Senar realiza primeira turma de Aprendizagem voltada para a avicultura

Compartilhar:
Imprimir Aumentar Texto Diminuir Texto

Publicada em 04/06/2019 às 22:40:00

 

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Sergipe - Senar/SE iniciou a primeira turma de Aprendizagem Rural voltada para a cadeia da avicultura, criação de aves para produção de alimentos. O curso será realizado durante quase um ano com carga horária de 960 horas.
O coordenador de Formação Profissional Rural (FPR), Gladson Silva, destaca que o curso terá 14 módulos com conteúdo básico e específico passando por toda cadeia da avicultura, desde o setor administrativo ao campo.
 "O programa de Aprendizagem vem de uma demanda do Governo Federal da Lei da Aprendizagem. Estamos realizando a primeira turma de avicultura com carga horária de 960 horas que serão desenvolvidas durante onze meses e meio. Além das aulas teóricas, teremos saídas de campo e a prática profissional na empresa", explica.
O representante da empresa Asa Branca, Ramessés Santos Silva, conta que a expectativa é formar mão de obra qualificada para as empresas de avicultura.  "A Asa Branca sempre respeitou a cota de Jovem Aprendiz e tinha parceria com outras instituições e pela primeira vez está sendo com o Senar. Estamos com grandes expectativas pela sua duração, dinâmica, aulas práticas".
O representante da Granja Pitanga, Gean Santos da Cruz, também destacou a importância da qualificação dos jovens, que podem ser contratados pela empresa após o curso.

O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Sergipe - Senar/SE iniciou a primeira turma de Aprendizagem Rural voltada para a cadeia da avicultura, criação de aves para produção de alimentos. O curso será realizado durante quase um ano com carga horária de 960 horas.
O coordenador de Formação Profissional Rural (FPR), Gladson Silva, destaca que o curso terá 14 módulos com conteúdo básico e específico passando por toda cadeia da avicultura, desde o setor administrativo ao campo.
 "O programa de Aprendizagem vem de uma demanda do Governo Federal da Lei da Aprendizagem. Estamos realizando a primeira turma de avicultura com carga horária de 960 horas que serão desenvolvidas durante onze meses e meio. Além das aulas teóricas, teremos saídas de campo e a prática profissional na empresa", explica.
O representante da empresa Asa Branca, Ramessés Santos Silva, conta que a expectativa é formar mão de obra qualificada para as empresas de avicultura.  "A Asa Branca sempre respeitou a cota de Jovem Aprendiz e tinha parceria com outras instituições e pela primeira vez está sendo com o Senar. Estamos com grandes expectativas pela sua duração, dinâmica, aulas práticas".
O representante da Granja Pitanga, Gean Santos da Cruz, também destacou a importância da qualificação dos jovens, que podem ser contratados pela empresa após o curso.