Hemose volta a receber doações aos sábados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Voluntários durante doação de sangue no Hemose
Voluntários durante doação de sangue no Hemose

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 23/07/2019 às 23:32:00

 

O Governo do Estado oficializou na manhã de ontem que o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) volta a atender cidadãos que apresentam desejo em doar sangue aos sábados. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a medida busca acolher doadores de sangue Rh negativo e plaquetaférese, método que permite coletar apenas a plaqueta e atende pacientes com doenças oncológicas, dengue hemorrágica, entre outras. Esse serviço voluntário deve ocorrer apenas por meio de agendamento por meio de grupos. Uma medida à mais de evitar que os doadores enfrentem demora na hora da coleta.
Essa é a segunda vez somente neste mês de julho que o Hemose se manifesta publicamente sobre a necessidade de doação. No último dia 10 o Centro já havia destacado que tem buscado a qualificação do sistema para facilitar a vida dos doadores. O sangue 'O negativo' segue na mira do órgão, já que na ausência de qualquer tipo sanguíneo, ele pode ser utilizado de forma paliativa para suprir a necessidade, inclusive, de sangue Rh positivo. A legislação brasileira permite que o homem doe sangue a cada dois a três meses, e a mulher a cada três ou quatro meses. O período apto para nova doação também é apresentado no momento da coleta.
Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e apresentar documento oficial com foto, válido em todo território nacional. Ainda sobre as exigências básicas para promover a doação, a SES orienta que no dia anterior é de fundamental importância dormir pelo menos seis horas, e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecede o procedimento. Segundo a diretora Geral da Fundação Parreiras Horta, Luciana Déda, o reinício dos atendimentos ocorrerá, sobretudo, a cada dois sábados por mês exclusivamente para as pessoas que previamente realizarem o agendamento. 
Essa medida deve acolher doadores que durante a semana encontram dificuldades para deixar os afazeres trabalhistas e se dirigir ao Hemose. A gestora destacou ainda que a ação faz parte de um trabalho de planejamento estratégico a fim de melhor distribuir as bolsas de sangue. "Estamos realizando um planejamento com áreas técnicas para prestação de serviços com qualidade e sustentabilidade. Os processos de coleta e produção de sangue envolvem múltiplas questões, por isso que nesses sábados a proposta é realizar um trabalho com foco no redimensionamento do estoque", disse. O agendamento ocorre já a partir deste sábado, dia 27.
Nos dias úteis o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. O Centro de Hemoterapia do Estado de Sergipe pede que, em caso de dúvidas o cidadão entre em contato com a central de atendimento através dos telefones: 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

O Governo do Estado oficializou na manhã de ontem que o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) volta a atender cidadãos que apresentam desejo em doar sangue aos sábados. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a medida busca acolher doadores de sangue Rh negativo e plaquetaférese, método que permite coletar apenas a plaqueta e atende pacientes com doenças oncológicas, dengue hemorrágica, entre outras. Esse serviço voluntário deve ocorrer apenas por meio de agendamento por meio de grupos. Uma medida à mais de evitar que os doadores enfrentem demora na hora da coleta.
Essa é a segunda vez somente neste mês de julho que o Hemose se manifesta publicamente sobre a necessidade de doação. No último dia 10 o Centro já havia destacado que tem buscado a qualificação do sistema para facilitar a vida dos doadores. O sangue 'O negativo' segue na mira do órgão, já que na ausência de qualquer tipo sanguíneo, ele pode ser utilizado de forma paliativa para suprir a necessidade, inclusive, de sangue Rh positivo. A legislação brasileira permite que o homem doe sangue a cada dois a três meses, e a mulher a cada três ou quatro meses. O período apto para nova doação também é apresentado no momento da coleta.
Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e apresentar documento oficial com foto, válido em todo território nacional. Ainda sobre as exigências básicas para promover a doação, a SES orienta que no dia anterior é de fundamental importância dormir pelo menos seis horas, e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecede o procedimento. Segundo a diretora Geral da Fundação Parreiras Horta, Luciana Déda, o reinício dos atendimentos ocorrerá, sobretudo, a cada dois sábados por mês exclusivamente para as pessoas que previamente realizarem o agendamento. 
Essa medida deve acolher doadores que durante a semana encontram dificuldades para deixar os afazeres trabalhistas e se dirigir ao Hemose. A gestora destacou ainda que a ação faz parte de um trabalho de planejamento estratégico a fim de melhor distribuir as bolsas de sangue. "Estamos realizando um planejamento com áreas técnicas para prestação de serviços com qualidade e sustentabilidade. Os processos de coleta e produção de sangue envolvem múltiplas questões, por isso que nesses sábados a proposta é realizar um trabalho com foco no redimensionamento do estoque", disse. O agendamento ocorre já a partir deste sábado, dia 27.
Nos dias úteis o atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. O Centro de Hemoterapia do Estado de Sergipe pede que, em caso de dúvidas o cidadão entre em contato com a central de atendimento através dos telefones: 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.