Prefeitura alerta população sobre os riscos do contato com o mar nas praias da capital

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 11/10/2019 às 21:38:00

 

Com o objetivo de alertar e conscientizar turistas e aracajuanos em relação aos perigos de entrar no mar após o vazamento de óleo que a atinge a costa do Nordeste, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), intensificou, desde quinta-feira (10), a realização de ações educativas na orla da Atalaia.
Como os especialistas ainda divergem quanto à origem deste óleo, sua composição e os riscos que ele pode trazer ao organismo humano se faz necessário ter precaução e evitar o contato, por isso a campanha informativa.
 "O objetivo dessas ações é a prevenção, informando as pessoas quanto aos cuidados que elas devem ter em relação a esse material, que a gente ainda não sabe o grau de toxicidade, portanto ressaltando a necessidade de se afastar, tanto da água quanto da areia mais próxima a ele. Então, estamos abordando motoristas e transeuntes que estão se dirigindo para as praias como o objetivo de explicar toda a situação", explica a coordenadora de Educação Ambiental da Sema, Raphaela Ribeiro. 
Entrar em contato com a população faz parte de uma estratégia intersetorial articulada pela gestão para minimizar riscos."O prefeito Edvaldo Nogueira determinou que a Sema e as demais secretarias envolvidas nesta emergência ambiental usasse todos os meios possíveis para que o problema fosse enfrentado com agilidade. Então, há um reforço nas equipes de limpeza nas praias, estamos monitorando o espaço aéreo observando a possível formação de outras manchas, e realizando essas ações de educação ambiental para evitar transtornos", ressalta o secretário do Meio Ambiente, Alan Alexsander Lemos.  

Com o objetivo de alertar e conscientizar turistas e aracajuanos em relação aos perigos de entrar no mar após o vazamento de óleo que a atinge a costa do Nordeste, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), intensificou, desde quinta-feira (10), a realização de ações educativas na orla da Atalaia.
Como os especialistas ainda divergem quanto à origem deste óleo, sua composição e os riscos que ele pode trazer ao organismo humano se faz necessário ter precaução e evitar o contato, por isso a campanha informativa.
 "O objetivo dessas ações é a prevenção, informando as pessoas quanto aos cuidados que elas devem ter em relação a esse material, que a gente ainda não sabe o grau de toxicidade, portanto ressaltando a necessidade de se afastar, tanto da água quanto da areia mais próxima a ele. Então, estamos abordando motoristas e transeuntes que estão se dirigindo para as praias como o objetivo de explicar toda a situação", explica a coordenadora de Educação Ambiental da Sema, Raphaela Ribeiro. 
Entrar em contato com a população faz parte de uma estratégia intersetorial articulada pela gestão para minimizar riscos."O prefeito Edvaldo Nogueira determinou que a Sema e as demais secretarias envolvidas nesta emergência ambiental usasse todos os meios possíveis para que o problema fosse enfrentado com agilidade. Então, há um reforço nas equipes de limpeza nas praias, estamos monitorando o espaço aéreo observando a possível formação de outras manchas, e realizando essas ações de educação ambiental para evitar transtornos", ressalta o secretário do Meio Ambiente, Alan Alexsander Lemos.