Secretário da Fazenda diz que números ainda inspiram cuidados

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O secretário de estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, durante depoimento na Sala de Comissões da Assembleia Legislativa: despesas com pessoal no limite
O secretário de estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, durante depoimento na Sala de Comissões da Assembleia Legislativa: despesas com pessoal no limite

O secretário de estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, durante depoimento na Assembleia
O secretário de estado da Fazenda, Marco Antônio Queiroz, durante depoimento na Assembleia

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 26/06/2019 às 23:40:00

 

O secretário de esta
do da Fazenda, 
Marco Antônio Queiroz presta contas aos deputados na manhã desta quarta-feira, na Sala de Comissões da Assembleia Legislativa de Sergipe. Apesar de demonstrar otimismo quanto aos esforços por parte da equipe, ele disse que os números ainda inspiram muito cuidado no que se refere ao comprometimento da receita com vinculações regulamentares e também com a folha de pagamentos.
"Hoje é a prestação de contas do terceiro quadrimestre 2018 e estamos aqui para apresentar na Comissão de Finanças, os resultados dos três entes: Executivo, Judiciário e Legislativo, além das receitas e despesas, a exemplo de como foram consumidas, o impacto do controle que o governo vem fazendo insistentemente nas contas públicas, a despesa previdenciária e todos os indicadores necessários para os entes federativos estarem adequados à Lei de Responsabilidade Fiscal", esclarece.
Em termos de números, Marco Antônio Queiroz informou que há um controle muito forte por parte do Governo do Estado.
"Os números ainda inspiram cuidados. Nós ainda temos um forte comprometimento da receita com vinculações regulamentares e também com a folha de pagamentos. Ainda estamos com índice máximo dentro do prudencial e trabalhando muito para não ultrapassar, não obstante todos os nossos esforços, a administração das contas públicas ainda inspira cuidados, participação de todos e consciência de que todos juntos atravessaremos mais fortes e mais fáceis esse momento, que logo deveremos sair para o que realmente Sergipe merece que é o crescimento econômico", disse
Saúde e educação - Sobre os setores de Saúde e Educação, o secretário da Fazenda enfatizou que o governo vem se esforçando. "Os dados que eu vou apresentar aqui mostram que houve atenção aos limites constitucionais cumpridos pelo estado e o investimento nominal ainda superou 2017, algo em torno de 400 milhões de reais. O estado busca trazer não só atender aos limites constitucionais, mas estar atento a esses dois setores que são muito importantes para qualquer administração. O governador Belivaldo Chagas é extremamente sensível aos setores de Saúde e Educação, prova disso foi a recente nomeação de diretores através de concurso público. Ele tinha uma lista tríplice, podendo nomear qualquer um dos diretores das Diretorias Educacionais e optou por nomear aqueles mais capacitados, dando exemplo de que saúde e educação são extremamente necessários para uma melhor condução da máquina pública e melhor atendimento a população", entende.

O secretário de esta do da Fazenda,  Marco Antônio Queiroz presta contas aos deputados na manhã desta quarta-feira, na Sala de Comissões da Assembleia Legislativa de Sergipe. Apesar de demonstrar otimismo quanto aos esforços por parte da equipe, ele disse que os números ainda inspiram muito cuidado no que se refere ao comprometimento da receita com vinculações regulamentares e também com a folha de pagamentos.
"Hoje é a prestação de contas do terceiro quadrimestre 2018 e estamos aqui para apresentar na Comissão de Finanças, os resultados dos três entes: Executivo, Judiciário e Legislativo, além das receitas e despesas, a exemplo de como foram consumidas, o impacto do controle que o governo vem fazendo insistentemente nas contas públicas, a despesa previdenciária e todos os indicadores necessários para os entes federativos estarem adequados à Lei de Responsabilidade Fiscal", esclarece.
Em termos de números, Marco Antônio Queiroz informou que há um controle muito forte por parte do Governo do Estado.
"Os números ainda inspiram cuidados. Nós ainda temos um forte comprometimento da receita com vinculações regulamentares e também com a folha de pagamentos. Ainda estamos com índice máximo dentro do prudencial e trabalhando muito para não ultrapassar, não obstante todos os nossos esforços, a administração das contas públicas ainda inspira cuidados, participação de todos e consciência de que todos juntos atravessaremos mais fortes e mais fáceis esse momento, que logo deveremos sair para o que realmente Sergipe merece que é o crescimento econômico", disse

Saúde e educação - Sobre os setores de Saúde e Educação, o secretário da Fazenda enfatizou que o governo vem se esforçando. "Os dados que eu vou apresentar aqui mostram que houve atenção aos limites constitucionais cumpridos pelo estado e o investimento nominal ainda superou 2017, algo em torno de 400 milhões de reais. O estado busca trazer não só atender aos limites constitucionais, mas estar atento a esses dois setores que são muito importantes para qualquer administração. O governador Belivaldo Chagas é extremamente sensível aos setores de Saúde e Educação, prova disso foi a recente nomeação de diretores através de concurso público. Ele tinha uma lista tríplice, podendo nomear qualquer um dos diretores das Diretorias Educacionais e optou por nomear aqueles mais capacitados, dando exemplo de que saúde e educação são extremamente necessários para uma melhor condução da máquina pública e melhor atendimento a população", entende.