Núcleo de Produção Digital da Prefeitura capacita alunos sobre o fazer cinematográfico

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/09/2019 às 21:56:00

 

Com o propósito de promover a democratização do acesso aos saberes e fazeres do audiovisual, o Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira  (NPD) da Prefeitura de Aracaju, vinculado à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), promove a Oficina "Realização em Cinema" para capacitação e aperfeiçoamento das práticas audiovisuais, percorrendo por todas as etapas da produção de um filme. A atividade formativa foi iniciada no último dia 17 e encerra neste sábado, dia 28, e resultará em um curta metragem ficcional ou documental de até dez minutos. 
Ampliando o conhecimento dos alunos para a prática audiovisual, o NPD, a partir da oficina objetiva trabalhar com toda a produção de um filme, desde a transformação da ideia inicial, no roteiro, até a pós-produção, dando aos alunos a possibilidade de aprendizagem. "Mais uma vez o NPD cumpre o seu papel de democratização do acesso à produção audiovisual independente, fazendo com que Aracaju se reposicione num espaço de concorrência e que as nossas produções se destaquem no cenário brasileiro", explicou a coordenadora do Núcleo de Produção Digital da Prefeitura de Aracaju, Graziela Ferreira. 
A Oficina está sendo ministrada por Anderson Craveiro, cineasta renomado nacionalmente, com 3 premiações no Festival de Gramado. O cineasta foi responsável pela seleção dos alunos e a escolha foi realizada com base nos quesitos: conhecimento e experiência em audiovisual no mínimo em nível intermediário, vivência prática de no mínimo 03 produções audiovisuais, senso crítico básico em análise cinematográfica.
"Essa iniciativa do NPD é muito bacana, já que é um incentivo público à cultura audiovisual do estado, dando suporte para a comunidade e suporte técnico e estrutural para quem trabalha na área fílmica. Outra coisa notável é que isso enriquece o cenário audiovisual local, isso colabora pra demanda de profissionalização e realização. Já vi produtos que foram feitos aqui e expostos em grandes festivais, isso significa que estão caminhando para um bom caminho", comentou o cineasta, Anderson Craveiro. 
A partir da produção do filme, Anderson deixou o tema para escolha dos alunos, que, com o dia da sergipanidade comemorado em outubro, optaram por produzir o filme com o temática Sergipanidade. "Eu super aprovei a nossa escolha quanto ao tema, nada mais justo que trabalhar a nossa história de uma maneira visual e estar nos bastidores, roteirizar e dirigir é muito marcante, e ajuda no fortalecimento do meu trabalho", ressaltou o design Ramon Alves. 

Com o propósito de promover a democratização do acesso aos saberes e fazeres do audiovisual, o Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira  (NPD) da Prefeitura de Aracaju, vinculado à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), promove a Oficina "Realização em Cinema" para capacitação e aperfeiçoamento das práticas audiovisuais, percorrendo por todas as etapas da produção de um filme. A atividade formativa foi iniciada no último dia 17 e encerra neste sábado, dia 28, e resultará em um curta metragem ficcional ou documental de até dez minutos. 
Ampliando o conhecimento dos alunos para a prática audiovisual, o NPD, a partir da oficina objetiva trabalhar com toda a produção de um filme, desde a transformação da ideia inicial, no roteiro, até a pós-produção, dando aos alunos a possibilidade de aprendizagem. "Mais uma vez o NPD cumpre o seu papel de democratização do acesso à produção audiovisual independente, fazendo com que Aracaju se reposicione num espaço de concorrência e que as nossas produções se destaquem no cenário brasileiro", explicou a coordenadora do Núcleo de Produção Digital da Prefeitura de Aracaju, Graziela Ferreira. 
A Oficina está sendo ministrada por Anderson Craveiro, cineasta renomado nacionalmente, com 3 premiações no Festival de Gramado. O cineasta foi responsável pela seleção dos alunos e a escolha foi realizada com base nos quesitos: conhecimento e experiência em audiovisual no mínimo em nível intermediário, vivência prática de no mínimo 03 produções audiovisuais, senso crítico básico em análise cinematográfica.
"Essa iniciativa do NPD é muito bacana, já que é um incentivo público à cultura audiovisual do estado, dando suporte para a comunidade e suporte técnico e estrutural para quem trabalha na área fílmica. Outra coisa notável é que isso enriquece o cenário audiovisual local, isso colabora pra demanda de profissionalização e realização. Já vi produtos que foram feitos aqui e expostos em grandes festivais, isso significa que estão caminhando para um bom caminho", comentou o cineasta, Anderson Craveiro. 
A partir da produção do filme, Anderson deixou o tema para escolha dos alunos, que, com o dia da sergipanidade comemorado em outubro, optaram por produzir o filme com o temática Sergipanidade. "Eu super aprovei a nossa escolha quanto ao tema, nada mais justo que trabalhar a nossa história de uma maneira visual e estar nos bastidores, roteirizar e dirigir é muito marcante, e ajuda no fortalecimento do meu trabalho", ressaltou o design Ramon Alves.