Defesa Civil Estadual atua na contenção de encosta que deslizou em São Cristóvão

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
MURO DE CONTENÇÃO HAVIA SIDO RETIRADO
MURO DE CONTENÇÃO HAVIA SIDO RETIRADO

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/06/2019 às 23:16:00

 

Nesta sexta-feira, equipes do Departamento Estadual de  Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Depec/Seit) se deslocaram para São Cristóvão, para dar suporte à Defesa Civil municipal no trabalho de contenção com lonas e  avaliação de risco de uma encosta que deslizou no conjunto Luis Alves II.
As equipes da Assistência Social da prefeitura de São Cristóvão foram acionadas para fazer a retirada de moradores das casas que se encontram em risco de desabamento e a equipe da Defesa Civil Estadual, juntamente com a Defesa Civil municipal, fez a análise da área. De acordo com o engenheiro Alex de Carvalho Santos, que coordenou a vistoria, no local, foi identificado o desabamento de parte do quintal de uma casa, e o comprometimento de uma casa vizinha.
 "É uma encosta de aproximadamente 11 metros de altura, numa inclinação íngreme. E segundo informações que colhemos, a retirada de um muro de contenção por um morador de baixo, para fazer uma casa, acabou desestabilizando a encosta e provocando o deslizamento com a ação da chuva. Encobrimos a encosta com uma lona preta, como forma de minimizar a ação da água, a fim de evitar novos moimentos de massas e para que as duas residências que estão em risco possam receber alguma intervenção por parte do município no período de sol", explicou o engenheiro do Depec, Alex Carvalho.
A Defesa Civil estadual também recomendou atenção diante da indicação de acumulado de chuvas para as próximas 24 horas em boletim do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) também emitiu boletins informando sobre o risco de movimento de massas (deslizamento de encostas) e enxurradas na Grande Aracaju e no município de Maruim, onde há indicação de risco hidrológico de inundações associadas à possibilidade de transbordamento do rio Ganhamoroba.
Quem desejar receber os alertas de desastres da Defesa Civil via SMS, deve enviar mensagem para o número 40199, informando o CEP da localidade sobre a qual deseja ser informado. Situações de emergência devem ser informadas pelo telefone 193. Na capital, intercorrências também podem ser informadas pelo número 199.

Nesta sexta-feira, equipes do Departamento Estadual de  Proteção e Defesa Civil da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência Social e do Trabalho (Depec/Seit) se deslocaram para São Cristóvão, para dar suporte à Defesa Civil municipal no trabalho de contenção com lonas e  avaliação de risco de uma encosta que deslizou no conjunto Luis Alves II.
As equipes da Assistência Social da prefeitura de São Cristóvão foram acionadas para fazer a retirada de moradores das casas que se encontram em risco de desabamento e a equipe da Defesa Civil Estadual, juntamente com a Defesa Civil municipal, fez a análise da área. De acordo com o engenheiro Alex de Carvalho Santos, que coordenou a vistoria, no local, foi identificado o desabamento de parte do quintal de uma casa, e o comprometimento de uma casa vizinha.
 "É uma encosta de aproximadamente 11 metros de altura, numa inclinação íngreme. E segundo informações que colhemos, a retirada de um muro de contenção por um morador de baixo, para fazer uma casa, acabou desestabilizando a encosta e provocando o deslizamento com a ação da chuva. Encobrimos a encosta com uma lona preta, como forma de minimizar a ação da água, a fim de evitar novos moimentos de massas e para que as duas residências que estão em risco possam receber alguma intervenção por parte do município no período de sol", explicou o engenheiro do Depec, Alex Carvalho.
A Defesa Civil estadual também recomendou atenção diante da indicação de acumulado de chuvas para as próximas 24 horas em boletim do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) também emitiu boletins informando sobre o risco de movimento de massas (deslizamento de encostas) e enxurradas na Grande Aracaju e no município de Maruim, onde há indicação de risco hidrológico de inundações associadas à possibilidade de transbordamento do rio Ganhamoroba.
Quem desejar receber os alertas de desastres da Defesa Civil via SMS, deve enviar mensagem para o número 40199, informando o CEP da localidade sobre a qual deseja ser informado. Situações de emergência devem ser informadas pelo telefone 193. Na capital, intercorrências também podem ser informadas pelo número 199.