Governo destina alimentos e itens de higiene pessoal a instituições beneficentes

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
DOAÇÕES FORAM FEITAS PELA POPULAÇÃO NO PERÍODO DAS CHUVAS
DOAÇÕES FORAM FEITAS PELA POPULAÇÃO NO PERÍODO DAS CHUVAS

Equipes distribuem as doações com instituições assistenciais
Equipes distribuem as doações com instituições assistenciais

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 29/08/2019 às 22:38:00

 

A solidariedade da população sergipana, comovida com a situação dos moradores dos municípios mais atingidos pelas chuvas do último mês de julho, se manifestou em forma de doações. A secretaria de Estado da Inclusão Social (Seit) e o seu departamento de Proteção e Defesa Civil receberam uma quantidade significativa de itens diversos e destinaram, à época, às localidades mais afetadas. Passada a crise principal, o material ainda disponível está sendo doado a entidades filantrópicas com atuação e necessidade comprovadas.
De acordo com a diretora de Assistência Social da Seit, Inácia Brito, todas as doações foram realizadas para instituições cadastradas e vinculadas aos Conselhos Municipais da Assistência Social, e da Criança e do Adolescente. "São instituições que desenvolvem trabalhos nesses municípios atendendo a população vulnerável. Recebemos bastante material no período das chuvas e, após atender os municípios mais necessitados, entendemos que precisávamos fazer chegar a quem mais necessita. Então entramos em contato com os representantes das instituições para fazer as entregas", explicou.
Instituições não governamentais que atendem pessoas idosas, crianças e adolescentes, e pessoas em situação de rua receberam, então, alimentos e itens de higiene pessoal. Ao todo, 32 entidades de 13 municípios receberam 132 kg de arroz, 102 kg de feijão, 72 kg de macarrão, 102 kg de açúcar, 42 l de óleo de soja, 75 pacotes de leite em pó, 27 kg de farinha de mandioca, 150 pacotes de biscoito, 121 fardos de café Maratá, 965 fardos e 249 pacotes de 200g de massa de milho Maratá, e 1.600 garrafas de 1,5 l de água mineral. Entre os itens de higiene pessoal, foram entregues 204 sabonetes, 168 unidades de creme dental, 108 escovas de dente, 36 shampoos; 802 pacotes de fraldas descartáveis infantis e 2 fardos de fraldas geriátricas.
O Asilo Santo Antonio, localizado no município de Lagarto, foi uma das entidades contempladas.  Bruna Machado, representante da entidade, destacou a importância da doação para os assistidos da instituição. "Essa ajuda é muito importante, já que a única renda que temos são as aposentadorias dos idosos para manter o asilo com alimentação, fraldas e o restante de materiais necessários. Então, essa doação é uma grande ajuda que dará para suprir nossas necessidades por bastante tempo", disse. 
Outra instituição contemplada foi o Lar São Francisco de Assis, localizado em Boquim, que também atende pessoas idosas. "Essa ajuda é muito importante porque não estamos recebendo recursos. As pessoas acham que os idosos, por serem aposentados, conseguem sobreviver, mas nós - que estamos de perto - sabemos que a realidade não é essa", relatou o representante da instituição, Lourival Santos Andrade.

A solidariedade da população sergipana, comovida com a situação dos moradores dos municípios mais atingidos pelas chuvas do último mês de julho, se manifestou em forma de doações. A secretaria de Estado da Inclusão Social (Seit) e o seu departamento de Proteção e Defesa Civil receberam uma quantidade significativa de itens diversos e destinaram, à época, às localidades mais afetadas. Passada a crise principal, o material ainda disponível está sendo doado a entidades filantrópicas com atuação e necessidade comprovadas.
De acordo com a diretora de Assistência Social da Seit, Inácia Brito, todas as doações foram realizadas para instituições cadastradas e vinculadas aos Conselhos Municipais da Assistência Social, e da Criança e do Adolescente. "São instituições que desenvolvem trabalhos nesses municípios atendendo a população vulnerável. Recebemos bastante material no período das chuvas e, após atender os municípios mais necessitados, entendemos que precisávamos fazer chegar a quem mais necessita. Então entramos em contato com os representantes das instituições para fazer as entregas", explicou.
Instituições não governamentais que atendem pessoas idosas, crianças e adolescentes, e pessoas em situação de rua receberam, então, alimentos e itens de higiene pessoal. Ao todo, 32 entidades de 13 municípios receberam 132 kg de arroz, 102 kg de feijão, 72 kg de macarrão, 102 kg de açúcar, 42 l de óleo de soja, 75 pacotes de leite em pó, 27 kg de farinha de mandioca, 150 pacotes de biscoito, 121 fardos de café Maratá, 965 fardos e 249 pacotes de 200g de massa de milho Maratá, e 1.600 garrafas de 1,5 l de água mineral. Entre os itens de higiene pessoal, foram entregues 204 sabonetes, 168 unidades de creme dental, 108 escovas de dente, 36 shampoos; 802 pacotes de fraldas descartáveis infantis e 2 fardos de fraldas geriátricas.
O Asilo Santo Antonio, localizado no município de Lagarto, foi uma das entidades contempladas.  Bruna Machado, representante da entidade, destacou a importância da doação para os assistidos da instituição. "Essa ajuda é muito importante, já que a única renda que temos são as aposentadorias dos idosos para manter o asilo com alimentação, fraldas e o restante de materiais necessários. Então, essa doação é uma grande ajuda que dará para suprir nossas necessidades por bastante tempo", disse. 
Outra instituição contemplada foi o Lar São Francisco de Assis, localizado em Boquim, que também atende pessoas idosas. "Essa ajuda é muito importante porque não estamos recebendo recursos. As pessoas acham que os idosos, por serem aposentados, conseguem sobreviver, mas nós - que estamos de perto - sabemos que a realidade não é essa", relatou o representante da instituição, Lourival Santos Andrade.