Prefeitura de São Cristóvão discute ampliação do Memorial de Irmã Dulce

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A gestão municipal pretende implantar o roteiro turístico religioso com a canonização da Irmã Dulce
A gestão municipal pretende implantar o roteiro turístico religioso com a canonização da Irmã Dulce

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 13/09/2019 às 22:51:00

 

A beatificação de Irmã Dulce promete ser um marco no turismo religioso de São Cristóvão. A freira iniciou sua formação religiosa na cidade e tem sua história ligada ao município. Nesta sexta-feira (13), o prefeito Marcos Santana reuniu-se com representantes da empresa baiana TecnoMuseu, especializada em projetos de museus, para tratar da ampliação do Memorial de Irmã Dulce, localizado no convento do Carmo.
"A partir da visita realizada por nossa equipe nas Obras Social de Irmã Dulce em Salvador, nos foi indicado esta empresa que tem experiência na área de museus. A visita de hoje é o primeiro passo para a criação de um projeto de ampliação do memorial de irmã Dulce em São Cristóvão", falou o prefeito Marcos Santana.
A gestão municipal pretende implantar o roteiro turístico religioso com memorial de Irmã Dulce, loja de artigos religiosos, visita guiada ao convento que a primeira santa brasileira frequentou e reconstrução dos sete passos de Dulce ao chegar no Centro Histórico. Para isso, técnicos de turismo da Prefeitura têm negociado com a Cúria Metropolitana de Aracaju e com a Organização Sociais de Irmã Dulce, em Salvador.
A diretora operacional da TecnoMuseu, Simone Trindade, aponta o potencial do turismo religioso para a cidade. "Nossa empresa é especializada em museologia e a convite da Prefeitura viemos conhecer o espaço e preparar algumas ações para o memorial. A cidade tem muito potencial e queremos contribuir para o fortalecendo  do turismo religioso".
Irmã Dulce será canonizada como primeira santa brasileira dia 13 de outubro. A prefeitura de São Cristóvão está apoiando a celebração local organizada pela Cúria, que terá missa e transmissão no Convento onde ela começou seu trabalho religioso.

A beatificação de Irmã Dulce promete ser um marco no turismo religioso de São Cristóvão. A freira iniciou sua formação religiosa na cidade e tem sua história ligada ao município. Nesta sexta-feira (13), o prefeito Marcos Santana reuniu-se com representantes da empresa baiana TecnoMuseu, especializada em projetos de museus, para tratar da ampliação do Memorial de Irmã Dulce, localizado no convento do Carmo.
"A partir da visita realizada por nossa equipe nas Obras Social de Irmã Dulce em Salvador, nos foi indicado esta empresa que tem experiência na área de museus. A visita de hoje é o primeiro passo para a criação de um projeto de ampliação do memorial de irmã Dulce em São Cristóvão", falou o prefeito Marcos Santana.
A gestão municipal pretende implantar o roteiro turístico religioso com memorial de Irmã Dulce, loja de artigos religiosos, visita guiada ao convento que a primeira santa brasileira frequentou e reconstrução dos sete passos de Dulce ao chegar no Centro Histórico. Para isso, técnicos de turismo da Prefeitura têm negociado com a Cúria Metropolitana de Aracaju e com a Organização Sociais de Irmã Dulce, em Salvador.
A diretora operacional da TecnoMuseu, Simone Trindade, aponta o potencial do turismo religioso para a cidade. "Nossa empresa é especializada em museologia e a convite da Prefeitura viemos conhecer o espaço e preparar algumas ações para o memorial. A cidade tem muito potencial e queremos contribuir para o fortalecendo  do turismo religioso".
Irmã Dulce será canonizada como primeira santa brasileira dia 13 de outubro. A prefeitura de São Cristóvão está apoiando a celebração local organizada pela Cúria, que terá missa e transmissão no Convento onde ela começou seu trabalho religioso.