Medicamento contra o câncer volta a ser distribuído

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 30/08/2019 às 22:41:00

 

Depois de 20 dias indisponível na farmácia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), na manhã de ontem a Secretaria de Estado da Saúde informou que doses do medicamento Navelbine 30mg, utilizado para o tratamento do câncer de mama em estágio avançado, voltaram a estar disponível aos usuários do Sistema Único de Saúde cadastrados. Na última terça-feira, 27, o Governo do Estado foi alvo de críticas pela ausência do produto em Sergipe. Por nota a SES informou que havia um planejamento de estoque de acordo com um quantitativo de usuários, mas neste mês de agosto registrou um aumento em 10 vezes a mais se comparado aos meses anteriores.
Ao mesmo tempo em que anunciou a entrega dos medicamentos, a pasta responsável por administrar paralelamente o maior hospital público do estado informou que todos os pacientes podem se direcionar a farmácia do Huse e reivindicar a entrega para que possam seguir com o tratamento especializado. O movimento Mulheres de Peito garantiu que segue acompanhando o desenrolar das ações administrativas e operacionais da unidade hospitalar, bem como provocando o Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria de Direito à Saúde, a fim de evitar a recorrência dos fatos.
 "É triste perceber que um problema grave como esse, que tanto interfere na sequência de tratamento dos pacientes com câncer, volta a acontecer em Sergipe. É uma nítida falta de respeito e comprometimento com a vida das pessoas. Muitas vidas foram perdidas por situações como essas, só sabe mesmo o que é sofrimento quem passa ou o familiar que acompanha a luta contra a doença. Esperamos que o MPE e todos os demais órgãos de fiscalização estejam atentos a isso, e nos ajudem a evitar que o caso se repita", criticou a representante do movimento Mulheres de Peito, Sheyla Galba.
Ao JORNAL DO DIA, no início desta semana a SES reconheceu que neste mês de agosto também foi registrado um aumento fora do comum pelo medicamento Navelbine de 20mg, mas a situação foi normalizada. O produto foi entregue pela transportadora na tarde da última segunda-feira, 26, e o departamento de Farmácia Oncológica do Huse segue encarregada de realizar a distribuição junto aos beneficiários. (Milton Alves Júnior)

Depois de 20 dias indisponível na farmácia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), na manhã de ontem a Secretaria de Estado da Saúde informou que doses do medicamento Navelbine 30mg, utilizado para o tratamento do câncer de mama em estágio avançado, voltaram a estar disponível aos usuários do Sistema Único de Saúde cadastrados. Na última terça-feira, 27, o Governo do Estado foi alvo de críticas pela ausência do produto em Sergipe. Por nota a SES informou que havia um planejamento de estoque de acordo com um quantitativo de usuários, mas neste mês de agosto registrou um aumento em 10 vezes a mais se comparado aos meses anteriores.
Ao mesmo tempo em que anunciou a entrega dos medicamentos, a pasta responsável por administrar paralelamente o maior hospital público do estado informou que todos os pacientes podem se direcionar a farmácia do Huse e reivindicar a entrega para que possam seguir com o tratamento especializado. O movimento Mulheres de Peito garantiu que segue acompanhando o desenrolar das ações administrativas e operacionais da unidade hospitalar, bem como provocando o Ministério Público Estadual (MPE), por meio da Promotoria de Direito à Saúde, a fim de evitar a recorrência dos fatos.
 "É triste perceber que um problema grave como esse, que tanto interfere na sequência de tratamento dos pacientes com câncer, volta a acontecer em Sergipe. É uma nítida falta de respeito e comprometimento com a vida das pessoas. Muitas vidas foram perdidas por situações como essas, só sabe mesmo o que é sofrimento quem passa ou o familiar que acompanha a luta contra a doença. Esperamos que o MPE e todos os demais órgãos de fiscalização estejam atentos a isso, e nos ajudem a evitar que o caso se repita", criticou a representante do movimento Mulheres de Peito, Sheyla Galba.
Ao JORNAL DO DIA, no início desta semana a SES reconheceu que neste mês de agosto também foi registrado um aumento fora do comum pelo medicamento Navelbine de 20mg, mas a situação foi normalizada. O produto foi entregue pela transportadora na tarde da última segunda-feira, 26, e o departamento de Farmácia Oncológica do Huse segue encarregada de realizar a distribuição junto aos beneficiários. (Milton Alves Júnior)