Verdão mandará seus jogos terá Simão Dias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 26/10/2019 às 14:04:00

 

Primeiro foi a interdi
ção. Depois o início 
das obras e nesse vai e vem, faz tempo que o Lagarto não sabe o que é ter o Barretão como sede, como campo para mando dos seus jogos. Assim a equipe passou a ser um time itinerante. O Lagarto Já mandou seus jogos em teve cidades como Itabaiana, Simão Dias e Pedrinhas.
Esses deslocamentos prejudicam. A torcida não comparece como aconteceria se o jogo fosse em Lagarto. A equipe perde em arrecadação e até mesmo em apoio dos seus torcedores. Em alguns anos os dirigentes até ameaçaram retirar a equipe da competição. No final desistiam e lá estava o Lagarto lutando pelo título. 
Para 2020, o time de Lagarto mais uma vez será prejudicado. Isso porque apesar do início das obras e a previsão de entrega para o próximo ano, dificilmente as obras do Barretão estarão concluídas no mês e janeiro de 2020, data prevista para o início da competição estadual. E com mais um agravante: o acesso do América de Pedrinhas, fará com que a equipe local ocupe o espaço que foi cedido ao Lagarto em anos anteriores. 
Assim, os dirigentes do Lagarto encontraram uma alternativa, que seria voltar a mandar os seus jogos em Simão Dias, no estádio Albano Franco, decisão tomada neste mês de outubro depois de uma consulta com as dirigentes da Superintendência de Esportes.
- Fizemos uma visita ao estádio Albano Franco, realizamos um levantamento das necessidades e carências para que o estádio fique apto para partidas oficiais. Faremos as reformas necessárias que é muito pouca coisa e o estádio Albano Franco ficará apto para receber os jogos com mando de campo do Lagarto - informou Sidrack Marinho administrador das praças de esportes. 
    
Essa posição já foi assumida pela diretoria do Lagarto, em entrevista do presidente Robson Santos, à Rádio Aperipê AM. - Já estamos trabalhando com essa possiblidade sim. O estádio Albano Franco, em Simão Dias, está sendo preparado para receber os jogos do alviverde. O Barretão passa por reformas, que não devem ser concluídas até o início do Estadual. A diretoria vem trabalhando com alguns parceiros e temos um plano B para poder mandar os jogos em outra praça esportiva. A ideia é mandar os nossos jogos de início em Simão Dias. Já estamos reestruturando aquele estádio, na questão de grama, vestiário e acomodações, para mandar os jogos lá no início da competição - explicou Robson Santos.
A previsão de entrega da obra é no mês de dezembro, mas como geralmente ocorrem atrasos, como medida de segurança, os dirigentes lagartenses, já estão preparando um plano B, que seria utilizar o estádio Albano Franco, em Simão Dias.
Além do Estadual, o Lagarto terá pela frente a Copa do Brasil na próxima temporada. O adversário na competição nacional ainda não foi definido.

Primeiro foi a interdi ção. Depois o início  das obras e nesse vai e vem, faz tempo que o Lagarto não sabe o que é ter o Barretão como sede, como campo para mando dos seus jogos. Assim a equipe passou a ser um time itinerante. O Lagarto Já mandou seus jogos em teve cidades como Itabaiana, Simão Dias e Pedrinhas.
Esses deslocamentos prejudicam. A torcida não comparece como aconteceria se o jogo fosse em Lagarto. A equipe perde em arrecadação e até mesmo em apoio dos seus torcedores. Em alguns anos os dirigentes até ameaçaram retirar a equipe da competição. No final desistiam e lá estava o Lagarto lutando pelo título. 
Para 2020, o time de Lagarto mais uma vez será prejudicado. Isso porque apesar do início das obras e a previsão de entrega para o próximo ano, dificilmente as obras do Barretão estarão concluídas no mês e janeiro de 2020, data prevista para o início da competição estadual. E com mais um agravante: o acesso do América de Pedrinhas, fará com que a equipe local ocupe o espaço que foi cedido ao Lagarto em anos anteriores. 
Assim, os dirigentes do Lagarto encontraram uma alternativa, que seria voltar a mandar os seus jogos em Simão Dias, no estádio Albano Franco, decisão tomada neste mês de outubro depois de uma consulta com as dirigentes da Superintendência de Esportes.
- Fizemos uma visita ao estádio Albano Franco, realizamos um levantamento das necessidades e carências para que o estádio fique apto para partidas oficiais. Faremos as reformas necessárias que é muito pouca coisa e o estádio Albano Franco ficará apto para receber os jogos com mando de campo do Lagarto - informou Sidrack Marinho administrador das praças de esportes.     Essa posição já foi assumida pela diretoria do Lagarto, em entrevista do presidente Robson Santos, à Rádio Aperipê AM. - Já estamos trabalhando com essa possiblidade sim. O estádio Albano Franco, em Simão Dias, está sendo preparado para receber os jogos do alviverde. O Barretão passa por reformas, que não devem ser concluídas até o início do Estadual. A diretoria vem trabalhando com alguns parceiros e temos um plano B para poder mandar os jogos em outra praça esportiva. A ideia é mandar os nossos jogos de início em Simão Dias. Já estamos reestruturando aquele estádio, na questão de grama, vestiário e acomodações, para mandar os jogos lá no início da competição - explicou Robson Santos.
A previsão de entrega da obra é no mês de dezembro, mas como geralmente ocorrem atrasos, como medida de segurança, os dirigentes lagartenses, já estão preparando um plano B, que seria utilizar o estádio Albano Franco, em Simão Dias.
Além do Estadual, o Lagarto terá pela frente a Copa do Brasil na próxima temporada. O adversário na competição nacional ainda não foi definido.