Petrobras deixará de atuar em distribuição e transporte de gás

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 27/09/2019 às 05:01:00

 

Douglas Corrêa 
Agência Brasil
O Conselho de Administração da Petrobras aprovou a atualização das estratégias para seu novo plano, válido para o período de 2020 a 2024, que está em fase de elaboração e será integrado ao plano estratégico da empresa. O novo plano detalhará o planejamento operacional e financeiro para os próximos cinco anos e será divulgado ao mercado assim que for aprovado pelos órgãos da companhia. A Petrobras deixará de atuar integralmente na distribuição e transporte de gás e sairá também dos negócios de fertilizantes, distribuição de GLP e de biodiesel.
O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a companhia se dedicará à exploração e produção de petróleo em águas profundas e será menos endividada. "A nova Petrobras agrega, desde já, a transformação digital como uma poderosa alavanca para a realização de ganhos de produtividade e redução de custos", afirmou.
O objetivo agora é ser a melhor empresa de energia na geração de valor para o acionista, com foco em óleo e gás e com segurança, respeito às pessoas e ao meio ambiente, diz a Petrobras.
Na reunião de anteontem (25), o conselho ajustou a estratégia da empresa, definindo as ações por segmento de negócio, tendo em vista o foco no core business [núcleo do negócio] e a geração de valor para o acionista.
Na área de exploração e produção, o foco é atuar em águas profundas e ultraprofundas na exploração de óleo e gás, buscando eficiência operacional e focando no fator de recuperação e parcerias.
No setor de gás e energia, a estatal vai atuar de forma competitiva na comercialização do gás próprio, além de sair integralmente da distribuição e do transporte de gás, como é feito atualmente.
A Petrobras pretende ainda atuar de forma competitiva nas atividades de refino, logística e comercialização de derivados cm foco nas operações na Região Sudeste.

O Conselho de Administração da Petrobras aprovou a atualização das estratégias para seu novo plano, válido para o período de 2020 a 2024, que está em fase de elaboração e será integrado ao plano estratégico da empresa. O novo plano detalhará o planejamento operacional e financeiro para os próximos cinco anos e será divulgado ao mercado assim que for aprovado pelos órgãos da companhia. A Petrobras deixará de atuar integralmente na distribuição e transporte de gás e sairá também dos negócios de fertilizantes, distribuição de GLP e de biodiesel.
O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, disse que a companhia se dedicará à exploração e produção de petróleo em águas profundas e será menos endividada. "A nova Petrobras agrega, desde já, a transformação digital como uma poderosa alavanca para a realização de ganhos de produtividade e redução de custos", afirmou.
O objetivo agora é ser a melhor empresa de energia na geração de valor para o acionista, com foco em óleo e gás e com segurança, respeito às pessoas e ao meio ambiente, diz a Petrobras.
Na reunião de anteontem (25), o conselho ajustou a estratégia da empresa, definindo as ações por segmento de negócio, tendo em vista o foco no core business [núcleo do negócio] e a geração de valor para o acionista.
Na área de exploração e produção, o foco é atuar em águas profundas e ultraprofundas na exploração de óleo e gás, buscando eficiência operacional e focando no fator de recuperação e parcerias.
No setor de gás e energia, a estatal vai atuar de forma competitiva na comercialização do gás próprio, além de sair integralmente da distribuição e do transporte de gás, como é feito atualmente.
A Petrobras pretende ainda atuar de forma competitiva nas atividades de refino, logística e comercialização de derivados cm foco nas operações na Região Sudeste.