Simone é a nova prefeita de Riachão do Dantas

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A prefeita eleita de Riachão, Simone de Dona Raimunda, é do PCdoB
A prefeita eleita de Riachão, Simone de Dona Raimunda, é do PCdoB

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 03/09/2019 às 08:30:00

 

Milton Alves Júnior
Eleita com 56,67% dos 
votos válidos, a nova 
prefeita de Riachão do Dantas, Simone Andrade Farias Silva, a Simone de Dona Raimunda (PC do B), se prepara para a posse prevista para ocorrer já no próximo dia primeiro de outubro. A comunista venceu o pleito ao conquistar 7.243 votos, enquanto Manuela Costa (PSC), e Pedro da Lagoa (PT), conquistaram 4.678, e 873 votos respectivamente. Passo o curto período de comemorações, a nova prefeita eleita se prepara para apresentar parte do secretariado. O grupo que deve ajudar na condução administrativa da cidade, pelo menos, até 31 de dezembro do ano que vem.
Conforme previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a diplomação da prefeita eleita deve ocorrer até o dia 27 deste mês. Por se tratar de uma eleição suplementar, no ano que vem haverá novo processo eleitoral, assim como ocorre em todos os demais municípios espalhadas pelas 27 unidades federativas do Brasil. A decisão em promover uma nova votação partiu depois que a chapa majoritária, eleita em 2016, formada por Gerana Gomes Costa Silva e Luciano Goes Paul foi indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A suspensão ocorreu em razão dos candidatos terem divulgado na véspera do pleito pesquisa sem registro na Justiça Eleitoral.
Por determinação judicial, o presidente da Câmara de Vereadores do Município, Pedro Santos Oliveira, o Pedro da Lagoa - que disputou a eleição e terminou em terceiro, assumiu o comando da Prefeitura e segue exercendo de forma interina o cargo de prefeito desde o dia 6 de setembro do ano passado. Depois de enfrentar os três dias que antecederam a eleição repleta de troca de farpas e acusações entre eleitores dos três candidatos, a prefeita eleita adotou um tom pacífico e garantiu que o poder executivo municipal estará dedicado a todos os moradores, independentemente da respectiva ideologia partidária.
 "Estou pronta para trabalhar pelo povo de Riachão do Dantas, eu serei prefeita de todos, para trabalhar com transparência e caráter. Sei que o grito está engasgado desde a última eleição, mas peço que vamos comemorar com responsabilidade, não precisamos disseminar o ódio", declarou Simone Farias. Sobre as prioridades a partir de outubro a prefeita eleita enalteceu atenção especial à saúde, educação e agricultura, este último campo apontado por ela como o 'carro chefe da economia local'. "São três áreas importantes no nosso município e vamos nos dedicar para fazermos um bom trabalho nessas áreas." Galego da Samba foi eleito vice-prefeito.
Pleito anterior - Vale recordar que em outubro de 2016 Simone perdeu as eleições por menos de 500 votos, justamente para a então prefeita eleita, Gerana Costa. A ex-prefeito voltou a se envolver em polemica na semana passada. O fato registrado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública mostra que na quinta-feira, 29, Gerana Costa foi acusada por suposto dano causado ao veículo de um eleitor. Conduzida à delegacia a acusada assinou um termo circunstanciado na Polícia Civil.
Segundo o delegado Eduardo Jorge, a ex-prefeita e outras pessoas prestaram depoimento na Delegacia de Polícia em Riachão do Dantas, e devem responder por dano ao patrimônio e outras pessoas por lesões corporais. Esses procedimentos foram encaminhados para a justiça comum, cujos processos estão tramitando no Fórum de Riachão do Dantas.

Milton Alves Júnior

Eleita com 56,67% dos  votos válidos, a nova  prefeita de Riachão do Dantas, Simone Andrade Farias Silva, a Simone de Dona Raimunda (PC do B), se prepara para a posse prevista para ocorrer já no próximo dia primeiro de outubro. A comunista venceu o pleito ao conquistar 7.243 votos, enquanto Manuela Costa (PSC), e Pedro da Lagoa (PT), conquistaram 4.678, e 873 votos respectivamente. Passo o curto período de comemorações, a nova prefeita eleita se prepara para apresentar parte do secretariado. O grupo que deve ajudar na condução administrativa da cidade, pelo menos, até 31 de dezembro do ano que vem.
Conforme previsto pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a diplomação da prefeita eleita deve ocorrer até o dia 27 deste mês. Por se tratar de uma eleição suplementar, no ano que vem haverá novo processo eleitoral, assim como ocorre em todos os demais municípios espalhadas pelas 27 unidades federativas do Brasil. A decisão em promover uma nova votação partiu depois que a chapa majoritária, eleita em 2016, formada por Gerana Gomes Costa Silva e Luciano Goes Paul foi indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A suspensão ocorreu em razão dos candidatos terem divulgado na véspera do pleito pesquisa sem registro na Justiça Eleitoral.
Por determinação judicial, o presidente da Câmara de Vereadores do Município, Pedro Santos Oliveira, o Pedro da Lagoa - que disputou a eleição e terminou em terceiro, assumiu o comando da Prefeitura e segue exercendo de forma interina o cargo de prefeito desde o dia 6 de setembro do ano passado. Depois de enfrentar os três dias que antecederam a eleição repleta de troca de farpas e acusações entre eleitores dos três candidatos, a prefeita eleita adotou um tom pacífico e garantiu que o poder executivo municipal estará dedicado a todos os moradores, independentemente da respectiva ideologia partidária.
 "Estou pronta para trabalhar pelo povo de Riachão do Dantas, eu serei prefeita de todos, para trabalhar com transparência e caráter. Sei que o grito está engasgado desde a última eleição, mas peço que vamos comemorar com responsabilidade, não precisamos disseminar o ódio", declarou Simone Farias. Sobre as prioridades a partir de outubro a prefeita eleita enalteceu atenção especial à saúde, educação e agricultura, este último campo apontado por ela como o 'carro chefe da economia local'. "São três áreas importantes no nosso município e vamos nos dedicar para fazermos um bom trabalho nessas áreas." Galego da Samba foi eleito vice-prefeito.

Pleito anterior - Vale recordar que em outubro de 2016 Simone perdeu as eleições por menos de 500 votos, justamente para a então prefeita eleita, Gerana Costa. A ex-prefeito voltou a se envolver em polemica na semana passada. O fato registrado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública mostra que na quinta-feira, 29, Gerana Costa foi acusada por suposto dano causado ao veículo de um eleitor. Conduzida à delegacia a acusada assinou um termo circunstanciado na Polícia Civil.
Segundo o delegado Eduardo Jorge, a ex-prefeita e outras pessoas prestaram depoimento na Delegacia de Polícia em Riachão do Dantas, e devem responder por dano ao patrimônio e outras pessoas por lesões corporais. Esses procedimentos foram encaminhados para a justiça comum, cujos processos estão tramitando no Fórum de Riachão do Dantas.