Prefeitura de Lagarto é primeira e única do interior do estado a emitir licenças ambientais ordinárias

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
A prefeita Hilda Ribeiro assina o documento na sede da Adema
A prefeita Hilda Ribeiro assina o documento na sede da Adema

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/08/2019 às 22:56:00

 

A prefeita Hilda Ribeiro assinou com Gilvan Dias, diretor-presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), o Convênio para Descentralização de Competência de Procedimentos de Licenciamento Ambiental, ou seja, a partir de agora, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) passa a emitir as licenças, tornando Lagarto o primeiro e único município do interior do estado com essa permissão.
As licenças são de: atividades imobiliárias, construção civil, comércio e serviços, infraestrutura urbanística/paisagística, obras hídricas e saneamento básico com Potencial Poluidor-Degradador (PPD) Baixo e Médio. "Lagarto ganha muito porque desenvolve autonomia, acelerando os prazos para as emissões, encurtando o caminho até o empreendedor Lagartense. Agora, os empreendedores não precisam se deslocar até Aracaju, irão fazer isso conosco. Menos custos e burocracia para eles", afirmou Hilda Ribeiro.
O secretário de Meio Ambiente de Lagarto, Aloísio Andrade, junto com o Diretor de Licenciamento Ambiental, Allan Fontes, também participaram da assinatura e destacaram que o município foi capacitado pelo Diretor Técnico da Adema, Romeu Boto, e seus técnicos. Durante o período de abril a junho, os técnicos da pasta foram qualificados para trabalhar com os procedimentos de Licenciamento Ambiental Ordinário.

A prefeita Hilda Ribeiro assinou com Gilvan Dias, diretor-presidente da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema), o Convênio para Descentralização de Competência de Procedimentos de Licenciamento Ambiental, ou seja, a partir de agora, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) passa a emitir as licenças, tornando Lagarto o primeiro e único município do interior do estado com essa permissão.
As licenças são de: atividades imobiliárias, construção civil, comércio e serviços, infraestrutura urbanística/paisagística, obras hídricas e saneamento básico com Potencial Poluidor-Degradador (PPD) Baixo e Médio. "Lagarto ganha muito porque desenvolve autonomia, acelerando os prazos para as emissões, encurtando o caminho até o empreendedor Lagartense. Agora, os empreendedores não precisam se deslocar até Aracaju, irão fazer isso conosco. Menos custos e burocracia para eles", afirmou Hilda Ribeiro.
O secretário de Meio Ambiente de Lagarto, Aloísio Andrade, junto com o Diretor de Licenciamento Ambiental, Allan Fontes, também participaram da assinatura e destacaram que o município foi capacitado pelo Diretor Técnico da Adema, Romeu Boto, e seus técnicos. Durante o período de abril a junho, os técnicos da pasta foram qualificados para trabalhar com os procedimentos de Licenciamento Ambiental Ordinário.