolina, que sofreu aumento de R$ 4,08 em abril de 2018 para R$ 4,61 em dezembro de 2019, de acordo com informações coletadas com a Agência Nacional de Petróleo (ANP). Ou seja, a economia poderia ter sido ainda maior, se o preço do combustível não tivesse variado em 11,50% neste período.
O secretário da Sead, George Trindade reforça a importância da redução e destaca positivamente as determinações do governador, bem como o acompanhamento minucioso da economia em diversas áreas do governo.
"Isso demonstra que o governador acerta quando acompanha de perto todos os gastos da gestão pública e a equipe, alinhada com estas determinações, faz uma gestão racional do uso de veículos, escolha por modelos mais simples e econômicos do ponto de vista de manutenção e consumo. Também atribuímos a economia à implantação do Sergipe Móvel, aplicativo de transporte que o governo dispõe, e que diminuiu a quantidade de veículos utilizados. A tendência é que diminua ainda mais, principalmente na área administrativa, e que possa ser ampliada em outras áreas, como de Segurança Pública, por exemplo", explicou o secretário.

Desde que assumiu o  Governo do Estado,  em janeiro de 2019, o governador Belivaldo Chagas tem anunciado diversas medidas para conter despesas no executivo estadual, bem como para promover uma maior economia nos cofres públicos, através da otimização de recursos.
Um dos destaques ficou para os gastos com combustível e de veículos, que no comparativo entre os anos de 2018 e 2019, sofreram uma queda. No que diz respeito aos contratos de locação de veículos de pequeno porte, micro-onibus, vans e ônibus, houve redução de 27,64%.
O total de veículos utilizados pelo governo também reduziu em 36,14%, passando de 902 em 2018 para 576 em 2019, representando uma redução de 326 veículos no total.
Outra redução constatada, de acordo com dados da Secretaria de Estado da Administração (Sead), foi no consumo de combustíveis, que registrou economia de 2.566.086 litros, que corresponde a R$ 1.438.539,57 entre os anos de 2018 e 2019.
Neste último dado, o cálculo do levantamento também é influenciado pelo valor do litro de gasolina, que sofreu aumento de R$ 4,08 em abril de 2018 para R$ 4,61 em dezembro de 2019, de acordo com informações coletadas com a Agência Nacional de Petróleo (ANP). Ou seja, a economia poderia ter sido ainda maior, se o preço do combustível não tivesse variado em 11,50% neste período.
O secretário da Sead, George Trindade reforça a importância da redução e destaca positivamente as determinações do governador, bem como o acompanhamento minucioso da economia em diversas áreas do governo.
"Isso demonstra que o governador acerta quando acompanha de perto todos os gastos da gestão pública e a equipe, alinhada com estas determinações, faz uma gestão racional do uso de veículos, escolha por modelos mais simples e econômicos do ponto de vista de manutenção e consumo. Também atribuímos a economia à implantação do Sergipe Móvel, aplicativo de transporte que o governo dispõe, e que diminuiu a quantidade de veículos utilizados. A tendência é que diminua ainda mais, principalmente na área administrativa, e que possa ser ampliada em outras áreas, como de Segurança Pública, por exemplo", explicou o secretário.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS