São João ruim para alguns políticos

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
Em reunião com o coordenador da bancada do Rio de Janeiro no Congresso Nacional, deputado federal Hugo Leal (PSD), o secretário de Estado do Rio de Janeiro com representação em Brasília, ex-deputado federal André Moura (PSC), tratou das emendas parlamenta
Em reunião com o coordenador da bancada do Rio de Janeiro no Congresso Nacional, deputado federal Hugo Leal (PSD), o secretário de Estado do Rio de Janeiro com representação em Brasília, ex-deputado federal André Moura (PSC), tratou das emendas parlamenta

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 18/06/2019 às 23:22:00

 

Este início de semana não está sendo bom para 
alguns políticos de Sergipe e do país. Na última 
segunda-feira, o desembargador do Tribunal de Justiça, Roberto Porto, determinou a prisão dos ex-deputados estaduais Augusto Bezerra e Paulinho das Varzinhas. Estabeleceu até hoje o prazo para que se apresentem para o cumprimento da pena de 12 anos e sete meses de detenção mediante condenação em maio do ano passado pelo uso indevido das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa em 2014. 
O desembargador estabeleceu que os dois ex-parlamentares terão até às 17 horas desta quarta-feira para se apresentarem para o cumprimento da pena. Paulinho das Varzinhas, com dois mandatos, preferiu se antecipar ao prazo dado pela Justiça e se apresentou ontem de manhã à Central de Monitoramento Eletrônico de Presos (CEMEP), no bairro América, para colocação da tornozeleira eletrônica. Ficará em prisão domiciliar, por problemas de saúde comprovados mediante laudos médicos apresentados pela sua defesa.
Augusto Bezerra, que teve cerca de seis mandatos parlamentar, deve se apresentar hoje no Presídio da Polícia Militar em Aracaju, onde ficará detido em cela especial por ter nível superior.   A sua defesa recorrerá ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) para pedir habeas corpus.
Os dois ex-deputados foram condenados à prisão em abril de 2018 pela acusação de envolvimento de desvio de recursos de subvenções da Assembleia Legislativa, feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).  Só não foram presos no ano passado pelo fato da defesa ter conseguido no Superior Tribunal Federal (STF) uma decisão liminar em habeas corpus, impedindo a prisão até o fim do processo.
Também na segunda-feira, por unanimidade, o TRE cassou o mandato da prefeita Altair Santos Nascimento (São Francisco) e do vice Manoel Messias Nascimento, por crime eleitoral no pleito de 2016. Eles foram condenados ainda a inelegibilidade por oito anos e afastamento imediato. A decisão cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral. Assumirá interinamente o comando do município o presidente da Câmara de Vereadores.
A nível de Brasil, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (ex-MDB, atualmente sem partido), foi preso pela Polícia Federal na manhã de ontem na capital catarinense. Entre os detidos na operação batizada de Chabu também estão o delegado da PF Fernando Caieron e o ex-secretário da Casa Civil da prefeitura Luciano Veloso Lima. Os agentes policiais cumpriram 30 mandados expedidos pelo TRF 4 em Porto Alegre, dos quais, 23 são de busca e apreensão.
De acordo com a Polícia Federal, a operação tem como objetivo desmantelar uma organização criminosa que violava o sigilo de operações policiais em Santa Catarina. Depois de analisar provas apreendidas na Operação Eclipse, em agosto de 2018, a PF constatou a existência de uma rede composta por um núcleo político, empresários, e servidores da própria instituição e da Polícia Rodoviária Federal lotados em órgão de inteligência e investigação.
Trocando em miúdos, o Brasil tá mudando. Quem tiver desvio de conduta que se prepare...

