Detran vai desativar posto de atendimento no Jardim

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 31/07/2019 às 02:22:00

 

Milton Alves Júnior
O Governo do Esta-
do de Sergipe, atra-
vés da direção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE), decidiu suspender todos os atendimentos ainda realizados pela autarquia na unidade instalada desde a inauguração do shopping Jardins, em novembro de 1997. O fim do atendimento ocorre já no próximo dia 23 de agosto quando todos os funcionários serão encaminhados para trabalhar na sede, na avenida Tancredo Neves - região Oeste de Aracaju - ou na unidade instalada no Shopping Riomar, bairro Coroa do Meio.
Antes de adotar a medida, a Assessoria de Comunicação garante que a equipe técnica do Departamento realizou um estudo em que ficou constatado a necessidade de migração de funcionários da Unidade de Atendimento do Shopping Jardins (Unat Jardins). Paralelo a perspectiva de atender o público no turno da tarde, o estudo apontou ainda que o fechamento deve trazer economia, já que o aluguel deixará de ser pago. O Detran indica ainda que no último mês de abril foi realizado um levantamento quando foi detectado atraso no aluguel. A decisão em suspender as atividades no Jardins também foi debatida com gestores da Secretaria de Estado da Fazenda.
Apesar das alegações governamentais, há contribuintes que dizem lamentar a falta de diálogo com os usuários do sistema. Esse é o caso do aposentado Humberto Mangueira, o qual revela que costuma utilizar o centro de atendimento prestes a encerrar as atividades. "Vou passar a usar o do Riomar, mas aqui era melhor para muita gente. Digo isso por experiência própria. Uma pena é perceber que ninguém se mostrou preocupado em ouvir aqueles que mais eram beneficiados com o serviço: o cidadão. Mais uma vez ficamos de fora de um debate que deveria contar com a presença de todos", declarou.
Manifestação de repúdio, inclusive, compartilhado pelo presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran), Lenílson Souza. Segundo o servidor e representante da classe trabalhista, a medida administrativa também foi adoptada sem o consentimento do sindicato. "Reitero que tal prática de se tomar atitudes sem consultar a categoria é recorrente, demostrando assim a falta de respeito para com os servidores e sociedade. A partir de agora vamos acompanhar esses trâmites com o objetivo de evitar que a unidade realmente feche as portas, como também os trabalhadores enfrentem algum contratempo. Se nossos pedidos não forem atendidos não descarto a possibilidade de atos públicos contrário a essa medida impolítica", informou.

Milton Alves Júnior

O Governo do Esta- do de Sergipe, atra- vés da direção do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SE), decidiu suspender todos os atendimentos ainda realizados pela autarquia na unidade instalada desde a inauguração do shopping Jardins, em novembro de 1997. O fim do atendimento ocorre já no próximo dia 23 de agosto quando todos os funcionários serão encaminhados para trabalhar na sede, na avenida Tancredo Neves - região Oeste de Aracaju - ou na unidade instalada no Shopping Riomar, bairro Coroa do Meio.
Antes de adotar a medida, a Assessoria de Comunicação garante que a equipe técnica do Departamento realizou um estudo em que ficou constatado a necessidade de migração de funcionários da Unidade de Atendimento do Shopping Jardins (Unat Jardins). Paralelo a perspectiva de atender o público no turno da tarde, o estudo apontou ainda que o fechamento deve trazer economia, já que o aluguel deixará de ser pago. O Detran indica ainda que no último mês de abril foi realizado um levantamento quando foi detectado atraso no aluguel. A decisão em suspender as atividades no Jardins também foi debatida com gestores da Secretaria de Estado da Fazenda.
Apesar das alegações governamentais, há contribuintes que dizem lamentar a falta de diálogo com os usuários do sistema. Esse é o caso do aposentado Humberto Mangueira, o qual revela que costuma utilizar o centro de atendimento prestes a encerrar as atividades. "Vou passar a usar o do Riomar, mas aqui era melhor para muita gente. Digo isso por experiência própria. Uma pena é perceber que ninguém se mostrou preocupado em ouvir aqueles que mais eram beneficiados com o serviço: o cidadão. Mais uma vez ficamos de fora de um debate que deveria contar com a presença de todos", declarou.
Manifestação de repúdio, inclusive, compartilhado pelo presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran), Lenílson Souza. Segundo o servidor e representante da classe trabalhista, a medida administrativa também foi adoptada sem o consentimento do sindicato. "Reitero que tal prática de se tomar atitudes sem consultar a categoria é recorrente, demostrando assim a falta de respeito para com os servidores e sociedade. A partir de agora vamos acompanhar esses trâmites com o objetivo de evitar que a unidade realmente feche as portas, como também os trabalhadores enfrentem algum contratempo. Se nossos pedidos não forem atendidos não descarto a possibilidade de atos públicos contrário a essa medida impolítica", informou.