Fiscal da Sefaz se envolve em briga com caminhoneiro

Cidades

 

Um fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) foi acusado de agredir um caminhoneiro que filmava a abordagem de fiscalização. O episódio aconteceu nesta terça-feira, em um posto fiscal do órgão na BR-101, em Estância (Sul). As imagens divulgadas nas redes sociais mostram o momento em que o auditor discute com o motorista, que conduzia um caminhão-baú, e dá um tapa na mão dele, derrubando o telefone celular. A gravação, de pouco mais de um minuto, mostra o momento em que o motorista discute com o fiscal e leva o tapa. 
"Olha, estou parado aqui na barreira fiscal. O cara quer abrir meu baú sem ter competência. Me desculpem, vocês que estão aqui. É falta de educação. E ele acabou de me dar um tapa e jogar o meu telefone no chão. E me xingou de filho da p...! Abuso de autoridade! Esse senhor que se diz funcionário público", bradava o caminhoneiro, questionando a atitude do fiscal e dizendo que ele agiu com abuso de autoridade. Já o auditor reagia com irritação. "Você quer vir aqui me filmar, rapaz? Estou fazendo o meu trabalho!", respondia ele. Policiais militares da Companhia de Polícia Fazendária (CPFaz) acompanharam a abordagem e precisaram intervir para conter o tumulto.
O Sindicato dos Auditores Fiscais de Sergipe (Sindifisco) emitiu uma nota de esclarecimento, afirmando que as imagens do vídeo "não refletem a íntegra dos fatos ocorridos" e que, na verdade, houve uma atitude agressiva por parte do caminhoneiro. "No uso de suas atribuições legais, o auditor fiscal solicitou ao condutor do caminhão a abertura da carga, para a rotineira conferência. Além de desobedecer de forma veemente a ordem fazendária, o condutor fez ameaças verbais explícitas ao auditor fiscal e depois decidiu filmá-lo. O vídeo não mostra justamente a conduta do caminhoneiro referido que tentou impedir o trabalho das autoridades fiscais (auditores e policiamento fazendário). As imagens do vídeo disseminado trazem apenas o momento em que o próprio caminhoneiro decide filmar o auditor. O servidor público reagiu tentando arrebatar o celular, como forma interromper a gravação", diz o sindicato. 
Em nota, a Sefaz informou que, "diante das evidências dos fatos denunciados", decidiu afastar o auditor fiscal e abrir um procedimento na Corregedoria Fazendária, para investigar a denúncia e adotar as medidas que forem necessários em caso de comprovação. O órgão disse ainda que "o fato ocorrido não reflete os princípios, valores e normas que regulam o desempenho da função pública fazendária". O Sindifisco criticou a nota da Secretaria, afirmando que ela "deixa transparecer à sociedade que já houve julgamento e condenação do auditor envolvido nesse episódio". (Gabriel Damásio)

Um fiscal da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) foi acusado de agredir um caminhoneiro que filmava a abordagem de fiscalização. O episódio aconteceu nesta terça-feira, em um posto fiscal do órgão na BR-101, em Estância (Sul). As imagens divulgadas nas redes sociais mostram o momento em que o auditor discute com o motorista, que conduzia um caminhão-baú, e dá um tapa na mão dele, derrubando o telefone celular. A gravação, de pouco mais de um minuto, mostra o momento em que o motorista discute com o fiscal e leva o tapa. 
"Olha, estou parado aqui na barreira fiscal. O cara quer abrir meu baú sem ter competência. Me desculpem, vocês que estão aqui. É falta de educação. E ele acabou de me dar um tapa e jogar o meu telefone no chão. E me xingou de filho da p...! Abuso de autoridade! Esse senhor que se diz funcionário público", bradava o caminhoneiro, questionando a atitude do fiscal e dizendo que ele agiu com abuso de autoridade. Já o auditor reagia com irritação. "Você quer vir aqui me filmar, rapaz? Estou fazendo o meu trabalho!", respondia ele. Policiais militares da Companhia de Polícia Fazendária (CPFaz) acompanharam a abordagem e precisaram intervir para conter o tumulto.
O Sindicato dos Auditores Fiscais de Sergipe (Sindifisco) emitiu uma nota de esclarecimento, afirmando que as imagens do vídeo "não refletem a íntegra dos fatos ocorridos" e que, na verdade, houve uma atitude agressiva por parte do caminhoneiro. "No uso de suas atribuições legais, o auditor fiscal solicitou ao condutor do caminhão a abertura da carga, para a rotineira conferência. Além de desobedecer de forma veemente a ordem fazendária, o condutor fez ameaças verbais explícitas ao auditor fiscal e depois decidiu filmá-lo. O vídeo não mostra justamente a conduta do caminhoneiro referido que tentou impedir o trabalho das autoridades fiscais (auditores e policiamento fazendário). As imagens do vídeo disseminado trazem apenas o momento em que o próprio caminhoneiro decide filmar o auditor. O servidor público reagiu tentando arrebatar o celular, como forma interromper a gravação", diz o sindicato. 
Em nota, a Sefaz informou que, "diante das evidências dos fatos denunciados", decidiu afastar o auditor fiscal e abrir um procedimento na Corregedoria Fazendária, para investigar a denúncia e adotar as medidas que forem necessários em caso de comprovação. O órgão disse ainda que "o fato ocorrido não reflete os princípios, valores e normas que regulam o desempenho da função pública fazendária". O Sindifisco criticou a nota da Secretaria, afirmando que ela "deixa transparecer à sociedade que já houve julgamento e condenação do auditor envolvido nesse episódio". (Gabriel Damásio)


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS