Prefeitura realiza cadastramento para venda de fogueiras na capital

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto
EMSURB ESTÁ CADASTRANDO VENDEDORES INTERESSADOS NA VENDA DE FOGUEIRAS DE MANEIRA ORDENADA
EMSURB ESTÁ CADASTRANDO VENDEDORES INTERESSADOS NA VENDA DE FOGUEIRAS DE MANEIRA ORDENADA

Em muitas áreas de Aracaju já há fogueiras disponíveis
Em muitas áreas de Aracaju já há fogueiras disponíveis

Clique nas imagens para ampliar

Publicada em 05/06/2019 às 23:18:00

 

Entre as tradições das festas juninas, a queima de fogueiras é uma das mais conhecidas, o que torna comum o aumento da procura por estes produtos nos dias que antecedem os festejos. Por isso, a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), está cadastrando os comerciantes com o intuito de garantir que este tipo de comércio seja realizado de maneira ordenada e que sejam cumpridas as devidas adequações.
Na capital, os locais onde estão permitidos o comércio de fogueiras são a praça Dr. Ranulfo Prata (Cruz Vermelha), no bairro Getúlio Vargas, o canteiro da avenida Heráclito Rolemberg, no conjunto Augusto Franco, e um terreno próximo ao Shopping Riomar, no bairro Coroa do Meio. Além de autorizar e indicar os lugares apropriados, a empresa também atua na fiscalização para tentar inibir pontos de vendas que não possuem estrutura adequada para a comercialização desse tipo de mercadoria.  
Até o momento, 17 vendedores já foram credenciados para a atuar nos três espaços. Um deles é Gilton Santos, que montou o seu ponto de venda na praça da Cruz Vermelha. Ele comemorou a facilidade na hora de conseguir a autorização. "Fiquei muito satisfeito porque não houve nenhum tipo de burocracia. Todo o processo aconteceu de forma simples e rápida", disse o comerciante. 
Os interessados em comercializar fogueiras devem se dirigir à sede da Emsurb, localizada no Parque da Sementeira. Na oportunidade, devem estar munidos de RG, CPF e Comprovante de Residência. Também é preciso apresentar documento que comprove a origem da madeira que será comercializada. "Após efetuar o pagamento da taxa de ocupação de espaço público, eles escolhem o local da sua preferência para a comercialização, seguindo o que foi disponibilizado pela diretoria. O valor cobrado por metro quadrado é R$ 5 e está sendo liberado até 40 metros quadrados por pessoa", informou o diretor de Espaços Públicos e Abastecimento (Direpa), Bira Rabelo.
Instalação - A Emsurb também é responsável pela liberação do espaço público para a instalação das barracas de venda de fogos. Os interessados devem, inicialmente, procurar a sede do Corpo de Bombeiros para que seja emitido o Atestado de Regularidade.

Entre as tradições das festas juninas, a queima de fogueiras é uma das mais conhecidas, o que torna comum o aumento da procura por estes produtos nos dias que antecedem os festejos. Por isso, a Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), está cadastrando os comerciantes com o intuito de garantir que este tipo de comércio seja realizado de maneira ordenada e que sejam cumpridas as devidas adequações.
Na capital, os locais onde estão permitidos o comércio de fogueiras são a praça Dr. Ranulfo Prata (Cruz Vermelha), no bairro Getúlio Vargas, o canteiro da avenida Heráclito Rolemberg, no conjunto Augusto Franco, e um terreno próximo ao Shopping Riomar, no bairro Coroa do Meio. Além de autorizar e indicar os lugares apropriados, a empresa também atua na fiscalização para tentar inibir pontos de vendas que não possuem estrutura adequada para a comercialização desse tipo de mercadoria.  
Até o momento, 17 vendedores já foram credenciados para a atuar nos três espaços. Um deles é Gilton Santos, que montou o seu ponto de venda na praça da Cruz Vermelha. Ele comemorou a facilidade na hora de conseguir a autorização. "Fiquei muito satisfeito porque não houve nenhum tipo de burocracia. Todo o processo aconteceu de forma simples e rápida", disse o comerciante. 
Os interessados em comercializar fogueiras devem se dirigir à sede da Emsurb, localizada no Parque da Sementeira. Na oportunidade, devem estar munidos de RG, CPF e Comprovante de Residência. Também é preciso apresentar documento que comprove a origem da madeira que será comercializada. "Após efetuar o pagamento da taxa de ocupação de espaço público, eles escolhem o local da sua preferência para a comercialização, seguindo o que foi disponibilizado pela diretoria. O valor cobrado por metro quadrado é R$ 5 e está sendo liberado até 40 metros quadrados por pessoa", informou o diretor de Espaços Públicos e Abastecimento (Direpa), Bira Rabelo.

Instalação - A Emsurb também é responsável pela liberação do espaço público para a instalação das barracas de venda de fogos. Os interessados devem, inicialmente, procurar a sede do Corpo de Bombeiros para que seja emitido o Atestado de Regularidade.