Consórcio e Estre assinam para destinação de resíduos sólidos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/09/2019 às 23:10:00

 

Foi assinado ontem, no Fórum da cidade de Propriá, o contrato de prestação de serviços entre o Consórcio de Saneamento Básico do Baixo São Francisco Sergipano (CONBASF) e a Estre Ambiental. O objeto do contrato é garantir a destinação final de resíduos sólidos em aterro sanitário, localizado no município de Rosário do Catete. O convênio tem sua abrangência estendida aos 28 municípios consorciados, através de aditivos específicos e incorporados como parte integrante ao contrato.
Participaram da solenidade o promotor de Justiça Nilzir Vieira, o diretor geral do CONBASF, prefeito de Propriá, Iokanaan Santana, o superintendente do Consórcio, Mário Albuquerque, o superintendente da SEDURBS/SE, Ailton Rocha, diretores da Estre, Breno Caleiro Palma e Alan Lima, prefeitos, secretários municipais de Meio Ambiente e vereadores da região.
Segundo Mário Albuquerque, o contrato possibilita aos municípios consorciados que destinem, de forma correta, seus resíduos sólidos, com valores economicamente viáveis e possíveis, somente porque serão compartilhados com outras prefeituras. A previsão do CONBASF é que em um prazo de até dois anos estejam funcionando dois aterros sanitários próprios, em Canindé de São Francisco e Japaratuba, garantindo uma solução pública definitiva para as cidades.
"Enquanto estivermos com a Estre, teremos uma opção de destinação que se tornou economicamente viável e iremos apressar os municípios que ainda não implantaram a coleta seletiva, a fazerem. Paralelamente, estamos em pleno andamento da implantação de duas centrais de compostagem e duas unidades de transbordo, sendo uma em Propriá e outra em Capela, para facilitar o transporte do rejeito de resíduos sólidos até o aterro da Estre em Rosário do Catete", informa o superintendente do CONBASF.
Breno Caleiro Palma explicou que o contrato garante, além da destinação correta dos resíduos, condições especiais para os municípios em medidas que auxiliem na educação ambiental, troca de conhecimentos, de material, ações de reciclagem, apoio às cooperativas, projetos e suporte em vários serviços. "É um contrato completo, que garante não só a preservação do meio ambiente, mas uma melhor saúde pública à população beneficiada. Estamos bastante felizes por compartilhar esse contrato com o CONBASF, ressaltando todo o esforço do Consórcio para que ele hoje fosse concretizado", afirmou.
Nilzir Vieira também destacou a atuação do CONBASF na resolução da problemática dos lixões existentes na região. "Temos uma situação bastante séria, não somente em Propriá, mas em toda a região, e a estratégia que fizemos foi acompanhar essa situação junto ao Consórcio, dando um crédito de confiança à sua atuação. E o bom é que estamos tendo retorno dessa confiança que, a partir dessa nova direção, deu um impulso maior às ações para a solução desse grave problema", reforçou o promotor.

Foi assinado ontem, no Fórum da cidade de Propriá, o contrato de prestação de serviços entre o Consórcio de Saneamento Básico do Baixo São Francisco Sergipano (CONBASF) e a Estre Ambiental. O objeto do contrato é garantir a destinação final de resíduos sólidos em aterro sanitário, localizado no município de Rosário do Catete. O convênio tem sua abrangência estendida aos 28 municípios consorciados, através de aditivos específicos e incorporados como parte integrante ao contrato.
Participaram da solenidade o promotor de Justiça Nilzir Vieira, o diretor geral do CONBASF, prefeito de Propriá, Iokanaan Santana, o superintendente do Consórcio, Mário Albuquerque, o superintendente da SEDURBS/SE, Ailton Rocha, diretores da Estre, Breno Caleiro Palma e Alan Lima, prefeitos, secretários municipais de Meio Ambiente e vereadores da região.
Segundo Mário Albuquerque, o contrato possibilita aos municípios consorciados que destinem, de forma correta, seus resíduos sólidos, com valores economicamente viáveis e possíveis, somente porque serão compartilhados com outras prefeituras. A previsão do CONBASF é que em um prazo de até dois anos estejam funcionando dois aterros sanitários próprios, em Canindé de São Francisco e Japaratuba, garantindo uma solução pública definitiva para as cidades.
"Enquanto estivermos com a Estre, teremos uma opção de destinação que se tornou economicamente viável e iremos apressar os municípios que ainda não implantaram a coleta seletiva, a fazerem. Paralelamente, estamos em pleno andamento da implantação de duas centrais de compostagem e duas unidades de transbordo, sendo uma em Propriá e outra em Capela, para facilitar o transporte do rejeito de resíduos sólidos até o aterro da Estre em Rosário do Catete", informa o superintendente do CONBASF.
Breno Caleiro Palma explicou que o contrato garante, além da destinação correta dos resíduos, condições especiais para os municípios em medidas que auxiliem na educação ambiental, troca de conhecimentos, de material, ações de reciclagem, apoio às cooperativas, projetos e suporte em vários serviços. "É um contrato completo, que garante não só a preservação do meio ambiente, mas uma melhor saúde pública à população beneficiada. Estamos bastante felizes por compartilhar esse contrato com o CONBASF, ressaltando todo o esforço do Consórcio para que ele hoje fosse concretizado", afirmou.
Nilzir Vieira também destacou a atuação do CONBASF na resolução da problemática dos lixões existentes na região. "Temos uma situação bastante séria, não somente em Propriá, mas em toda a região, e a estratégia que fizemos foi acompanhar essa situação junto ao Consórcio, dando um crédito de confiança à sua atuação. E o bom é que estamos tendo retorno dessa confiança que, a partir dessa nova direção, deu um impulso maior às ações para a solução desse grave problema", reforçou o promotor.