Núcleo de Produção Digital da Prefeitura celebra 13 anos com programação especial

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 10/09/2019 às 07:48:00

 

Referência no Brasil, o Núcleo de Produção Digital (NPD) Orlando Vieira, da Prefeitura de Aracaju, completa 13 anos de criação neste mês de setembro e, para celebrar a data, uma extensa programação é ofertada ao público, a partir desta terça-feira, dia 10, como o início do "Mês Orlando Vieira" e o lançamento inédito do Edital de Oficinas Audiovisuais nos CEUs (Centros de Artes e Esportes Unificados) dos bairros Olaria e 17 de Março.
Esse edital é mais um investimento da Prefeitura na promoção da autoestima e avanço do perfil sócio econômico da população aracajuana em territórios de alta vulnerabilidade social, por meio da arte e da cultura.  
O NPD, vinculado à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), foi oficialmente implantado por Edvaldo Nogueira - prefeito à época - em 1º de setembro de 2006, sediado ao longo dos sete primeiros anos na rua Lagarto, no Salgado Filho. Durante os 13 anos de funcionamento, o Núcleo foi sempre coordenado por mulheres: Indira Amaral (2006), Gabriela Caldas (2007), Diane Veloso (2008), Paula Gomes (2008), Graziele Ferreira (2009), Rosângela Rocha (2013), Jade Moraes (2014), Carolina Westrup (2017), e, a partir de 2018, Graziele Ferreira reassumiu a coordenação geral. 
Para reafirmar essa trajetória feminina, a programação incluiu o Seminário "Mulhere-SE - Audiovisual Sergipe",  no sábado, dia 14, no Centro Cultural de Aracaju, atividade que integra a parte formativa do Ocupe a Praça Orlando Vieira. O intuito é estabelecer um diálogo a respeito do papel da mulher no cenário audiovisual contemporâneo e contribuir com reflexões sobre os espaços que o gênero feminino tem ocupado na área.
No dia 17, terá início a Oficina de Realização em Cinema, ministrada pelo premiado diretor e diretor de fotografia Anderson Craveiro, cuja primeira aula será aberta a todos os inscritos. Serão ofertadas 25 vagas. Craveiro retorna à Aracaju depois de oito ano. Em 2011, ele coordenou o curso do NPD que gerou o documentário sobre Orlando Vieira, "Rezou à Família e Foi ao Cinema". Esse filme será uma das exibições da noite do Ocupe a Praça de setembro. 

Referência no Brasil, o Núcleo de Produção Digital (NPD) Orlando Vieira, da Prefeitura de Aracaju, completa 13 anos de criação neste mês de setembro e, para celebrar a data, uma extensa programação é ofertada ao público, a partir desta terça-feira, dia 10, como o início do "Mês Orlando Vieira" e o lançamento inédito do Edital de Oficinas Audiovisuais nos CEUs (Centros de Artes e Esportes Unificados) dos bairros Olaria e 17 de Março.
Esse edital é mais um investimento da Prefeitura na promoção da autoestima e avanço do perfil sócio econômico da população aracajuana em territórios de alta vulnerabilidade social, por meio da arte e da cultura.  
O NPD, vinculado à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), foi oficialmente implantado por Edvaldo Nogueira - prefeito à época - em 1º de setembro de 2006, sediado ao longo dos sete primeiros anos na rua Lagarto, no Salgado Filho. Durante os 13 anos de funcionamento, o Núcleo foi sempre coordenado por mulheres: Indira Amaral (2006), Gabriela Caldas (2007), Diane Veloso (2008), Paula Gomes (2008), Graziele Ferreira (2009), Rosângela Rocha (2013), Jade Moraes (2014), Carolina Westrup (2017), e, a partir de 2018, Graziele Ferreira reassumiu a coordenação geral. 
Para reafirmar essa trajetória feminina, a programação incluiu o Seminário "Mulhere-SE - Audiovisual Sergipe",  no sábado, dia 14, no Centro Cultural de Aracaju, atividade que integra a parte formativa do Ocupe a Praça Orlando Vieira. O intuito é estabelecer um diálogo a respeito do papel da mulher no cenário audiovisual contemporâneo e contribuir com reflexões sobre os espaços que o gênero feminino tem ocupado na área.
No dia 17, terá início a Oficina de Realização em Cinema, ministrada pelo premiado diretor e diretor de fotografia Anderson Craveiro, cuja primeira aula será aberta a todos os inscritos. Serão ofertadas 25 vagas. Craveiro retorna à Aracaju depois de oito ano. Em 2011, ele coordenou o curso do NPD que gerou o documentário sobre Orlando Vieira, "Rezou à Família e Foi ao Cinema". Esse filme será uma das exibições da noite do Ocupe a Praça de setembro.