Trio suspeito por roubos de motos é preso na capital

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 15/08/2019 às 22:39:00

 

A Divisão de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), da Polícia Civil fez uma operação na manhã de ontem para prender um grupo responsável por vários roubos de motocicletas na capital. Três mandados de prisão decretados pela Justiça foram cumpridos contra os suspeitos Carlos Augusto Silva de Oliveira; Matheus Conceição Dantas, o "Bob"; e Gabriel Campos da Silva, que são acusados de terem cometidos os roubos de motos. Um dos acusados, Carlos Augusto, foi preso em uma casa no bairro Coroa do Meio (zona sul).
De acordo com as investigações, os suspeitos agiam em duas motocicletas e abordavam as vítimas no meio da rua para pegar as motos, em geral armados e com muita violência. Segundo o delegado Hugo Leonardo Melo, as investigações começaram em 8 de maio, depois de um assalto contra duas mulheres em Nossa Senhora do Socorro. "Eles chegaram ao local em duas motos, uma XRE 300 vermelha e uma CG 150 preta, e fecharam duas mulheres que chegavam em casa numa Biz, no conjunto São Braz. Eles derrubaram as duas no chão e pegaram a moto. Sempre agiam de maneira bastante rápida, ágil e violenta", disse Hugo.
O grupo foi identificado através de imagens de câmeras de segurança. Elas mostraram que um dos envolvidos tinha uma tatuagem nas pernas. O delegado revelou que, no meio das investigações, os três foram presos pela Polícia Militar, mas acabaram soltos após uma audiência de custódia. As informações foram cruzadas e os três suspeitos foram reconhecidos por algumas vítimas, que procuraram a DRFV a partir da divulgação das imagens. 
Três casos de assaltos cometidos pelo trio foram confirmados, mas outras vítimas podem ser identificadas. A orientação é de que elas procurem a delegacia mais próxima para registrar o boletim de ocorrência. "É muito importante que as pessoas roubadas com XRE 300 vermelha e uma CG 150 preta, caso os reconheçam, possam vir à delegacia. A gente vai manter em sigilo o seu depoimento e vamos tentar rastrear esses bens que eles levaram para saber para quem eles venderam", finaliza Hugo, confirmando que possíveis receptadores das motos e das peças roubadas estão sendo igualmente investigados e também vão responder pelos crimes.
A operação do DRFV teve o apoio do Departamento de Narcóticos (Denarc) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core). Durante as buscas, os policiais prenderam em flagrante a mãe de Matheus, Cristiane da Conceição Dantas, que estava com pedras de crack dentro da residência e, segundo o delegado responsável, já era investigada por tráfico de drogas. Ela foi levada à Central de Flagrantes e autuada. (Gabriel Damásio)

A Divisão de Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), da Polícia Civil fez uma operação na manhã de ontem para prender um grupo responsável por vários roubos de motocicletas na capital. Três mandados de prisão decretados pela Justiça foram cumpridos contra os suspeitos Carlos Augusto Silva de Oliveira; Matheus Conceição Dantas, o "Bob"; e Gabriel Campos da Silva, que são acusados de terem cometidos os roubos de motos. Um dos acusados, Carlos Augusto, foi preso em uma casa no bairro Coroa do Meio (zona sul).
De acordo com as investigações, os suspeitos agiam em duas motocicletas e abordavam as vítimas no meio da rua para pegar as motos, em geral armados e com muita violência. Segundo o delegado Hugo Leonardo Melo, as investigações começaram em 8 de maio, depois de um assalto contra duas mulheres em Nossa Senhora do Socorro. "Eles chegaram ao local em duas motos, uma XRE 300 vermelha e uma CG 150 preta, e fecharam duas mulheres que chegavam em casa numa Biz, no conjunto São Braz. Eles derrubaram as duas no chão e pegaram a moto. Sempre agiam de maneira bastante rápida, ágil e violenta", disse Hugo.
O grupo foi identificado através de imagens de câmeras de segurança. Elas mostraram que um dos envolvidos tinha uma tatuagem nas pernas. O delegado revelou que, no meio das investigações, os três foram presos pela Polícia Militar, mas acabaram soltos após uma audiência de custódia. As informações foram cruzadas e os três suspeitos foram reconhecidos por algumas vítimas, que procuraram a DRFV a partir da divulgação das imagens. 
Três casos de assaltos cometidos pelo trio foram confirmados, mas outras vítimas podem ser identificadas. A orientação é de que elas procurem a delegacia mais próxima para registrar o boletim de ocorrência. "É muito importante que as pessoas roubadas com XRE 300 vermelha e uma CG 150 preta, caso os reconheçam, possam vir à delegacia. A gente vai manter em sigilo o seu depoimento e vamos tentar rastrear esses bens que eles levaram para saber para quem eles venderam", finaliza Hugo, confirmando que possíveis receptadores das motos e das peças roubadas estão sendo igualmente investigados e também vão responder pelos crimes.
A operação do DRFV teve o apoio do Departamento de Narcóticos (Denarc) e da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core). Durante as buscas, os policiais prenderam em flagrante a mãe de Matheus, Cristiane da Conceição Dantas, que estava com pedras de crack dentro da residência e, segundo o delegado responsável, já era investigada por tráfico de drogas. Ela foi levada à Central de Flagrantes e autuada. (Gabriel Damásio)