Alfinetando o PP

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O prefeito de Miami, o republicano Francis Xavier Suarez, estará em Sergipe amanhã para conhecer as instalações da Usina Termelétrica Porto de Sergipe (UTE), na Barra dos Coqueiros. Ele chegou ao Brasil na segunda-feira passada. Em São Paulo se reuniu já
O prefeito de Miami, o republicano Francis Xavier Suarez, estará em Sergipe amanhã para conhecer as instalações da Usina Termelétrica Porto de Sergipe (UTE), na Barra dos Coqueiros. Ele chegou ao Brasil na segunda-feira passada. Em São Paulo se reuniu já

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 14/08/2019 às 23:07:00

 

O PP do deputado federal Laércio Oliveira 
e o PT do senador Rogério Carvalho es
tão na base aliada do governo Belivaldo Chagas (PSD), mas não têm uma boa relação política pela afinidade do parlamentar empresário com o governo Jair Bolsonaro (PSL) e pelas suas posições no mandato anterior, quando, inclusive, foi o relator da proposta da terceirização.
Recentemente o presidente do PT em Aracaju, Jeferson Lima, declarou que não existe aliança pelo "Lula Livre e contra Bolsonaro" com a presença de Laércio Oliveira e vários outros políticos que não tem compromisso com a classe trabalhadora, com o campo de esquerda e com o projeto.
"O compromisso dele é com o grupo de Bolsonaro e sua turma que estão destruindo o nosso país. O compromisso do PT é com a garantia da aposentadoria do povo brasileiro, na defesa do MEC e da educação pública", chegou a declarar o petista.
Em outro momento, em maio deste ano, o presidente do PT em Aracaju declarou à coluna que o partido não pode apoiar um possível projeto de reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) em 2020, caso  o deputado esteja no palanque, já que também é aliado do prefeito e integra sua administração.
Laércio reagiu dizendo que para ser coerente o PT precisava entregar os cargos comissionados que ocupa na Prefeitura de Aracaju, uma vez que fala na possibilidade de candidatura própria em 2020. "Mas isso não vai acontecer nunca. O PT, na sua natureza, se acostumou a viver pendurado em cargos", chegou a declarar o parlamentar, enfatizando que quem não quer aliança onde ele estiver que entregue os cargos.
Ontem, à coluna, Jeferson reagiu à denúncia de que dois vereadores do interior, no exercício do mandato, tinham sido nomeados para cargos na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que é uma indicação política do PP de Laércio.
"Essa atitude demonstra que quem vive pendurado em cargos é Laércio e não o PT, como afirmou recentemente. O deputado tem cargos na Prefeitura de Aracaju, no Governo do Estado e no Governo Federal. O PT jamais faria uma contratação pública vergonhosa, antiética em nomear dois vereadores do interior e com mandatos, em cargos fantasmas em Aracaju", disse.
Questiona ainda "É essa a nova política que Laércio Oliveira defende para Sergipe?".
Uma coisa é certa: a sociedade não aceita mais que pessoas ganhem sem trabalhar somente por interesse político de alguns grupos. Isso faz parte da velha política que precisa ser sepultada de vez.
O prefeito Edvaldo foi muito feliz em determinar a exoneração imediata dos dois vereadores que eram fantasmas na Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