Este início de semana não está sendo bom para  alguns políticos de Sergipe e do país. Na última  segunda-feira, o desembargador do Tribunal de Justiça, Roberto Porto, determinou a prisão dos ex-deputados estaduais Augusto Bezerra e Paulinho das Varzinhas. Estabeleceu até hoje o prazo para que se apresentem para o cumprimento da pena de 12 anos e sete meses de detenção mediante condenação em maio do ano passado pelo uso indevido das verbas de subvenção da Assembleia Legislativa em 2014. 
O desembargador estabeleceu que os dois ex-parlamentares terão até às 17 horas desta quarta-feira para se apresentarem para o cumprimento da pena. Paulinho das Varzinhas, com dois mandatos, preferiu se antecipar ao prazo dado pela Justiça e se apresentou ontem de manhã à Central de Monitoramento Eletrônico de Presos (CEMEP), no bairro América, para colocação da tornozeleira eletrônica. Ficará em prisão domiciliar, por problemas de saúde comprovados mediante laudos médicos apresentados pela sua defesa.
Augusto Bezerra, que teve cerca de seis mandatos parlamentar, deve se apresentar hoje no Presídio da Polícia Militar em Aracaju, onde ficará detido em cela especial por ter nível superior.   A sua defesa recorrerá ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) para pedir habeas corpus.
Os dois ex-deputados foram condenados à prisão em abril de 2018 pela acusação de envolvimento de desvio de recursos de subvenções da Assembleia Legislativa, feita pelo Ministério Público Eleitoral (MPE).  Só não foram presos no ano passado pelo fato da defesa ter conseguido no Superior Tribunal Federal (STF) uma decisão liminar em habeas corpus, impedindo a prisão até o fim do processo.
Também na segunda-feira, por unanimidade, o TRE cassou o mandato da prefeita Altair Santos Nascimento (São Francisco) e do vice Manoel Messias Nascimento, por crime eleitoral no pleito de 2016. Eles foram condenados ainda a inelegibilidade por oito anos e afastamento imediato. A decisão cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral. Assumirá interinamente o comando do município o presidente da Câmara de Vereadores.
A nível de Brasil, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (ex-MDB, atualmente sem partido), foi preso pela Polícia Federal na manhã de ontem na capital catarinense. Entre os detidos na operação batizada de Chabu também estão o delegado da PF Fernando Caieron e o ex-secretário da Casa Civil da prefeitura Luciano Veloso Lima. Os agentes policiais cumpriram 30 mandados expedidos pelo TRF 4 em Porto Alegre, dos quais, 23 são de busca e apreensão.
De acordo com a Polícia Federal, a operação tem como objetivo desmantelar uma organização criminosa que violava o sigilo de operações policiais em Santa Catarina. Depois de analisar provas apreendidas na Operação Eclipse, em agosto de 2018, a PF constatou a existência de uma rede composta por um núcleo político, empresários, e servidores da própria instituição e da Polícia Rodoviária Federal lotados em órgão de inteligência e investigação.
Trocando em miúdos, o Brasil tá mudando. Quem tiver desvio de conduta que se prepare...

Já de tornozeleira

O ex-deputado estadual Paulinho das Varzinhas, compareceu ontem de manhã à Central de Monitoramento Eletrônico de Presos (CEMEP), no bairro América, para colocação da tornozeleira eletrônica, acompanhado do seu advogado. O ex-parlamentar, que tem base eleitoral em Laranjeiras, cumprirá pena de prisão domiciliar em sua residência em Aracaju. Monitorado, só poderá sair para comparecimento em juízo ou para hospital ou posto de saúde da capital sergipana, quando terá de se submeter a avaliação da junta médica do Tribunal de Justiça.

Dia D

O advogado do ex-deputado estadual Augusto Bezerra, Aurélio Belém, disse ontem que o ex-parlamentar se apresentará hoje ao Presídio Militar de Aracaju para o cumprimento da decisão judicial. Enfatizou que só não estava definida a hora.

Em vão

Belém tentou ontem evitar que Augusto Bezerra cumpra pena de mais de 12 anos de reclusão no Presídio Militar de Aracaju, mas em prisão domiciliar com alegação de problema de saúde. O desembargador Roberto Porto negou.

Recursos

Com isso, o advogado entrou com recurso especial no STJ (Superior Tribunal de Justiça) e recurso extraordinário no STF (Supremo Tribunal Federal) pedindo habeas corpus. A alegação é que a condenação foi em segunda instância.  

Alfinetando o governador 1

Ontem, no seu blog, o ex-senador Valadares acusou o governador Belivaldo Chagas (PSD) de usar o Diário Oficial para tentar apagar os Valadares do cenário político com ofertas de nomeações a companheiros para mudar de lado. "Mas, como sou um lutador, e ajo com otimismo, confio que esse seu plano de vingança implacável vai cair por terra. As ofertas de nomeações a companheiros nossos para bandear de lado, algumas poucas funcionaram, mas a grande maioria não deu bolas à pressão exercida pelo seu sistema costumeiro de atrair lideranças". 

Alfinetando o governador 2

Disse ainda Valadares alfinetando o ex-aliado Belivaldo: "O PSB não constrói prestígio usando a máquina e fazendo perseguições. É o único partido que tendo chegado ao poder, entrega os cargos quando não mais concorda com os rumos do governo. O nosso partido se move e existe porque tem programa, porque os seus integrantes têm história e serviços prestados. O PSB tem coerência no que promete e faz política em observância aos princípios da ética e do respeito ao adversário".

Milícia digital

Do senador Rogério Carvalho (PT-SE) sobre noticia vinculada ontem na Folha S. Paulo de que durante a campanha eleitoral de 2018, empresas brasileiras contrataram uma agência de marketing na Espanha para fazer, pelo WhatsApp, disparos em massa de mensagens públicas a favor do então candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL), como revelou o espanhol Luis Novoa, dono da Enviawhatsapps: "A milícia digital dos Bolsonaro começa a aparecer. A Folha mostra o que aconteceu nas eleições. Agora é preciso uma investigação para sabermos mais sobre as ilegalidades cometidas e os responsáveis punidos".

