Adolescente é detido por estuprar, roubar e incendiar a mesma vítima

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 23/07/2019 às 23:24:00

 

Policiais da Delegacia da Barra dos Coqueiros (Grande Aracaju) apreenderam ontem um adolescente de 17 anos suspeito de roubo, estupro qualificado por lesão e incêndio contra a residência da mulher violentada. Segundo o delegado Werner Azevedo, o suspeito entrou na casa da vítima para roubar o celular dela, porém a amarrou e em seguida a estuprou, lesionando-a no pescoço com golpes de faca.
O infrator permaneceu na residência por pelo menos quatro horas, durante a madrugada, tendo em vista que ele entrou na casa por volta de 1h e a vítima ficou amarrada até as 5h. Assim que conseguiu se libertar, a vítima foi à delegacia e contou que não viu o rosto do criminoso, mas deu detalhes de uma tatuagem no corpo do agressor. As investigações iniciaram e logo os policiais descobriram que o criminoso era menor de idade e que fora apreendido há cerca de 30 dias e foi solto no dia seguinte após uma audiência no Ministério Público.
Os policiais realizaram diligências no sentido de apreendê-lo em flagrante e o encontraram caminhando calmamente pelas ruas do centro da Barra dos Coqueiros. O jovem foi apreendido em flagrante e encaminhado à delegacia da Barra dos Coqueiros. Com ele, também foi encontrado o celular da vítima. O adolescente já foi mandado para a Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (Usip).

Policiais da Delegacia da Barra dos Coqueiros (Grande Aracaju) apreenderam ontem um adolescente de 17 anos suspeito de roubo, estupro qualificado por lesão e incêndio contra a residência da mulher violentada. Segundo o delegado Werner Azevedo, o suspeito entrou na casa da vítima para roubar o celular dela, porém a amarrou e em seguida a estuprou, lesionando-a no pescoço com golpes de faca.
O infrator permaneceu na residência por pelo menos quatro horas, durante a madrugada, tendo em vista que ele entrou na casa por volta de 1h e a vítima ficou amarrada até as 5h. Assim que conseguiu se libertar, a vítima foi à delegacia e contou que não viu o rosto do criminoso, mas deu detalhes de uma tatuagem no corpo do agressor. As investigações iniciaram e logo os policiais descobriram que o criminoso era menor de idade e que fora apreendido há cerca de 30 dias e foi solto no dia seguinte após uma audiência no Ministério Público.
Os policiais realizaram diligências no sentido de apreendê-lo em flagrante e o encontraram caminhando calmamente pelas ruas do centro da Barra dos Coqueiros. O jovem foi apreendido em flagrante e encaminhado à delegacia da Barra dos Coqueiros. Com ele, também foi encontrado o celular da vítima. O adolescente já foi mandado para a Unidade Socioeducativa de Internação Provisória (Usip).