O PP do deputado federal Laércio Oliveira  e o PT do senador Rogério Carvalho es tão na base aliada do governo Belivaldo Chagas (PSD), mas não têm uma boa relação política pela afinidade do parlamentar empresário com o governo Jair Bolsonaro (PSL) e pelas suas posições no mandato anterior, quando, inclusive, foi o relator da proposta da terceirização.
Recentemente o presidente do PT em Aracaju, Jeferson Lima, declarou que não existe aliança pelo "Lula Livre e contra Bolsonaro" com a presença de Laércio Oliveira e vários outros políticos que não tem compromisso com a classe trabalhadora, com o campo de esquerda e com o projeto.
"O compromisso dele é com o grupo de Bolsonaro e sua turma que estão destruindo o nosso país. O compromisso do PT é com a garantia da aposentadoria do povo brasileiro, na defesa do MEC e da educação pública", chegou a declarar o petista.
Em outro momento, em maio deste ano, o presidente do PT em Aracaju declarou à coluna que o partido não pode apoiar um possível projeto de reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PC do B) em 2020, caso  o deputado esteja no palanque, já que também é aliado do prefeito e integra sua administração.
Laércio reagiu dizendo que para ser coerente o PT precisava entregar os cargos comissionados que ocupa na Prefeitura de Aracaju, uma vez que fala na possibilidade de candidatura própria em 2020. "Mas isso não vai acontecer nunca. O PT, na sua natureza, se acostumou a viver pendurado em cargos", chegou a declarar o parlamentar, enfatizando que quem não quer aliança onde ele estiver que entregue os cargos.
Ontem, à coluna, Jeferson reagiu à denúncia de que dois vereadores do interior, no exercício do mandato, tinham sido nomeados para cargos na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que é uma indicação política do PP de Laércio.
"Essa atitude demonstra que quem vive pendurado em cargos é Laércio e não o PT, como afirmou recentemente. O deputado tem cargos na Prefeitura de Aracaju, no Governo do Estado e no Governo Federal. O PT jamais faria uma contratação pública vergonhosa, antiética em nomear dois vereadores do interior e com mandatos, em cargos fantasmas em Aracaju", disse.
Questiona ainda "É essa a nova política que Laércio Oliveira defende para Sergipe?".
Uma coisa é certa: a sociedade não aceita mais que pessoas ganhem sem trabalhar somente por interesse político de alguns grupos. Isso faz parte da velha política que precisa ser sepultada de vez.
O prefeito Edvaldo foi muito feliz em determinar a exoneração imediata dos dois vereadores que eram fantasmas na Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

Penhora 1

O presidente do PT em Aracaju, Jeferson Lima, já dá como liquidada a penhora da sede do partido na Av. Gonçalo Rollemberg para pagamento de dívidas de campanha de Rogério Carvalho ao Senado, em 2014, contraídas junto a Nordeste Comunicação Visual LTDA - ME. Revela que a legenda já está em uma nova sede alugada.

Penhora 2

Segundo Jeferson, em 2014 Rogério Carvalho era o presidente do PT e o partido concordou que a dívida de campanha seria de responsabilidade da legenda. "A legislação eleitoral permite que a dívida firmada passe a ser do partido", explica.

Foco eminvestimento 1

Nesta semana, a agenda do governador Belivaldo Chagas (PSD) foi voltada para a busca de investimentos para Sergipe. Na terça-feira, esteve no Rio de Janeiro com o executivo Maurício Bhar, diretor presidente no Brasil da empresa franco-belga Engie, discutindo investimentos em infraestrutura para transporte de gás em Sergipe. 

Foco em investimento 2

Ontem o governador foi a Recife para visita oficial ao consulado chinês, onde foi recebido pela Cônsul-Geral Yan Yuqing e assessores. Na pauta, a prospecção de investimentos da China em Sergipe, com foco principal na área do gás e energias renováveis.  Em Pernambuco ele ainda esteve na Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), dialogando sobre questões relacionadas à liberação de terrenos da estatal de energia em Canindé de São Francisco visando a implantação de empreendimentos turísticos.

Foco eminvestimento 3

Amanhã Belivaldo receberá a visita do prefeito de Miami (EUA), Francis Xavier Suarez, que virá a Aracaju para conhecer as instalações da Usina Termelétrica Porto de Sergipe (UTE), que está em fase final de construção na Barra dos Coqueiros.  Na oportunidade, vai estreitar conversa com o prefeito na área de turismo, já que Miami é o terceiro principal destino turístico dos brasileiros nos EUA, depois de Orlando e Nova York.

Não tem garantia da União 1

Belivaldo tem mesmo que correr atrás de investimentos, pois a situação financeira do estado não é das melhores e ainda tem o agravante do déficit da previdência. Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional, apenas 10 estados da federação têm situação fiscal que permite contrair empréstimos com a garantia da União. São eles: Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná e São Paulo.  Por ter nota C, Sergipe está de fora, assim como mais 16 estados com nota C e D. 

Não tem garantia da União 2

Dos 27 estados, somente o Espírito Santo tem nota A. Estão com nota B: Acre, Alagoas, Amazonas, Ceará, Pará, Paraíba, Piauí, Paraná e São Paulo. Com nota C: Sergipe, Rondônia, Amapá, Bahia, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima, Santa Catarina, Tocantins e o Distrito Federal. Com a pior nota, a D, estão Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro.

O que precisa

Para ter acesso ao empréstimo, os estados precisam ter nota A ou B na capacidade de pagamento. A análise dessa capacidade apura a situação fiscal dos estados, com base na relação entre receitas e despesas e a situação de caixa. O objetivo é apurar se um novo endividamento representa risco de crédito para o Tesouro Nacional.

No TRE 1

A partir de hoje o Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe julgará ações contra alguns candidatos nas eleições 2016 e 2018 movidas pelo Ministério Público Eleitoral, coligações e até candidatos. Julgará ainda prestação de contas. Na pauta desta quinta-feira serão julgados em dois processos movidos pela PRE (Procuradoria Regional Eleitoral) por abuso de poder político e conduta vedada nas eleições 2018 o deputado estadual Talysson Costa (PR) e o seu pai, o prefeito Valmir de Francisquinho (PR-Itabaiana).

No TRE 2

Na próxima segunda-feira, 19, estará na pauta do TRE o julgamento de dois processos de abuso de poder econômico no pleito de 2018 contra o governador Belivaldo Chagas (PSD) e a vice Eliane Aquino (PT). Uma ação foi movida pela coligação do então candidato a governador Valadares Filho (PSB) e a outra pela PRE.   

No TRE 3

Já na terça-feira, 20, será julgada representação contra o deputado estadual Ibrain Monteiro (PSC) por abuso de poder nas eleições 2018, movida pela PRE. Assim como a prestação de contas da vereadora Emília Correa (Patriota-Aracaju) da sua candidatura a deputada federal em 2018 e prestação de contas do fundo partidário do PR em 2016, apresentada por Edivan Amorim. No dia 27, haverá julgamento de representação contra o prefeito Cristiano Cavalcante (PSC-Itabaiana) por abuso de poder econômico e conduta vedada, em ação movida pelo MPE em 2016. 

Liberdade Econômica 1

A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira o texto-base da MP da Liberdade Econômica, que é chamada pela oposição de minirreforma trabalhista e que teve como ponto mais questionado pelos deputados a liberação dos trabalhos aos domingos e feriado. Votaram a favor da MP cinco deputados federais de Sergipe: Bosco Costa (PL), F ábio Henrique (PDT), Gustinho Ribeiro (SD), Laércio Oliveira (PP) e Valdevan Noventa (PSC). João Daniel (PT) foi o único voto contrário. Não votaram Fábio Reis (MDB) e Fábio Mitidieri (PSD).

Liberdade Econômica 2

Para o jurista Gustavo Ramos, a liberdade econômica proposta na MP "pode resultar na intensificação da exploração dos que vivem do trabalho, com a eliminação de fatores importantes de controle social sobre a atividade econômica e, consequentemente, o abandono daqueles que são os objetivos fundamentais da Rep&u acute;blica brasileira: a construção de uma sociedade livre, justa e solidária, a garantia do desenvolvimento nacional, a erradicação da pobreza e da marginalização, a redução das desigualdades sociais e regionais, e a promoção do bem de todos".

Veja essa ...

Do deputado estadual Francisco Gualberto (PT) ao criticar a MP da Liberdade Econômica por achar que retira direito dos trabalhadores brasileiros: "Um item dessa MP oficializa o trabalho aos domingos e de forma mais agressiva ainda. Diz que o trabalhador, ao trabalhar sete domingos consecutivos, no oitavo ele terá que ter folga. Parece algo do período medieval, algo que não cabe mais na sociedade atual. Mas está lá. É uma ação do governo da 'gaiola dos loucos' que vai levar este país ao fundo do poço. Em todos os aspectos". 

Curtas

Chegou ontem à noite em Sergipe o presidente da Celse, Pedro Litsek. Inspecionará à tarde a conclusão das obras de reforma do Teatro Tobias Barreto, que está sendo feita pela empresa responsável pela implantação do Complexo Termoelétrico Porto de Sergipe I.

Em maio de 2018 a Celse assumiu compromisso com o governo estadual para reforma do Teatro Tobias Barreto, assim como do complexo da Biblioteca Pública Epifânio Dória e do Arquivo Público de Sergipe. Já concluiu a reforma do arquivo e da biblioteca.

O presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, participará da Conferência do Jovem Advogado, que acontece hoje e amanhã em Aracaju, na CAASE. A solenidade de abertura será às 19h, com a conferência "Sucesso com Direito", a ser ministrada por Paulo Nicholas.

O vereador Lucas Aribé (PSB) assumiu recentemente a liderança da oposição e em entrevista ontem deu a entender que isso tá incomodando o líder da situação, Vinícius Porto (DEM), já que criticou a mudança. "Ele não tem moral para falar da oposição. Vinícius deveria se preocupar com o mandato dele", afirmou.