Governo de Sergipe discute na França criação de rota de gás natural

Política


  • Sem a participação do governador, secretário representa estado na França

 

Dando continuidade à 
Missão Internacional do 
Consórcio Nordeste, que acontece na Europa até a próxima sexta-feira (22), o superintendente de Parcerias Público-Privadas, Oliveira Junior, e o secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, representando o governador Belivaldo Chagas, estiveram em Paris, na França, nesta segunda-feira (18), para um debate a respeito do uso de energias limpas.
Como os nove estados nordestinos têm interesse na criação de 'blue corridors' - uma rota de transporte de gás natural entre os nove estados nordestinos, os governadores estiveram com representantes da Golar Power, joint venture entre a norueguesa Golar e o fundo norte-americano Stonepeak. O projeto de integração inclui a instalação de postos de combustíveis capazes de fornecer gás natural liquefeito (GNL) para veículos de carga.
"Na ocasião, os representantes da Golar apresentaram os planos de introdução do gás natural líquido para o transporte em todo o Nordeste. Eles mostraram as vantagens em termos ambientais e econômicos da substituição do diesel pelo gás e vários desdobramento dos negócios que o uso mais intensivo do gás pode representar para a economia nordestina", explicou Oliveira Junior.
Ainda na reunião, Oliveira Junior transmitiu aos governadores presentes o convite do governador Belivaldo Chagas, para participar da apresentação dos caminhões à gás de fabricação chinesa, importados pela Golar, que serão lançados no dia 9 de dezembro, em Aracaju (SE).
O vice presidente da Golar no Brasil, Marcelo Sacramento, disse que o plano de trabalho da empresa prevê inúmeras oportunidades de investimentos. "A disponibilidade do gás para carros e caminhões nas rodovias do Nordeste irá gerar uma nova dinâmica no transporte da região. Novas empresas irão se instalar e as já existentes vão ganhar competitividade". 
Outras pautas - Na capital francesa, os governadores também se reuniram com a Voltalia, grupo francês que investe em energias renováveis em 20 países, incluindo o Brasil. No Nordeste, a empresa possui atividades no Rio Grande Norte. Os estados nordestinos se destacam pela presença expressiva de fontes renováveis de energia. A fonte eólica já é responsável por 29% da matriz elétrica da região, enquanto a solar responde por 3%.
Os integrantes da missão também foram até a sede da Unesco, onde entregaram uma proposta de memorando de entendimento. O documento assegura a cooperação dos estados nordestinos com a Unesco para o desenvolvimento de projetos na região, alinhados aos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Dando continuidade à  Missão Internacional do  Consórcio Nordeste, que acontece na Europa até a próxima sexta-feira (22), o superintendente de Parcerias Público-Privadas, Oliveira Junior, e o secretário do Desenvolvimento Econômico, da Ciência e Tecnologia, José Augusto Carvalho, representando o governador Belivaldo Chagas, estiveram em Paris, na França, nesta segunda-feira (18), para um debate a respeito do uso de energias limpas.
Como os nove estados nordestinos têm interesse na criação de 'blue corridors' - uma rota de transporte de gás natural entre os nove estados nordestinos, os governadores estiveram com representantes da Golar Power, joint venture entre a norueguesa Golar e o fundo norte-americano Stonepeak. O projeto de integração inclui a instalação de postos de combustíveis capazes de fornecer gás natural liquefeito (GNL) para veículos de carga.
"Na ocasião, os representantes da Golar apresentaram os planos de introdução do gás natural líquido para o transporte em todo o Nordeste. Eles mostraram as vantagens em termos ambientais e econômicos da substituição do diesel pelo gás e vários desdobramento dos negócios que o uso mais intensivo do gás pode representar para a economia nordestina", explicou Oliveira Junior.
Ainda na reunião, Oliveira Junior transmitiu aos governadores presentes o convite do governador Belivaldo Chagas, para participar da apresentação dos caminhões à gás de fabricação chinesa, importados pela Golar, que serão lançados no dia 9 de dezembro, em Aracaju (SE).
O vice presidente da Golar no Brasil, Marcelo Sacramento, disse que o plano de trabalho da empresa prevê inúmeras oportunidades de investimentos. "A disponibilidade do gás para carros e caminhões nas rodovias do Nordeste irá gerar uma nova dinâmica no transporte da região. Novas empresas irão se instalar e as já existentes vão ganhar competitividade". 

Outras pautas - Na capital francesa, os governadores também se reuniram com a Voltalia, grupo francês que investe em energias renováveis em 20 países, incluindo o Brasil. No Nordeste, a empresa possui atividades no Rio Grande Norte. Os estados nordestinos se destacam pela presença expressiva de fontes renováveis de energia. A fonte eólica já é responsável por 29% da matriz elétrica da região, enquanto a solar responde por 3%.
Os integrantes da missão também foram até a sede da Unesco, onde entregaram uma proposta de memorando de entendimento. O documento assegura a cooperação dos estados nordestinos com a Unesco para o desenvolvimento de projetos na região, alinhados aos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS