Finanças do Estado e a Resistência dos Servidores é tema de Seminário

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 29/10/2019 às 10:37:00

 

Em meio às comemorações do Dia do Servidor Público, o movimento sindical anuncia o Seminário 'Finanças do Estado e a Resistência dos Servidores Frente à Retirada de Direitos', que será na próxima sexta-feira, dia 1º de novembro, no Auditório Manoel Dionízio da Cruz, localizado na sede da CUT em Aracaju.
A atividade sindical é uma realização da CUT e da CTB. O palestrante convidado é o coordenador do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/Se), Luiz Moura.
Confira os tópicos que serão discutidos no Seminário Finanças do Estado e a Resistência dos Servidores Frente à Retirada de Direitos:
*O crescimento das receitas do estado e a questionável crise anunciada pelo governo Belivaldo;
*Cenário de 7 anos sem reajuste salarial para os servidores com perdas salariais exorbitantes diante de uma política de desvalorização dos servidores públicos;
*Falta de transparência nas despesas do Governo;
*Anúncio do Governo Belivaldo que fará a Reforma da Previdência em Sergipe, levando os servidores com uma remuneração já rebaixada a uma situação ainda pior com a retirada de direitos.
O secretário de Formação da CUT/SE, Roberto Silva, afirmou que o Seminário pretende reunir todas as categorias de servidores públicos do Governo do Estado afetados com a política de arrocho salarial. "Nosso objetivo é municiar os servidores públicos e dirigentes sindicais de informações sobre as contas do Estado. O debate é o primeiro passo para construir coletivamente a resistência aos ataques contra o servidor público de Sergipe. Até porque devido ao anuncio de que haverá a Reforma da Previdência em Sergipe não poderemos aceitar que o servidor público seja novamente massacrado", pontuou.

Em meio às comemorações do Dia do Servidor Público, o movimento sindical anuncia o Seminário 'Finanças do Estado e a Resistência dos Servidores Frente à Retirada de Direitos', que será na próxima sexta-feira, dia 1º de novembro, no Auditório Manoel Dionízio da Cruz, localizado na sede da CUT em Aracaju.
A atividade sindical é uma realização da CUT e da CTB. O palestrante convidado é o coordenador do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese/Se), Luiz Moura.
Confira os tópicos que serão discutidos no Seminário Finanças do Estado e a Resistência dos Servidores Frente à Retirada de Direitos:
*O crescimento das receitas do estado e a questionável crise anunciada pelo governo Belivaldo;
*Cenário de 7 anos sem reajuste salarial para os servidores com perdas salariais exorbitantes diante de uma política de desvalorização dos servidores públicos;
*Falta de transparência nas despesas do Governo;
*Anúncio do Governo Belivaldo que fará a Reforma da Previdência em Sergipe, levando os servidores com uma remuneração já rebaixada a uma situação ainda pior com a retirada de direitos.
O secretário de Formação da CUT/SE, Roberto Silva, afirmou que o Seminário pretende reunir todas as categorias de servidores públicos do Governo do Estado afetados com a política de arrocho salarial. "Nosso objetivo é municiar os servidores públicos e dirigentes sindicais de informações sobre as contas do Estado. O debate é o primeiro passo para construir coletivamente a resistência aos ataques contra o servidor público de Sergipe. Até porque devido ao anuncio de que haverá a Reforma da Previdência em Sergipe não poderemos aceitar que o servidor público seja novamente massacrado", pontuou.