Decreto das armas 1

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) disse ontem não acreditar que o plenário do Senado fosse ceder à "pressão agressiva" estimulada pelo presidente Jair Bolsonaro para manter o decreto das armas, que estava sendo votado ontem em plenário. Se referiu ao uso de robôs para envio maciço de mensagens padronizadas, inclusive, algumas delas, com ofensas e ameaças. 

Decreto das armas 2

Disse Alessandro, ao site O Antagonista, ao se queixar dos supostos ataques virtuais: "O presidente Bolsonaro sentiu na pele os efeitos que o discurso belicoso e radical pode causar, quando um cidadão aparentemente desequilibrado tentou tirar a vida do então candidato por discordar de seus posicionamentos. Ele, mais que ninguém, deve saber da responsabilidade e dos riscos de incitar multidões".

Capacitação ambiental 1

O seminário com o tema "Inovações Políticas e Ambientais e Formação de Candidatos Majoritários e Proporcionais" será realizado nos dias 13 e 14 de julho, no Celi Praia Hotel, em Aracaju, pela Fundação Verde Herbert Daniel. O evento será executado em duas fases, sendo a primeira de capacitação refer ente às inovações de políticas ambientais e a preparação de prováveis candidatos para pautas como questões de preservação ambiental, qualidade de vida das futuras gerações e estimular a sociedade a desenvolver seu real papel junto aos temas levantados.

Capacitação ambiental 2

Já no segundo dia do seminário, serão realizadas palestras referentes à formação de candidatos majoritários e proporcionais em todos os municípios de Sergipe. Na oportunidade, será utilizado o estudo de caso sistematizado realizado em outras ocasiões, visando municiar e capacitar a ideologia ecológica para os futuros candidatos das eleições do próximo ano. 

Se explicando 1

O procurador federal Deltan Dallagnol terá de se explicar no Senado sobre sua atuação em conluio com o então juiz Sérgio Moro para condenar o ex-presidente Lula na Operação Lava Jato. Requerimento de convite, de autoria do senador Angelo Coronel (PSD-BA), foi aprovado ontem pela Comissão de Constituição e Justiça do Senado (CCJ) da Casa. Está prevista para hoje uma audiência com Sérgio Moro na Comissão sobre essa pauta.

Se explicando 2

O pedido foi apresentado pelo senador mediante as conversas do juiz e do procurador  por aplicativo de mensagens, em reportagem do site The Intercept Brasil. Para o Coronel, o teor da troca de mensagens indica desvirtuamento das funções do procurador e indicam que Moro extrapolou funções e desrespeitou deveres da magistratura. 

veja essa ...

Do ex-senador Valadares (PSB) sobre o deputado estadual do seu partido, Luciano Pimentel, vir declarando que espera uma janela para deixar a janela: "Há pessoas que não têm perfil para ser oposição. Uma delas é Luciano Pimentel". Ressalta: "Luciano quer justificar a sua desfiliação e sua aderência ao projeto do governo - bem como a sua votação pífia nas eleições por causa de um mandato incolor, insípido e inodoro -, colocando simplesmente toda a culpa no PSB. O mundo é redondo e a resposta virá um dia". 

...e essa...

Alfineta ainda Valadares: "Luciano, seja verdadeiro, deixe esse lenga-lenga de lado, saia do partido com decência, e não nos encare como inimigos, só porque perdemos a eleição".

Curtas

O ex-deputado federal André Moura (PSC), secretário especial do Rio de Janeiro, recebeu ontem, em Brasília, a visita do deputado federal Fábio Henrique (PDT). Diz que teve uma "boa conversa sobre nosso estado".

A convite do deputado federal Fábio Reis (MDB) o ex-jogador de futebol e secretário nacional do Esporte, Washington Cerqueira, visitou anteontem o Barretão, cujas obras foram reiniciadas. Visitou ainda o campo de futebol society do Conjunto Loiola II e o Centro de Iniciação ao Esporte (CIE) do Bairro Matinha.

O site Congresso em Foco divulgou a lista dos parlamentares aptos a disputar o Prêmio Congresso em Foco 2019. São congressistas que não respondem a acusações criminais e que exerceram o mandato por ao menos 60 dias na atual legislatura. 

Conforme o regulamento, somente aqueles que preenchem esses dois requisitos poderão concorrer nas categorias gerais: Melhores Deputados e Melhores Senadores. Da bancada federal de Sergipe o único parlamentar que não aparece na lista como apto a concorrer ao prêmio é o deputado federal Valdevan Noventa (PSC).