Vereador Doutor Cristóvão alerta para risco no abastecimento de água

Geral


  • O vereador de Estância Doutor Custódio

 

O vereador estanciano Cristóvão Freire (PSB) fez um  alerta as autoridades municipais, estaduais e federais no que tange ao projeto de construção de adutora com a finalidade de desviar o curso do Rio Piauitinga, visando à transposição de água aos municípios de Salgado e Lagarto. Ele classificou como danosa a construção dessa adutora para os estancianos.
"É uma preocupação muito grande, especialmente, para a população estanciana com o que poderá acontecer. Tive a informação que já acontece escavação da adutora nas proximidades dos povoados Nova Estância e Calumbi. Não podemos aceitar o desvio do curso do Rio Piauitinga que abastece a nossa cidade, o qual já está morrendo aos poucos sem nenhuma revitalização dos órgãos públicos municipal, estadual e federal", alertou.
O parlamentar salientou que como o Rio Piauí passa muito perto de Lagarto e de Salgado não há porque buscar água no Rio Piauitinga se esse já está fraco. "Já fiz um comunicado extraoficial ao Ministério Público, que cuida também dessa Pasta, se adentrar ao território estanciano, em parte superior ou inferior à captação de água, que possa se ajuizar uma Ação Civil Pública, para que este fato não venha ocorrer antes de um amplo estudo que possa demonstrar que esse fato causará nenhum prejuízo ao abastecimento de água de Estância", acentuou.
"É importante que o Município fique atento, nós vereadores, nós estancianos, a Central da Bacia do Piauitinga, Secretaria do Meio Ambiente, o SAAE, pois, se isto vier acontecer, sem estudo técnico, sem a revitalização do referido rio, sem dúvida, será o colapso total do fornecimento de água em Estância, não chega a cinco anos para acontecer".

O vereador estanciano Cristóvão Freire (PSB) fez um  alerta as autoridades municipais, estaduais e federais no que tange ao projeto de construção de adutora com a finalidade de desviar o curso do Rio Piauitinga, visando à transposição de água aos municípios de Salgado e Lagarto. Ele classificou como danosa a construção dessa adutora para os estancianos.
"É uma preocupação muito grande, especialmente, para a população estanciana com o que poderá acontecer. Tive a informação que já acontece escavação da adutora nas proximidades dos povoados Nova Estância e Calumbi. Não podemos aceitar o desvio do curso do Rio Piauitinga que abastece a nossa cidade, o qual já está morrendo aos poucos sem nenhuma revitalização dos órgãos públicos municipal, estadual e federal", alertou.
O parlamentar salientou que como o Rio Piauí passa muito perto de Lagarto e de Salgado não há porque buscar água no Rio Piauitinga se esse já está fraco. "Já fiz um comunicado extraoficial ao Ministério Público, que cuida também dessa Pasta, se adentrar ao território estanciano, em parte superior ou inferior à captação de água, que possa se ajuizar uma Ação Civil Pública, para que este fato não venha ocorrer antes de um amplo estudo que possa demonstrar que esse fato causará nenhum prejuízo ao abastecimento de água de Estância", acentuou.
"É importante que o Município fique atento, nós vereadores, nós estancianos, a Central da Bacia do Piauitinga, Secretaria do Meio Ambiente, o SAAE, pois, se isto vier acontecer, sem estudo técnico, sem a revitalização do referido rio, sem dúvida, será o colapso total do fornecimento de água em Estância, não chega a cinco anos para acontecer".

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS