Inove para um Futuro Verde

Saumínio Nascimento

 

Anualmente no dia 26 de abril, é co
memorado o Dia Mundial da Pro
priedade Intelectual com o objetivo de discutir o papel que os direitos de propriedade intelectual desempenham no incentivo à inovação e à criatividade.
Para este ano de 2020, a Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI na sigla em português e WIPO na sigla em inglês) definiu como temática a questão do futuro verde. Assim, o Dia Mundial da Propriedade Intelectual em 2020 vai colocar a inovação e os direitos de propriedade intelectual como os apoiadores dos esforços para a criação de um futuro verde. Para a WIPO são as nossas escolhas que fazemos hoje que irão moldar o nosso amanhã e, como a terra é nosso lar, precisamos cuidar bem dela, numa lógica de um futuro verde.
Na visão da WIPO, é preciso criar um caminho para um futuro verde e este é um desafio que deve ser compartilhado com todos, pois cada um de nós tem um papel na construção de um futuro verde, pois como observou o conhecido naturalista David Attenborough, "como espécie, somos especialistas na solução de problemas". Podemos criar um futuro verde.
É sabido que temos a sabedoria coletiva, engenhosidade e criatividade para criar maneiras novas e mais eficazes de moldar um futuro de baixo carbono. Mas devemos agir agora, não podemos retardar as nossas ações!
A campanha de Propriedade Intelectual Mundial de 2020 coloca a inovação - e os direitos de propriedade intelectual que a sustentam, no centro dos esforços para criar um futuro verde.  A campanha também celebra os muitos inventores e criadores inspiradores de todo o mundo que estão apostando em um futuro verde; mulheres, homens e jovens que estão trabalhando em alternativas mais limpas às tecnologias antigas baseadas em combustíveis fósseis e alimentos e recursos naturais melhores e mais sustentáveis. Além disso, os sistemas de gerenciamento de recursos estão buscando usar os sistemas existentes de propriedade intelectual para apoio no trabalho que será desenvolvido com a sociedade.
A Organização Mundial de Propriedade Intelectual tem a expectativa de que é possível explorarmos um sistema de propriedade intelectual equilibrado e robusto para apoiar o surgimento de uma economia verde que trabalha com e não contra os sistemas de suporte de vida da Terra.
Sabe-se que o sistema de patentes promove a inovação, o desenvolvimento e a difusão de tecnologias ecológicas que nos permitem enfrentar a crise climática e construir um futuro verde, está a visão da referida organização internacional que cuida do tema. Ainda neste quesito a WIPO aponta que como o design thinking e os direitos do design podem juntos apoiar o uso ideal dos recursos e permitir que os designers invistam seu tempo e talento na criação de produtos úteis, atraentes e ecológicos para os consumidores, poderemos ter maior facilidade na construção do novo futuro verde.
Ainda nos aspectos da Propriedade Intelectual é importante considerarmos que as marcas registradas e outros identificadores podem apoiar o surgimento e o crescimento de negócios baseados em princípios de sustentabilidade ambiental, permitindo que eles ofereçam uma gama mais ampla de produtos e serviços ecológicos.
Nas questões que irão envolver a construção de um futuro verde, vemos que as indicações geográficas estão incentivando um uso mais sustentável dos recursos naturais, bem como dos direitos de criação de plantas. Assim, é possível a promoção do desenvolvimento de culturas mais resilientes em apoio à segurança alimentar global.
No caso dos criadores, existe um sistema de direitos autorais que pode desempenhar um papel fundamental na criação de uma visão de um futuro verde e de seus inúmeros benefícios. Vale lembrar que como Einstein observou uma vez, não podemos continuar fazendo a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes, pois se queremos resultados diferentes, precisamos ser inovadores em nossas abordagens, pensamentos e modelos de negócios.
Nosso compromisso, principalmente dos cientistas, bem como as nossas escolhas que fazemos todos os dias, os produtos que compramos, as pesquisas que financiamos, as empresas que apoiamos e as políticas e leis que desenvolvemos determinarão quão verde é o nosso futuro. Mas com o pensamento inovador e o uso estratégico dos direitos de propriedade intelectual, a sustentabilidade estará ao alcance.
O tema do dia mundial de propriedade intelectual para o ano de 2020 é um convite para que a humanidade possa pensar no papel que a inovação e os direitos de propriedade intelectual desempenham na abertura de um caminho para um futuro verde. 
Várias são as sugestões para que possamos celebrar o dia mundial da propriedade intelectual em 2020, entre elas estão: a realização de exposições em shopping centers, mostrando como os consumidores se beneficiam com a propriedade intelectual (por exemplo, mostrando como marcas comerciais confiáveis podem garantir a confiança do consumidor ou como mercadorias piratas ou falsificadas podem causar problemas para os consumidores); é importante a realização de apresentações públicas sobre o tema do Dia Mundial da propriedade intelectual, com os artistas entregando mensagens que incentivam o respeito pelos criadores e a criatividade; precisamos organizar debates públicos sobre as principais questões de propriedade intelectual; a disseminação nas instituições de ensino da execução de concursos de redação para os jovens sobre temas relacionados com a propriedade intelectual, a inovação, a pirataria e a contrafacção.
Precisamos comemorar as obras de um notável inventor, artista, designer, empresário, bem como, a realização de oficinas para informar usuários específicos ou potenciais usuários do sistema de direitos de propriedade intelectual e assim comemorarmos adequadamente neste ano de 2020, o dia mundial da propriedade intelectual.

Anualmente no dia 26 de abril, é co memorado o Dia Mundial da Pro priedade Intelectual com o objetivo de discutir o papel que os direitos de propriedade intelectual desempenham no incentivo à inovação e à criatividade.
Para este ano de 2020, a Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI na sigla em português e WIPO na sigla em inglês) definiu como temática a questão do futuro verde. Assim, o Dia Mundial da Propriedade Intelectual em 2020 vai colocar a inovação e os direitos de propriedade intelectual como os apoiadores dos esforços para a criação de um futuro verde. Para a WIPO são as nossas escolhas que fazemos hoje que irão moldar o nosso amanhã e, como a terra é nosso lar, precisamos cuidar bem dela, numa lógica de um futuro verde.
Na visão da WIPO, é preciso criar um caminho para um futuro verde e este é um desafio que deve ser compartilhado com todos, pois cada um de nós tem um papel na construção de um futuro verde, pois como observou o conhecido naturalista David Attenborough, "como espécie, somos especialistas na solução de problemas". Podemos criar um futuro verde.
É sabido que temos a sabedoria coletiva, engenhosidade e criatividade para criar maneiras novas e mais eficazes de moldar um futuro de baixo carbono. Mas devemos agir agora, não podemos retardar as nossas ações!
A campanha de Propriedade Intelectual Mundial de 2020 coloca a inovação - e os direitos de propriedade intelectual que a sustentam, no centro dos esforços para criar um futuro verde.  A campanha também celebra os muitos inventores e criadores inspiradores de todo o mundo que estão apostando em um futuro verde; mulheres, homens e jovens que estão trabalhando em alternativas mais limpas às tecnologias antigas baseadas em combustíveis fósseis e alimentos e recursos naturais melhores e mais sustentáveis. Além disso, os sistemas de gerenciamento de recursos estão buscando usar os sistemas existentes de propriedade intelectual para apoio no trabalho que será desenvolvido com a sociedade.
A Organização Mundial de Propriedade Intelectual tem a expectativa de que é possível explorarmos um sistema de propriedade intelectual equilibrado e robusto para apoiar o surgimento de uma economia verde que trabalha com e não contra os sistemas de suporte de vida da Terra.
Sabe-se que o sistema de patentes promove a inovação, o desenvolvimento e a difusão de tecnologias ecológicas que nos permitem enfrentar a crise climática e construir um futuro verde, está a visão da referida organização internacional que cuida do tema. Ainda neste quesito a WIPO aponta que como o design thinking e os direitos do design podem juntos apoiar o uso ideal dos recursos e permitir que os designers invistam seu tempo e talento na criação de produtos úteis, atraentes e ecológicos para os consumidores, poderemos ter maior facilidade na construção do novo futuro verde.
Ainda nos aspectos da Propriedade Intelectual é importante considerarmos que as marcas registradas e outros identificadores podem apoiar o surgimento e o crescimento de negócios baseados em princípios de sustentabilidade ambiental, permitindo que eles ofereçam uma gama mais ampla de produtos e serviços ecológicos.
Nas questões que irão envolver a construção de um futuro verde, vemos que as indicações geográficas estão incentivando um uso mais sustentável dos recursos naturais, bem como dos direitos de criação de plantas. Assim, é possível a promoção do desenvolvimento de culturas mais resilientes em apoio à segurança alimentar global.
No caso dos criadores, existe um sistema de direitos autorais que pode desempenhar um papel fundamental na criação de uma visão de um futuro verde e de seus inúmeros benefícios. Vale lembrar que como Einstein observou uma vez, não podemos continuar fazendo a mesma coisa repetidamente e esperar resultados diferentes, pois se queremos resultados diferentes, precisamos ser inovadores em nossas abordagens, pensamentos e modelos de negócios.
Nosso compromisso, principalmente dos cientistas, bem como as nossas escolhas que fazemos todos os dias, os produtos que compramos, as pesquisas que financiamos, as empresas que apoiamos e as políticas e leis que desenvolvemos determinarão quão verde é o nosso futuro. Mas com o pensamento inovador e o uso estratégico dos direitos de propriedade intelectual, a sustentabilidade estará ao alcance.
O tema do dia mundial de propriedade intelectual para o ano de 2020 é um convite para que a humanidade possa pensar no papel que a inovação e os direitos de propriedade intelectual desempenham na abertura de um caminho para um futuro verde. 
Várias são as sugestões para que possamos celebrar o dia mundial da propriedade intelectual em 2020, entre elas estão: a realização de exposições em shopping centers, mostrando como os consumidores se beneficiam com a propriedade intelectual (por exemplo, mostrando como marcas comerciais confiáveis podem garantir a confiança do consumidor ou como mercadorias piratas ou falsificadas podem causar problemas para os consumidores); é importante a realização de apresentações públicas sobre o tema do Dia Mundial da propriedade intelectual, com os artistas entregando mensagens que incentivam o respeito pelos criadores e a criatividade; precisamos organizar debates públicos sobre as principais questões de propriedade intelectual; a disseminação nas instituições de ensino da execução de concursos de redação para os jovens sobre temas relacionados com a propriedade intelectual, a inovação, a pirataria e a contrafacção.
Precisamos comemorar as obras de um notável inventor, artista, designer, empresário, bem como, a realização de oficinas para informar usuários específicos ou potenciais usuários do sistema de direitos de propriedade intelectual e assim comemorarmos adequadamente neste ano de 2020, o dia mundial da propriedade intelectual.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS