Confiança tem missão quase impossível

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Sampaio e Confiança fazem a sétima partida da temporada está tarde no Castelão. Time sergipano precisa vencer por diferença superior a dois gols
Sampaio e Confiança fazem a sétima partida da temporada está tarde no Castelão. Time sergipano precisa vencer por diferença superior a dois gols

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 20/09/2019 às 21:46:00

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
Uma das máximas do 
Confiança é dizer que 
o time que como uma Fênix sempre ressurge das cinzas. A outra é a de que para o Confiança não existe nada fácil. As coisas só chegam com muita dificuldade. Hoje no Castelão em São Luís, o time proletário tem a oportunidade de comprovar todas essas máximas. O Dragão precisa cuspir fogo, vencer o Sampaio por diferença de três gols, para se classificar direto, ou pelo menos dois gols, para levar a decisão para os pênaltis. E na delegação do Confiança todos acreditam na classificação para a fase final. 
O primeiro finalista da Série C do Campeonato Brasileiro será conhecido neste sábado, quando Sampaio Corrêa e Confiança se enfrentam pela rodada de volta das semifinais. A partida será realizada no Castelão, em São Luís, a partir das 17 horas, e os donos da casa vão entrar em campo com uma boa vantagem.
Na partida de ida, o Sampaio não se intimidou e venceu o a equipe sergipana em pleno Batistão, em Aracaju, por 2 a 0. Esquerdinha e Salatiel marcaram os gols da vitória. Diante deste cenário, o time maranhense avança mesmo se for derrotado por um gol de diferença. Do outro lado, o Confiança precisa vencer por dois gols de vantagem para levar a decisão aos pênaltis e por três para avançar direto.
O time proletário busca o primeiro título nacional da sua história, enquanto o adversário carrega três conquistas: Série B de 1972, Série C de 1997 e Série D de 2012.
Este será o sétimo encontro entre as duas equipes na temporada. Além do primeiro duelo da semifinal, o Sampaio já havia vencido por 2 a 0, no mesmo Batistão, na rodada de estreia da Série C. No returno, ficaram no empate por 1 a 1. Mas o Confiança também já venceu o Sampaio Correia por 2x0, no Castelão. 
Antes disso, os dois já haviam se enfrentado em outras três oportunidades. Tudo começou com um empate por 2 a 2 na primeira fase da Copa do Nordeste. Depois, vieram os duelos pelas eliminatórias da Copa do Nordeste de 2020. O Confiança se classificou ao vencer por 2 a 0 no jogo de ida, em São Luís, após empate sem gols em Aracaju.
O time que avançar à final vai disputar o título com o vencedor do duelo entre Náutico e Juventude, marcado para as 20 horas desta segunda-feira, nos Aflitos. O time gaúcho venceu o primeiro jogo por 2 a 1 e joga por um empate.
Sigilo - O Confiança irá a campo com pelo menos duas mudanças. O atacante Ari Moura se despediu do clube na última terça-feira para acertar com o Brasil de Pelotas e deixou uma vaga em aberto no time do técnico Daniel Paulista, que optou por fazer mistério sobre o substituto.
O mais provável é que Marcelinho e Bruninho disputem a vaga, mas há também a possibilidade de que Renan Gorne seja utilizado. Apesar do mistério sobre a posição no setor ofensivo, Daniel Paulista falou sobre a possibilidade de sacar o zagueiro Luan para colocar o volante Thallyson. O outro ausente é o meia Rafael Vila que cumpre suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.
"Vamos precisar de um pouco mais de qualidade na saída de jogo para construir melhor as jogadas e chegar aos gols para fazer o resultado. Então, acho que esse passe precisa ser um pouco mais qualificado. Então, a ideia que o Flávio inicie, talvez, com o Thallyson começando como um segundo homem de meio-campo" afirmou o treinador.
Durante os treinos da Semana, o técnico João Brigatti realizou ajustes pontuais no time do Sampaio Corrêa, além de ter trabalhado situações de jogo, observando principalmente a movimentação no meio-campo, que terá a volta de Rodrigo Andrade, livre de suspensão.
Por outro lado, Hulk segue em tratamento devido a um problema no joelho, e a comissão técnica vai aguardar a palavra final do departamento médico para saber se poderá ter o volante à disposição.
 "Largamos na frente com uma boa apresentação na casa do adversário, e agora precisamos manter a determinação, sem relaxamento, porque nosso objetivo é chegar à final. Outro objetivo que foi traçado para coroar o belo trabalho realizado por esse elenco", afirmou o comandante tricolor.

Uma das máximas do  Confiança é dizer que  o time que como uma Fênix sempre ressurge das cinzas. A outra é a de que para o Confiança não existe nada fácil. As coisas só chegam com muita dificuldade. Hoje no Castelão em São Luís, o time proletário tem a oportunidade de comprovar todas essas máximas. O Dragão precisa cuspir fogo, vencer o Sampaio por diferença de três gols, para se classificar direto, ou pelo menos dois gols, para levar a decisão para os pênaltis. E na delegação do Confiança todos acreditam na classificação para a fase final. 
O primeiro finalista da Série C do Campeonato Brasileiro será conhecido neste sábado, quando Sampaio Corrêa e Confiança se enfrentam pela rodada de volta das semifinais. A partida será realizada no Castelão, em São Luís, a partir das 17 horas, e os donos da casa vão entrar em campo com uma boa vantagem.
Na partida de ida, o Sampaio não se intimidou e venceu o a equipe sergipana em pleno Batistão, em Aracaju, por 2 a 0. Esquerdinha e Salatiel marcaram os gols da vitória. Diante deste cenário, o time maranhense avança mesmo se for derrotado por um gol de diferença. Do outro lado, o Confiança precisa vencer por dois gols de vantagem para levar a decisão aos pênaltis e por três para avançar direto.
O time proletário busca o primeiro título nacional da sua história, enquanto o adversário carrega três conquistas: Série B de 1972, Série C de 1997 e Série D de 2012.
Este será o sétimo encontro entre as duas equipes na temporada. Além do primeiro duelo da semifinal, o Sampaio já havia vencido por 2 a 0, no mesmo Batistão, na rodada de estreia da Série C. No returno, ficaram no empate por 1 a 1. Mas o Confiança também já venceu o Sampaio Correia por 2x0, no Castelão. 
Antes disso, os dois já haviam se enfrentado em outras três oportunidades. Tudo começou com um empate por 2 a 2 na primeira fase da Copa do Nordeste. Depois, vieram os duelos pelas eliminatórias da Copa do Nordeste de 2020. O Confiança se classificou ao vencer por 2 a 0 no jogo de ida, em São Luís, após empate sem gols em Aracaju.
O time que avançar à final vai disputar o título com o vencedor do duelo entre Náutico e Juventude, marcado para as 20 horas desta segunda-feira, nos Aflitos. O time gaúcho venceu o primeiro jogo por 2 a 1 e joga por um empate.

Sigilo - O Confiança irá a campo com pelo menos duas mudanças. O atacante Ari Moura se despediu do clube na última terça-feira para acertar com o Brasil de Pelotas e deixou uma vaga em aberto no time do técnico Daniel Paulista, que optou por fazer mistério sobre o substituto.
O mais provável é que Marcelinho e Bruninho disputem a vaga, mas há também a possibilidade de que Renan Gorne seja utilizado. Apesar do mistério sobre a posição no setor ofensivo, Daniel Paulista falou sobre a possibilidade de sacar o zagueiro Luan para colocar o volante Thallyson. O outro ausente é o meia Rafael Vila que cumpre suspensão automática pelo terceiro cartão amarelo.
"Vamos precisar de um pouco mais de qualidade na saída de jogo para construir melhor as jogadas e chegar aos gols para fazer o resultado. Então, acho que esse passe precisa ser um pouco mais qualificado. Então, a ideia que o Flávio inicie, talvez, com o Thallyson começando como um segundo homem de meio-campo" afirmou o treinador.
Durante os treinos da Semana, o técnico João Brigatti realizou ajustes pontuais no time do Sampaio Corrêa, além de ter trabalhado situações de jogo, observando principalmente a movimentação no meio-campo, que terá a volta de Rodrigo Andrade, livre de suspensão.
Por outro lado, Hulk segue em tratamento devido a um problema no joelho, e a comissão técnica vai aguardar a palavra final do departamento médico para saber se poderá ter o volante à disposição.
 "Largamos na frente com uma boa apresentação na casa do adversário, e agora precisamos manter a determinação, sem relaxamento, porque nosso objetivo é chegar à final. Outro objetivo que foi traçado para coroar o belo trabalho realizado por esse elenco", afirmou o comandante tricolor.