Irmãos são flagrados em presídio com cocaína no estômago

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O equipamento mostrou a droga no estomago
O equipamento mostrou a droga no estomago

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 06/11/2019 às 05:14:00

 

Dois homens foram presos ontem, ao tentarem entrar no Presídio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza (Premabas), em Tobias Barreto. Os irmãos estavam com quase um quilo de drogas escondidas no estômago, mas descobertas por um "body scan", um escâner corporal que identifica drogas e outros objetos no momento em que visitantes entram nos presídios.
De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça (Sejuc), Micael da Silva Nunes e Ronielson da Silva Nunes iriam visitar outro irmão que estava na unidade prisional, Rosielison da Silva Nunes, preso por homicídio e porte ilegal de arma. O diretor do Premabas, José Raimundo de Santana, disse que Micael teria ingerido 45 trouxas de maconha e quatro de cocaína, enquanto Rosielson teria ingerido 51 trouxas de maconha. 
Eles iriam levar a droga para o irmão Rosilielson. No momento em que eles passaram pelo body scanner, foi detectada uma anormalidade nas imagens. Ao serem questionados pelo diretor José Raimundo, os dois confessaram a que estavam com o entorpecente e retiraram a droga. Eles foram autuados em flagrante e levados para a Delegacia de Tobias.

Dois homens foram presos ontem, ao tentarem entrar no Presídio Regional Juiz Manoel Barbosa de Souza (Premabas), em Tobias Barreto. Os irmãos estavam com quase um quilo de drogas escondidas no estômago, mas descobertas por um "body scan", um escâner corporal que identifica drogas e outros objetos no momento em que visitantes entram nos presídios.
De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça (Sejuc), Micael da Silva Nunes e Ronielson da Silva Nunes iriam visitar outro irmão que estava na unidade prisional, Rosielison da Silva Nunes, preso por homicídio e porte ilegal de arma. O diretor do Premabas, José Raimundo de Santana, disse que Micael teria ingerido 45 trouxas de maconha e quatro de cocaína, enquanto Rosielson teria ingerido 51 trouxas de maconha. 
Eles iriam levar a droga para o irmão Rosilielson. No momento em que eles passaram pelo body scanner, foi detectada uma anormalidade nas imagens. Ao serem questionados pelo diretor José Raimundo, os dois confessaram a que estavam com o entorpecente e retiraram a droga. Eles foram autuados em flagrante e levados para a Delegacia de Tobias.