Prefeitura de São Cristóvão entrega kits de combate às endemias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito Marcos Santana entrega kit a agente de endemias
O prefeito Marcos Santana entrega kit a agente de endemias

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 16/09/2019 às 22:35:00

 

Nesta segunda-feira (16), o prefeito Marcos Santana entregou fardamento e kits aos agentes de combate às endemias. Ao todo, foram entregues 41 kits com camisa manga curta e manga longa, bolsa, prancheta, caderno, lanterna, flanela, prato para larvas, trena e calculadora para medir os reservatórios e a quantidade de larvicida a ser utilizado e picadeira para destruição ou inutilização de possíveis criadouros.
O material facilita o trabalho dos agentes porque, além de identificá-los, ajudará no combate e redução de focos do mosquito Aedes aegypti. Somente este ano, foram confirmados, por exames laboratoriais, 85 casos da doença no município.
 "Meu propósito é melhorar a vida das pessoas. É por isso que levanto todos os dias para trabalhar. Não podemos perder de vista que nossa missão como servidor público é assistir quem paga nosso salário: os moradores de São Cristóvão! Vocês, agentes de saúde pública, são fundamentais na melhoria de nossa rede. Estamos dando mais um passo na melhoria das condições de trabalho dos servidores da saúde", disse, lembrando que, em agosto, foram entregues 155 tablets para agentes de saúde do município. A iniciativa facilita o trabalho dos agentes, que passaram a cadastrar informações coletadas junto à comunidade diretamente no sistema do SUS e não mais em relatórios manuais para digitação posterior.
Cuidados - A secretaria de Saúde do Município recomenda que os pacientes que sentirem febre e pelo menos mais dois sintomas da dengue, como dor nas articulações, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, procure a unidade de saúde responsável pelo seu território. A equipe de saúde notificará os casos suspeitos para que a Vigilância possa se somar no processo de investigação, o qual inclui a coleta de sangue para exame.
 A população também pode e deve ajudar no combate ao Aedes. Além das ações preventivas, pode denunciar criadouros em áreas públicas e privadas por meio do telefone: 79. 996753211

Nesta segunda-feira (16), o prefeito Marcos Santana entregou fardamento e kits aos agentes de combate às endemias. Ao todo, foram entregues 41 kits com camisa manga curta e manga longa, bolsa, prancheta, caderno, lanterna, flanela, prato para larvas, trena e calculadora para medir os reservatórios e a quantidade de larvicida a ser utilizado e picadeira para destruição ou inutilização de possíveis criadouros.
O material facilita o trabalho dos agentes porque, além de identificá-los, ajudará no combate e redução de focos do mosquito Aedes aegypti. Somente este ano, foram confirmados, por exames laboratoriais, 85 casos da doença no município.
 "Meu propósito é melhorar a vida das pessoas. É por isso que levanto todos os dias para trabalhar. Não podemos perder de vista que nossa missão como servidor público é assistir quem paga nosso salário: os moradores de São Cristóvão! Vocês, agentes de saúde pública, são fundamentais na melhoria de nossa rede. Estamos dando mais um passo na melhoria das condições de trabalho dos servidores da saúde", disse, lembrando que, em agosto, foram entregues 155 tablets para agentes de saúde do município. A iniciativa facilita o trabalho dos agentes, que passaram a cadastrar informações coletadas junto à comunidade diretamente no sistema do SUS e não mais em relatórios manuais para digitação posterior.

Cuidados -
A secretaria de Saúde do Município recomenda que os pacientes que sentirem febre e pelo menos mais dois sintomas da dengue, como dor nas articulações, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, procure a unidade de saúde responsável pelo seu território. A equipe de saúde notificará os casos suspeitos para que a Vigilância possa se somar no processo de investigação, o qual inclui a coleta de sangue para exame.
 A população também pode e deve ajudar no combate ao Aedes. Além das ações preventivas, pode denunciar criadouros em áreas públicas e privadas por meio do telefone: 79. 996753211