Rio transborda e ameaça moradores de Laranjeiras

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
DEFESA CIVIL MONITORA NÍVEL DAS ÁGUAS DO RIO COTINGUIBA, QUE TRANSBORDOU ONTEM DE MANHÃ E AMEAÇA MORADORES DE LARANJEIRAS
DEFESA CIVIL MONITORA NÍVEL DAS ÁGUAS DO RIO COTINGUIBA, QUE TRANSBORDOU ONTEM DE MANHÃ E AMEAÇA MORADORES DE LARANJEIRAS

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/10/2019 às 22:40:00

 

Milton Alves Júnior
O município sergipa
no de Laranjeiras 
segue com sinal de alerta para enchentes, desmoronamento de encostas e novos transbordamentos de rios. O monitoramento realizado pela Defesa Civil municipal segue desde a madrugada de ontem quando o nível do Rio Cotinguiba começou a subir ao ponto de transbordar por volta das 10h. Segundo estudos realizados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a perspectiva para hoje é de tempo nublado e chuvas intensas, porém em menor escala se comparado às últimas 24 horas. Ainda de acordo com o instituto, o acumulado para esse período pode chegar a 100 milímetros por dia, com chuva constante e volumosa também em outros municípios da região Leste de Sergipe.
Ao JORNAL DO DIA, o morador João Sabino dos Santos informou que ainda na noite de quarta-feira, 02, pancadas de chuva foram registrados nas imediações do Povoado Mussuca e na região central da cidade. Por volta das 1h30 de ontem as pancadas de chuva e rajadas de vento começaram a ficar mais intensas. "Não foi a chuva mais forte que vimos esse ano, mas foram intensas. Como a gente tem muitas ruas sem cuidados [pavimentação], algumas começaram logo cedo a encher e invadir algumas casas. A nossa preocupação fica mesmo por conta dos rios que subiram muito rápido e se transbordassem iria ser pior. Se as chuvas continuassem fortes os danos seriam maior", declarou.
Com base em dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a Defesa Civil está investigando os motivos que contribuíram para que em menos de cinco horas de chuvas não contínuas o rio tenha transbordado. Segundo análise inicial, o Rio Cotinguiba, assim como os demais que cortam a cidade de Laranjeiras, possui estrutura suficiente para suportar um tempo maior de instabilidade climática. Por enquanto, todas as casas localizadas na região ribeirinha seguem em sinal de alerta. Em caso de acidentes ou riscos, os órgãos de segurança pública solicitam que os sergipanos entrem em contato com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) 190.
Situações de emergência podem ser informadas também pelo telefone 193. Na capital, intercorrências devem ser comunicadas pelo número 199.

Milton Alves Júnior

O município sergipa no de Laranjeiras  segue com sinal de alerta para enchentes, desmoronamento de encostas e novos transbordamentos de rios. O monitoramento realizado pela Defesa Civil municipal segue desde a madrugada de ontem quando o nível do Rio Cotinguiba começou a subir ao ponto de transbordar por volta das 10h. Segundo estudos realizados pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a perspectiva para hoje é de tempo nublado e chuvas intensas, porém em menor escala se comparado às últimas 24 horas. Ainda de acordo com o instituto, o acumulado para esse período pode chegar a 100 milímetros por dia, com chuva constante e volumosa também em outros municípios da região Leste de Sergipe.
Ao JORNAL DO DIA, o morador João Sabino dos Santos informou que ainda na noite de quarta-feira, 02, pancadas de chuva foram registrados nas imediações do Povoado Mussuca e na região central da cidade. Por volta das 1h30 de ontem as pancadas de chuva e rajadas de vento começaram a ficar mais intensas. "Não foi a chuva mais forte que vimos esse ano, mas foram intensas. Como a gente tem muitas ruas sem cuidados [pavimentação], algumas começaram logo cedo a encher e invadir algumas casas. A nossa preocupação fica mesmo por conta dos rios que subiram muito rápido e se transbordassem iria ser pior. Se as chuvas continuassem fortes os danos seriam maior", declarou.
Com base em dados do Instituto Nacional de Meteorologia, a Defesa Civil está investigando os motivos que contribuíram para que em menos de cinco horas de chuvas não contínuas o rio tenha transbordado. Segundo análise inicial, o Rio Cotinguiba, assim como os demais que cortam a cidade de Laranjeiras, possui estrutura suficiente para suportar um tempo maior de instabilidade climática. Por enquanto, todas as casas localizadas na região ribeirinha seguem em sinal de alerta. Em caso de acidentes ou riscos, os órgãos de segurança pública solicitam que os sergipanos entrem em contato com o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) 190.
Situações de emergência podem ser informadas também pelo telefone 193. Na capital, intercorrências devem ser comunicadas pelo número 199.