Mais de 20% dos candidatos faltaram a prova do Enem

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/11/2019 às 22:54:00

 

Milton Alves Júnior
Dos 78.487 estudantes 
inscritos no estado 
de Sergipe para participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019), ao menos 16 mil deixaram de comparecer aos locais de prova, ou chegaram após o horário limite previamente estabelecido em edital. O índice de abstenção de 20,3% em Sergipe foi registrado no último domingo (03) - referente ao primeiro dia de avaliações - pelo Ministério da Educação (MEC), por intermédio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Com a ausência nesta primeira fase do maior concurso universitário do continente Sul-Americano, todos os ausentes não possuem mais chances de concorrer a uma das vagas, por exemplo, ofertadas pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).
Conforme previsto em edital - publicado no dia 25 de março deste ano - no primeiro dia de exame foram apresentadas 45 questões com temas relacionados à Linguagens e Códigos, e mais 45 perguntas direcionadas às Ciências Humanas. Além do conjunto de 90 questões objetivas, foi aplicada ainda a tradicional prova de redação que possui pontuação máxima e costuma ser eliminatória. "Democratização do acesso ao cinema no Brasil", foi o tema. Para muitos candidatos, uma forma de o próprio Governo Federal coletar a opinião dos milhões de brasileiros que participaram do concurso estudantil. Assunto delicado já que, hoje, no Brasil, menos de 10% das cidades possuem salas de cinema. As que possuem, muitas vezes não costumam apresentar ingressos com valores acessíveis para todas as classes sociais.
Ainda de acordo com dados do INEP, em Sergipe a capital, Aracaju - assim como ocorre nas últimas três décadas segue sendo o município com maior número de inscritos (39,1%). Quanto à orientação sexual, mulheres são maioria (60,3%), contra 39,7% dos homens. Candidatos com idades entre 21 e 30 anos representam 24.476 (31,2%) seguidos dos de 18 anos com 10.406 (13,3%). No requisito cor/raça, 48.561 (61,9%) dos inscritos se declaram de cor parda, preta são 12.693 (16,3%) e branca, 12.597 (16%). O menor percentual ficou com os candidatos indígenas com 524 (0,7%) inscritos. Neste segundo dia de Enem os portões seguem sendo abertos às 12h e fechados, impreterivelmente, às 13h, seguindo o horário de Brasília.
Atenção - De acordo com o professor Antônio Macêdo, é necessário que os estudantes estejam atentos ao horário das provas e evitem sair das respectivas residências com menos de 1h30 de antecedência para o fechamento dos portões. "Sempre estou presente nas portas das escolas nos dias de Enem e esse ano percebi que, na realidade, esse número de pessoas faltosas foi por outros motivos que não o chegar atrasados. O número de 16 mil é muito alto. Acredito que muitos desistiram de participar do concurso, mas, claro, ainda tem aqueles que chegam fora do horário e bate com a cara no portão", declarou o docente que completou dizendo: "domingo que vem será o último dia, os portões fecham às 13h, e fica aqui o alerta para que, aqueles candidatos ainda firmes na corrida por uma vaga em universidade pública fiquem ainda mais atento aos detalhes básicos, como é a questão do horário de entrada e documentos exigidos para não perder a chance por 'bobagem'."

Milton Alves Júnior

Dos 78.487 estudantes  inscritos no estado  de Sergipe para participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2019), ao menos 16 mil deixaram de comparecer aos locais de prova, ou chegaram após o horário limite previamente estabelecido em edital. O índice de abstenção de 20,3% em Sergipe foi registrado no último domingo (03) - referente ao primeiro dia de avaliações - pelo Ministério da Educação (MEC), por intermédio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Com a ausência nesta primeira fase do maior concurso universitário do continente Sul-Americano, todos os ausentes não possuem mais chances de concorrer a uma das vagas, por exemplo, ofertadas pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).
Conforme previsto em edital - publicado no dia 25 de março deste ano - no primeiro dia de exame foram apresentadas 45 questões com temas relacionados à Linguagens e Códigos, e mais 45 perguntas direcionadas às Ciências Humanas. Além do conjunto de 90 questões objetivas, foi aplicada ainda a tradicional prova de redação que possui pontuação máxima e costuma ser eliminatória. "Democratização do acesso ao cinema no Brasil", foi o tema. Para muitos candidatos, uma forma de o próprio Governo Federal coletar a opinião dos milhões de brasileiros que participaram do concurso estudantil. Assunto delicado já que, hoje, no Brasil, menos de 10% das cidades possuem salas de cinema. As que possuem, muitas vezes não costumam apresentar ingressos com valores acessíveis para todas as classes sociais.
Ainda de acordo com dados do INEP, em Sergipe a capital, Aracaju - assim como ocorre nas últimas três décadas segue sendo o município com maior número de inscritos (39,1%). Quanto à orientação sexual, mulheres são maioria (60,3%), contra 39,7% dos homens. Candidatos com idades entre 21 e 30 anos representam 24.476 (31,2%) seguidos dos de 18 anos com 10.406 (13,3%). No requisito cor/raça, 48.561 (61,9%) dos inscritos se declaram de cor parda, preta são 12.693 (16,3%) e branca, 12.597 (16%). O menor percentual ficou com os candidatos indígenas com 524 (0,7%) inscritos. Neste segundo dia de Enem os portões seguem sendo abertos às 12h e fechados, impreterivelmente, às 13h, seguindo o horário de Brasília.

Atenção -
De acordo com o professor Antônio Macêdo, é necessário que os estudantes estejam atentos ao horário das provas e evitem sair das respectivas residências com menos de 1h30 de antecedência para o fechamento dos portões. "Sempre estou presente nas portas das escolas nos dias de Enem e esse ano percebi que, na realidade, esse número de pessoas faltosas foi por outros motivos que não o chegar atrasados. O número de 16 mil é muito alto. Acredito que muitos desistiram de participar do concurso, mas, claro, ainda tem aqueles que chegam fora do horário e bate com a cara no portão", declarou o docente que completou dizendo: "domingo que vem será o último dia, os portões fecham às 13h, e fica aqui o alerta para que, aqueles candidatos ainda firmes na corrida por uma vaga em universidade pública fiquem ainda mais atento aos detalhes básicos, como é a questão do horário de entrada e documentos exigidos para não perder a chance por 'bobagem'."