Irregularidade do Ituano é fake News

Esporte


  • Surgiu a oportunidade de o Itabaiana ganhar no tapetão, os pontos do Ituano e se classificar. Tudo não passou de uma \"fake news\"

 

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br
A cidade de Itabaiana 
que viveu uma se
mana de grande motivação e expectativa, com a perspectiva de acesso do time serrano à Série C do Campeonato Brasileiro, viu esse sonho frustrado e o desejo adiado para outra oportunidade na noite de sábado, com a vitória de apenas 1x0 contra o Ituano. O time sergipano precisava vencer pelo menos com diferença superior a um gol, para levar a decisão para as disputas de penalidades. 
Na manhã dessa segunda-feira (21) essa mesma torcida viu uma luz no final do túnel, com a denúncia de que o Ituano teria jogado de forma irregular no primeiro jogo em Itu, colocando em campo, um atleta com o nome de outro.  A diretoria a princípio acreditou na denúncia e correu atrás, para comprovar a veracidade.
- A torcida do Itabaiana pode ficar tranquila, que enquanto existir a possiblidade de provar a irregularidade, vamos correr atrás. Mas acreditamos que tudo não passa de uma "fake news". Não paramos nesta segunda-feira, para constatar essa provável irregularidade. Nessa batalha, contamos com o apoio do presidente da Federação Sergipana de Futebol, Milton Dantas e buscamos todas as possibilidades. Mas todas elas se mostraram infrutíferas. Mesmo porque acreditamos que o Ituano seja uma equipe super organizada e não incorreria nesse erro primário - revelou Alberto Nogueira, presidente da Olímpica de Itabaiana.
Nogueira disse ainda que fez tudo o que foi possível, mas deixou claro também, que não acredita que os dirigentes do Ituano venham a cometer um erro tão infantil. "Desde a sexta-feira antes do jogo, que já tínhamos essa informação. Preferimos manter o sigilo para não tumultuarmos o elenco, pois estávamos em uma disputa importante e se vencêssemos com a diferença acima de dois gols, a classificação estava assegurada e a denúncia seria esquecida. Como não galgamos a classificação, fomos atrás da veracidade da denúncia"- disse Nogueira.
A denunciante passou a exigir dinheiro, para dizer o nome do atleta de dar mais detalhes sobre a irregularidade cometida pelo Ituano. "A partir daí, sentimos que estávamos sendo vítimas de um golpe. Um estelionatário, que queria tirar proveito da situação. Tanto que ele sumiu de circulação. Mas a torcida pode ficar tranquila, que ainda estamos pesquisando, para ver se existe alguma veracidade na denúncia. Se existir, o Itabaiana vai fazer valer os seus direitos e lutar até a última instância", concluiu Alberto Nogueira.   

A cidade de Itabaiana  que viveu uma se mana de grande motivação e expectativa, com a perspectiva de acesso do time serrano à Série C do Campeonato Brasileiro, viu esse sonho frustrado e o desejo adiado para outra oportunidade na noite de sábado, com a vitória de apenas 1x0 contra o Ituano. O time sergipano precisava vencer pelo menos com diferença superior a um gol, para levar a decisão para as disputas de penalidades. 
Na manhã dessa segunda-feira (21) essa mesma torcida viu uma luz no final do túnel, com a denúncia de que o Ituano teria jogado de forma irregular no primeiro jogo em Itu, colocando em campo, um atleta com o nome de outro.  A diretoria a princípio acreditou na denúncia e correu atrás, para comprovar a veracidade.
- A torcida do Itabaiana pode ficar tranquila, que enquanto existir a possiblidade de provar a irregularidade, vamos correr atrás. Mas acreditamos que tudo não passa de uma "fake news". Não paramos nesta segunda-feira, para constatar essa provável irregularidade. Nessa batalha, contamos com o apoio do presidente da Federação Sergipana de Futebol, Milton Dantas e buscamos todas as possibilidades. Mas todas elas se mostraram infrutíferas. Mesmo porque acreditamos que o Ituano seja uma equipe super organizada e não incorreria nesse erro primário - revelou Alberto Nogueira, presidente da Olímpica de Itabaiana.
Nogueira disse ainda que fez tudo o que foi possível, mas deixou claro também, que não acredita que os dirigentes do Ituano venham a cometer um erro tão infantil. "Desde a sexta-feira antes do jogo, que já tínhamos essa informação. Preferimos manter o sigilo para não tumultuarmos o elenco, pois estávamos em uma disputa importante e se vencêssemos com a diferença acima de dois gols, a classificação estava assegurada e a denúncia seria esquecida. Como não galgamos a classificação, fomos atrás da veracidade da denúncia"- disse Nogueira.
A denunciante passou a exigir dinheiro, para dizer o nome do atleta de dar mais detalhes sobre a irregularidade cometida pelo Ituano. "A partir daí, sentimos que estávamos sendo vítimas de um golpe. Um estelionatário, que queria tirar proveito da situação. Tanto que ele sumiu de circulação. Mas a torcida pode ficar tranquila, que ainda estamos pesquisando, para ver se existe alguma veracidade na denúncia. Se existir, o Itabaiana vai fazer valer os seus direitos e lutar até a última instância", concluiu Alberto Nogueira.   

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS