Dia da Árvore: Sementeira é símbolo das ações de arborização da Prefeitura

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O Parque da Sementeira exibe mais de 100 espécies de árvores frutíferas, nativas e ornamentais, como a craibeira
O Parque da Sementeira exibe mais de 100 espécies de árvores frutíferas, nativas e ornamentais, como a craibeira

O Parque da Sementeira exibe mais de 100 espécies de árvores frutíferas, nativas e ornamentais, como a craibeira
O Parque da Sementeira exibe mais de 100 espécies de árvores frutíferas, nativas e ornamentais, como a craibeira

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/09/2019 às 22:06:00

 

Se há um local da cidade que merece ser palco de celebrações alusivas ao dia da Árvore - 21 de setembro -, este é o Parque Augusto Franco (Sementeira). Com 420 mil m² de área verde, o espaço, que chegou a contar apenas com coqueiros, cajueiros e mangueiras, exibe, atualmente, mais de 100 espécies de árvores frutíferas, nativas e ornamentais. Somente neste ano, 212 árvores foram plantadas na área, dessas, 57 por terceiros.
Neste novo cenário, que acabou atraindo, inclusive, aves exóticas da fauna silvestre, frequentadores passaram a desfrutar de momentos agradáveis sob as copas frondosas das árvores, agora distribuídas em pontos distintos. Um estímulo a mais para a realização de piqueniques, registros fotográficos, momentos de leitura e relaxamento.
Para cuidar das árvores do parque, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), executa, rotineiramente, serviços de adubação, poda, irrigação, combate às pragas e doenças, além de tratos culturais, disponibilizando, diariamente, uma equipe fixa com 20 agentes de limpeza. No cumprimento do cronograma de plantio, com mudas oriundas do Horto, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), há a constante preocupação com a adaptação das espécies ao solo. 
"A caraibeira, cientificamente conhecida como Tabebuia áurea, é uma das mais bonitas e que melhor tem se adaptado ao espaço. Estamos também plantando ipês variados e eles deverão ampliar o colorido e a beleza da Sementeira.", explica o  engenheiro agrônomo e coordenador de Áreas Verdes do Parque, Francisco Ney Macedo Maia. Ney é funcionário público municipal e há 18 anos presta serviço à Emsurb.
O coordenador relata que o plantio de novas árvores tornou-se prioridade nas gestões de Marcelo Déda e Edvaldo Nogueira. "Podemos dizer que, nos respectivos períodos, ocorreram grandes avanços. Nesta administração de Edvaldo, percebe-se ainda o interesse coletivo pela arborização em diversas partes do parque. O trabalho, bem realizado e focado na consciência ambiental, tem possibilitado, às pessoas que circulam na Sementeira, a convivência saudável com a natureza em pleno coração da cidade. Poucos têm esse privilégio", considera o agrônomo.
Francisco Ney destaca ainda que, em ocasiões especiais, a Emsurb libera a área do Parque para que cidadãos e cidadãs realizem o sonho de plantar uma árvore. "Muita gente solicita fazer o plantio de uma muda no interior do parque. Porém, não é possível atender a todas essas manifestações, pois cada espécie exige tratamento e cuidados específicos. Aqui, procuramos ao máximo zelar por  cada muda, cada planta, cada árvore, cada flor que brota. Por isso, as ações precisam ser controladas, orientadas e monitoradas". 
Foi como aconteceu no decorrer da semana com o casal Maurinice Nunes e Carlos Alberto Menezes. Acompanhados do agrônomo, eles percorreram parte da área da Sementeira com a finalidade de identificar um local apropriado para o plantio de uma muda de ipê amarelo, uma homenagem ao filho falecido há cerca de um ano.
"Estamos felizes em poder utilizar este espaço maravilhoso, que oferece à população lazer, relaxamento, purificação do ar e que é muito bem cuidado e administrado. Tudo isso, nos motivou a escolhê-lo", comentou ela. 
Nestes casos, o agrônomo também faz o acompanhamento de estudantes e pessoas de todas as idades que veem na ação do plantio, a realização de um sonho, sentimento de aproximação com a natureza e conhecimento. Nesta sexta-feira, 20, por exemplo, um colégio particular da capital providenciou mudas de ipê amarelo, as quais foram plantadas pelos alunos em comemoração ao dia da árvore.

Se há um local da cidade que merece ser palco de celebrações alusivas ao dia da Árvore - 21 de setembro -, este é o Parque Augusto Franco (Sementeira). Com 420 mil m² de área verde, o espaço, que chegou a contar apenas com coqueiros, cajueiros e mangueiras, exibe, atualmente, mais de 100 espécies de árvores frutíferas, nativas e ornamentais. Somente neste ano, 212 árvores foram plantadas na área, dessas, 57 por terceiros.
Neste novo cenário, que acabou atraindo, inclusive, aves exóticas da fauna silvestre, frequentadores passaram a desfrutar de momentos agradáveis sob as copas frondosas das árvores, agora distribuídas em pontos distintos. Um estímulo a mais para a realização de piqueniques, registros fotográficos, momentos de leitura e relaxamento.
Para cuidar das árvores do parque, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), executa, rotineiramente, serviços de adubação, poda, irrigação, combate às pragas e doenças, além de tratos culturais, disponibilizando, diariamente, uma equipe fixa com 20 agentes de limpeza. No cumprimento do cronograma de plantio, com mudas oriundas do Horto, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema), há a constante preocupação com a adaptação das espécies ao solo. 
"A caraibeira, cientificamente conhecida como Tabebuia áurea, é uma das mais bonitas e que melhor tem se adaptado ao espaço. Estamos também plantando ipês variados e eles deverão ampliar o colorido e a beleza da Sementeira.", explica o  engenheiro agrônomo e coordenador de Áreas Verdes do Parque, Francisco Ney Macedo Maia. Ney é funcionário público municipal e há 18 anos presta serviço à Emsurb.
O coordenador relata que o plantio de novas árvores tornou-se prioridade nas gestões de Marcelo Déda e Edvaldo Nogueira. "Podemos dizer que, nos respectivos períodos, ocorreram grandes avanços. Nesta administração de Edvaldo, percebe-se ainda o interesse coletivo pela arborização em diversas partes do parque. O trabalho, bem realizado e focado na consciência ambiental, tem possibilitado, às pessoas que circulam na Sementeira, a convivência saudável com a natureza em pleno coração da cidade. Poucos têm esse privilégio", considera o agrônomo.
Francisco Ney destaca ainda que, em ocasiões especiais, a Emsurb libera a área do Parque para que cidadãos e cidadãs realizem o sonho de plantar uma árvore. "Muita gente solicita fazer o plantio de uma muda no interior do parque. Porém, não é possível atender a todas essas manifestações, pois cada espécie exige tratamento e cuidados específicos. Aqui, procuramos ao máximo zelar por  cada muda, cada planta, cada árvore, cada flor que brota. Por isso, as ações precisam ser controladas, orientadas e monitoradas". 
Foi como aconteceu no decorrer da semana com o casal Maurinice Nunes e Carlos Alberto Menezes. Acompanhados do agrônomo, eles percorreram parte da área da Sementeira com a finalidade de identificar um local apropriado para o plantio de uma muda de ipê amarelo, uma homenagem ao filho falecido há cerca de um ano.
"Estamos felizes em poder utilizar este espaço maravilhoso, que oferece à população lazer, relaxamento, purificação do ar e que é muito bem cuidado e administrado. Tudo isso, nos motivou a escolhê-lo", comentou ela. 
Nestes casos, o agrônomo também faz o acompanhamento de estudantes e pessoas de todas as idades que veem na ação do plantio, a realização de um sonho, sentimento de aproximação com a natureza e conhecimento. Nesta sexta-feira, 20, por exemplo, um colégio particular da capital providenciou mudas de ipê amarelo, as quais foram plantadas pelos alunos em comemoração ao dia da árvore.