Fórum da Agricultura Sergipana é instalado

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
O fórum foi instalado com palestra sobre possibilidades de investimentos internacionais
O fórum foi instalado com palestra sobre possibilidades de investimentos internacionais

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 07/06/2019 às 23:07:00

 

O Fórum Permanen-
te da Agricultura 
Sergipana foi oficialmente instalado esta semana, com palestra do cônsul da Finlândia e presidente do Conselho Consultivo do Fundo Comum de Commodities (CFC) da Organização das Nações Unidas (ONU), Wilson Andrade, sobre as possibilidades de investimentos internacionais para o agronegócio. Coordenado pela secretaria de Estado da Agricultura do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (SEAGRI) o Fórum é formado por mais 33 instituições que lidam diretamente com a agropecuária e pesca sergipana, com representação dos produtores, do setor público estadual e federal, e associações de classe empresariais e profissionais.
A solenidade foi presidida pelo secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, que fez a saudação de abertura do encontro, destacando os seus objetivos. "Para a Seagri, é uma honra receber esta grande representação do setor produtivo, e das demais instituições estaduais e federais que apoiam as atividades no campo. Fica, portanto, neste ato, instalado oficialmente o 'Fórum Permanente da Agricultura Sergipana', que tem como objetivo integrar esforços dos segmentos oficiais e privados que compõem as cadeias produtivas, e somar esforços para a promoção do desenvolvimento do setor agropecuário e da pesca sergipana", disse o secretário.
O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe (Faese), Ivan Sobral, disse que a criação do Fórum atende a uma demanda do setor produtivo. "Entregamos ao governador um trabalho elaborado por técnicos da casa, juntamente com produtores rurais de diversas regiões do estado, no qual constavam propostas para o agro sergipano, dentre as quais estava a criação do Fórum. Então, sem dúvidas, é muito importante para o estado ter esse ambiente de discussão. Torcermos que apareçam vários resultados positivos", pontuou.
A parceria com instituições de ensino superior, segundo o representante do departamento de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Sergipe, Veronaldo Souza de Oliveira, tende a colaborar com os debates que envolvem o setor. "Penso que a UFS, com seis cursos da área de ciências agrárias, pode contribuir com a discussão das políticas públicas. Achei de suma importância trazer os órgãos, cada um na sua competência, para juntos discutirmos as problemáticas e trazer soluções para a agricultura e pecuária do estado", afirmou.

O Fórum Permanen- te da Agricultura  Sergipana foi oficialmente instalado esta semana, com palestra do cônsul da Finlândia e presidente do Conselho Consultivo do Fundo Comum de Commodities (CFC) da Organização das Nações Unidas (ONU), Wilson Andrade, sobre as possibilidades de investimentos internacionais para o agronegócio. Coordenado pela secretaria de Estado da Agricultura do Desenvolvimento Agrário e da Pesca (SEAGRI) o Fórum é formado por mais 33 instituições que lidam diretamente com a agropecuária e pesca sergipana, com representação dos produtores, do setor público estadual e federal, e associações de classe empresariais e profissionais.
A solenidade foi presidida pelo secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, que fez a saudação de abertura do encontro, destacando os seus objetivos. "Para a Seagri, é uma honra receber esta grande representação do setor produtivo, e das demais instituições estaduais e federais que apoiam as atividades no campo. Fica, portanto, neste ato, instalado oficialmente o 'Fórum Permanente da Agricultura Sergipana', que tem como objetivo integrar esforços dos segmentos oficiais e privados que compõem as cadeias produtivas, e somar esforços para a promoção do desenvolvimento do setor agropecuário e da pesca sergipana", disse o secretário.
O presidente da Federação de Agricultura e Pecuária do Estado de Sergipe (Faese), Ivan Sobral, disse que a criação do Fórum atende a uma demanda do setor produtivo. "Entregamos ao governador um trabalho elaborado por técnicos da casa, juntamente com produtores rurais de diversas regiões do estado, no qual constavam propostas para o agro sergipano, dentre as quais estava a criação do Fórum. Então, sem dúvidas, é muito importante para o estado ter esse ambiente de discussão. Torcermos que apareçam vários resultados positivos", pontuou.
A parceria com instituições de ensino superior, segundo o representante do departamento de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Sergipe, Veronaldo Souza de Oliveira, tende a colaborar com os debates que envolvem o setor. "Penso que a UFS, com seis cursos da área de ciências agrárias, pode contribuir com a discussão das políticas públicas. Achei de suma importância trazer os órgãos, cada um na sua competência, para juntos discutirmos as problemáticas e trazer soluções para a agricultura e pecuária do estado", afirmou.