Terceira suspeita por atentado em Propriá é presa

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 16/10/2019 às 23:50:00

 

Policiais civis da Delegacia Regional de Propriá prenderam ontem à tarde o terceiro envolvido na tentativa de homicídio ocorrida em 31 de julho deste ano, no povoado Pantanal, em Propriá (Baixo São Francisco). Os policiais civis prenderam uma mulher identificada como Alexsandra dos Santos. 
Segundo o delegado Antônio Wellington, da Delegacia Regional de Propriá, no dia 31 de julho deste ano, um homem conhecido por Victor Eduardo Teófilo dos Santos, o 'Chuck', disparou contra a vítima, identificada como Jorge Barros. "Os disparos atingiram o pescoço da vítima, que foi encaminhada ao hospital, passou por alguns procedimentos e resistiu aos ferimentos", explicou. 'Chuck' teve sua prisão decretada no dia 27 de agosto de 2019. Ele já havia respondido pelo crime de estupro e estava praticando diversos assaltos na região.
Com o apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) as equipes chegaram ao responsável que mandou disparar contra a vítima. De acordo com o delegado, a polícia conseguiu identificar que a ordem para cometer o homicídio foi dada por Ginaldo Santos de Jesus (Nado), que já está preso pela prática de vários crimes, como tráfico de entorpecentes, roubos, homicídio e comercialização de arma de fogo. 
A suspeita identificada com a atual esposa do Naldo, Alexsandra dos Santos, recebia as ordens do seu marido todas as vezes que realizava a visita ao presídio e assim ela seguia passando as informações para os demais para realizar aquilo que o esposo determinava. Alexandra foi presa na manhã de ontem e irá responder pelo crime de homicídio tentado. 
A polícia ressalta a importância do Disque-Denúncia 181, o sigilo é totalmente garantido.
Outro preso - Em outra diligência na tarde de ontem, agentes da Delegacia Regional prenderam Saulo Gomes Chaves, conhecido como "Saulo da Rua do Gás" e suspeito pela prática de tráfico de entorpecentes. Ele foi flagrado com 42 'balinhas' de maconha e certa quantidade em dinheiro. Segundo o delegado Antônio Wellington, o suspeito ainda tentou se desvencilhar da droga, mas todo o material foi apreendido. "Os policiais estavam realizando incursões na área quando se dapararam com o suspeito e presenciaram toda a ação", disse. O suspeito ficará à disposição da justiça.

Policiais civis da Delegacia Regional de Propriá prenderam ontem à tarde o terceiro envolvido na tentativa de homicídio ocorrida em 31 de julho deste ano, no povoado Pantanal, em Propriá (Baixo São Francisco). Os policiais civis prenderam uma mulher identificada como Alexsandra dos Santos. 
Segundo o delegado Antônio Wellington, da Delegacia Regional de Propriá, no dia 31 de julho deste ano, um homem conhecido por Victor Eduardo Teófilo dos Santos, o 'Chuck', disparou contra a vítima, identificada como Jorge Barros. "Os disparos atingiram o pescoço da vítima, que foi encaminhada ao hospital, passou por alguns procedimentos e resistiu aos ferimentos", explicou. 'Chuck' teve sua prisão decretada no dia 27 de agosto de 2019. Ele já havia respondido pelo crime de estupro e estava praticando diversos assaltos na região.
Com o apoio da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol) as equipes chegaram ao responsável que mandou disparar contra a vítima. De acordo com o delegado, a polícia conseguiu identificar que a ordem para cometer o homicídio foi dada por Ginaldo Santos de Jesus (Nado), que já está preso pela prática de vários crimes, como tráfico de entorpecentes, roubos, homicídio e comercialização de arma de fogo. 
A suspeita identificada com a atual esposa do Naldo, Alexsandra dos Santos, recebia as ordens do seu marido todas as vezes que realizava a visita ao presídio e assim ela seguia passando as informações para os demais para realizar aquilo que o esposo determinava. Alexandra foi presa na manhã de ontem e irá responder pelo crime de homicídio tentado. 
A polícia ressalta a importância do Disque-Denúncia 181, o sigilo é totalmente garantido.

Outro preso - Em outra diligência na tarde de ontem, agentes da Delegacia Regional prenderam Saulo Gomes Chaves, conhecido como "Saulo da Rua do Gás" e suspeito pela prática de tráfico de entorpecentes. Ele foi flagrado com 42 'balinhas' de maconha e certa quantidade em dinheiro. Segundo o delegado Antônio Wellington, o suspeito ainda tentou se desvencilhar da droga, mas todo o material foi apreendido. "Os policiais estavam realizando incursões na área quando se dapararam com o suspeito e presenciaram toda a ação", disse. O suspeito ficará à disposição da justiça.