CBF modifica a forma de disputa da Série D

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 03/10/2019 às 22:19:00

 

Uma antiga reivindicação de clubes que disputam a Série D, que visa o aumento no número de datas da competição foi atendida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A competição passa a ser disputada por 64 clubes, em sua fase principal, sendo precedida por uma fase preliminar que movimentará oito grupos com oito clubes.
Dessa forma, a Série D de 2020 terá menos clubes e terminará apenas em novembro. A CBF divulgou nesta quinta-feira o calendário das competições masculinas que serão realizadas em 2020. Entre as divisões do Brasileiro, a Série D é a única que passou por mudanças consideráveis, com calendário mais longo, até o fim de novembro e menor quantidade de clubes participantes.
Conforme nota oficial publicado pela CBF, as alterações foram feitas visando satisfazer os próprios times, que costumam disputar a divisão. Ficou decidido que a Série D será disputada por 64 clubes, e não 68 como foi na atual temporada. Além disso, os times serão distribuídos em oito grupos com oito integrantes, que se enfrentam em rodadas de ida e volta, garantindo ao menos 16 jogos para cada time. No formato que vinha sendo utilizado, eram 17 grupos de quatro.
Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão. Desta forma, a competição passa de 16 para 26 datas. O início será no dia 3 de maio e a final em 22 de novembro.

Uma antiga reivindicação de clubes que disputam a Série D, que visa o aumento no número de datas da competição foi atendida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A competição passa a ser disputada por 64 clubes, em sua fase principal, sendo precedida por uma fase preliminar que movimentará oito grupos com oito clubes.
Dessa forma, a Série D de 2020 terá menos clubes e terminará apenas em novembro. A CBF divulgou nesta quinta-feira o calendário das competições masculinas que serão realizadas em 2020. Entre as divisões do Brasileiro, a Série D é a única que passou por mudanças consideráveis, com calendário mais longo, até o fim de novembro e menor quantidade de clubes participantes.
Conforme nota oficial publicado pela CBF, as alterações foram feitas visando satisfazer os próprios times, que costumam disputar a divisão. Ficou decidido que a Série D será disputada por 64 clubes, e não 68 como foi na atual temporada. Além disso, os times serão distribuídos em oito grupos com oito integrantes, que se enfrentam em rodadas de ida e volta, garantindo ao menos 16 jogos para cada time. No formato que vinha sendo utilizado, eram 17 grupos de quatro.
Os quatro melhores de cada grupo se classificam para a segunda fase, totalizando 32. Estes se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão. Desta forma, a competição passa de 16 para 26 datas. O início será no dia 3 de maio e a final em 22 de novembro.